Coreia do Norte ameaça fortes medidas militares contra o Japão

O Norte criticou a adoção do Japão de uma estratégia nacional de segurança como uma tentativa de transformar o país em uma potência militar agressiva.

Bandeiras do Japão e Coreia do Norte (banco de imagens)

A Coreia do Norte ameaçou nesta terça-feira (20) tomar “medidas militares ousadas e decisivas” contra o Japão enquanto ela criticou a adoção de Tóquio de uma estratégia nacional de segurança como uma tentativa de transformar o país em uma potência militar agressiva.

Publicidade

A declaração do Norte ocorreu 4 dias após o Japão ter anunciado uma estratégia de segurança que reflete sua determinação em possuir capacidade de “contra-ataque” e dobrar seus gastos militares para ganhar uma posição mais ofensiva contra ameaças da China e Coreia do Norte.

O Ministério de Relações Exteriores do Norte disse em uma declaração que o ímpeto do Japão em adquirir capacidade de contra-ataque não tem nada a ver com autodefesa, mas é uma tentativa clara de adquirir “capacidade de ataque preventivo destinado a lançar ataques em territórios de países”.

A declaração acusou os EUA de ajudarem e promoverem as ambições militares japonesas e prejudicar a paz regional. Ela disse que tais ações alegadas dos EUA estão forçando a Coreia do Norte a trabalhar duro a fim de concluir seus planos de desenvolver novas armas estratégicas para impedir tentativa de inimigos de invadir o Norte.

Assim como em outros países asiáticos, sentimento antijaponês ainda é profundo na Coreia do Norte devido às atrocidades de tempo de guerra do Japão.

A Península Coreana estava sob domínio colonial japonês de 1910 a 1945 antes de ser separada em Coreia do Sul, capitalista e apoiada pelos EUA, e Coreia do Norte, socialista apoiada pelos soviéticos, no fim da 2ª Guerra Mundial em 1945.

Rotineiramente, a mídia estatal norte-coreana critica as transgressões coloniais japonesas. Sua declaração nesta terça-feira (20) também disse que o Japão causou “miséria imensurável e dores aos coreanos” durante o domínio colonial.

A estratégia japonesa nomeia a China como “o maior desafio estratégico”, antes da Coreia do Norte e da Rússia, aos esforços do Japão para garantir paz, segurança e estabilidade.

Fonte: Yomiuri

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Obras japonesas estão entre as que serão eliminadas em biblioteca na Rússia

Publicado em 20 de dezembro de 2022, em Notícias do Mundo

A lista continha 53 livros, incluindo ‘Sputnik Sweetheart’ de Haruki Murakami e ‘Lizard’ de Banana Yoshimoto.

Livros em biblioteca russa (ilustrativa/banco de imagens)

Com a administração do presidente russo Vladimir Putin promulgando neste mês uma lei que proíbe a promoção de “relações sexuais não tradicionais”, uma lista de livros a serem eliminados em uma biblioteca em Moscou inclui títulos de escritores japoneses.

Publicidade

A lista, que foi vazada em um app de comunicações de acadêmicos e outros na segunda-feira (19), continha 53 livros, incluindo “Sputnik Sweetheart” de Haruki Murakami e “Lizard” de Banana Yoshimoto.

Não está claro que parte dos livros dos autores japoneses foram consideradas problemáticas.

Os romances de Murakami tiveram popularidade entre russos a uma certa extensão.

A nova lei tem sido vista como um símbolo do afastamento conservador da Rússia da ocidentalização, a qual acredita-se ter acelerado às sombras da invasão à Ucrânia.

Muitas pessoas haviam manifestado suas preocupações por uma violação de liberdade de expressão, desde que a lei foi proposta pela primeira vez.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros