Pai e filho presos no Japão por terem ajudado Carlos Ghosn a fugir foram transferidos para os EUA

Os dois condenados e que cumpriam pena no Japão foram enviados de volta para os Estados Unidos, a pedido da Justiça do país de origem.

Pai e filho que ajudaram Carlos Ghosn a fugir de jato particular foram condenados no Japão (FNN)

Enquanto Carlos Ghosn continua em “liberdade”, vivendo no Líbano, pai e filho de cidadania americana, que o ajudaram a fugir de avião, estavam cumprindo a condenação em um presídio do Japão.

Publicidade

Os condenados Michael Taylor, 62, ex-membro do Corpo de Forças Especiais do Exército dos EUA, e seu filho Peter, 29 foram transferidos para os Estados Unidos no final de outubro, segundo fontes do assunto, com declaração na segunda-feira (7). 

A decisão foi baseada no tratado internacional de transferência de uma pessoa condenada, de caráter humanitário, o qual permite que o preso possa terminar de cumprir sua condenação no seu país de origem.

Eles saíram do Japão via aérea, sob custódia, e a partir dessa data passaram a ser tratados de acordo com as leis dos Estados Unidos. Segundo as fontes, o filho Peter já foi liberado da custódia.

De acordo com uma decisão do Tribunal Distrital de Tóquio, os dois ajudaram Carlos Ghosn a deixar o Japão em um jato particular, pelo Aeroporto de Kansai (KIX) em Osaka, em 29 de dezembro de 2019.

O tribunal japonês condenou o pai a 2 anos de prisão e o filho a 1 ano e 8 meses.

Fontes: Sankei e FNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

População mundial deve chegar a marca de 8 bilhões na próxima semana

Publicado em 8 de novembro de 2022, em Notícias do Mundo

A humanidade chegará a 8 bilhões de pessoas em 15 de novembro, três vezes mais do que as 2,5 bilhões em 1950.

A humanidade chegará a 8 bilhões de pessoas em 15 de novembro (banco de imagens)

A divisão populacional das Nações Unidas prevê que a humanidade chegará a 8 bilhões de pessoas em 15 de novembro, três vezes mais do que as 2,5 bilhões em 1950.

Publicidade

A população mundial continuará a aumentar mesmo se a taxa de crescimento desacelerar, disseram as Nações Unidas, salientando a grande diversidade demográfica entre certas regiões do mundo.

“A taxa de crescimento da população mundial caiu dramaticamente desde o pico dos anos 1960”, disse à AFP Rachel Snow do Fundo de População das Nações Unidas à AFP.

Esse crescimento caiu de 2.1% entre 1962 e 1965 para menos de 1% em 2020 e poderia diminuir ainda mais para cerca de 0.5% em 2050.

Dado o número de pessoas em idade fértil e aumento na expectativa de vida, a população, mesmo assim, continuará a crescer, chegando a cerca de 8,5 bilhões de pessoas em 2030, 9,7 bilhões em 2050, antes de “atingir o pico” a 10,4 bilhões nos anos 2080. Uma estagnação adicional está prevista até o fim do século, de acordo com previsões das Nações Unidas.

Em 2021, a taxa média de fertilidade foi de 2.3 crianças por mulher, comparada com cerca de 5 em 1950, de acordo com as Nações Unidas, a qual prevê que o número será de 2.1 em 2050.

Os números globais mascaram imensa diversidade demográfica. Desta forma, mais da metade do crescimento populacional até 2050 virá de 8 países, de acordo com as Nações Unidas: República Democrática do Congo, Egito, Etiópia, Índia, Nigéria, Paquistão, Filipinas e Tanzânia.

Uma outra ilustração de tendências de mudança é que os dois países mais populosos do mundo, China e Índia, trocarão de lugares no pódio a partir de 2023, de acordo com as Nações Unidas.

A população da China de 1.42 bilhão em 2020 começará a diminuir, para 1.3 bilhão em 2050, enquanto a da Índia de 1.41 bilhão em 2022 continuará a crescer, com 1.66 bilhão em 2050.

Fonte: i24 News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros