Mudança na regra do dependente que mora fora do Japão

Essa mudança na lei afeta os estrangeiros que moram no Japão e ajudam seus familiares no país de origem, como também os japoneses que têm filhos no exterior.

Imagem meramente ilustrativo de dinheiro do Japão (PM)

Com a revisão da lei sobre a taxação dos impostos, especialmente em relação à isenção por manter um dependente residente fora do Japão, a regra sofreu uma modificação, a partir de 1.º de janeiro de 2023.

Publicidade

Até dezembro de 2022, se a pessoa dependente tinha mais de 16 anos, quem faz a remessa de dinheiro para mantê-la podia solicitar isenção do imposto de renda. 

Reprodução da informação da Prefeitura de Itabashi

A partir de janeiro de 2023, as pessoas na faixa de 30 a 69 anos não podem mais ser consideradas dependentes. Ou seja, é aplicável se o dependente tem idade entre 16 e 29 anos ou acima dos 70 anos.

Mas, há exceção nessa faixa dos 30 a 69 anos, se:

  1. Não está residindo no Japão porque foi estudar no exterior   
  2. O dependente tem deficiência
  3. Envia para o dependente, anualmente, mais de 380 mil ienes em dinheiro para subsistência ou para ajuda nos estudos (dá um mínimo de 31,7 mil ienes por mês)

Reprodução do quadro que explica sobre os dependentes no exterior (NTA)

Independente da situação, a pessoa que envia dinheiro para ajudar alguém da família precisa anexar documento que comprove esse laço de parentesco e todos os comprovantes de remessa financeira. 

No caso de fazer remessa financeira para o filho ou outro familiar que está estudando em outro país, é preciso anexar também uma cópia do visto de estudante obtido pelo dependente.

Caso queira saber mais detalhes sobre o imposto de renda no Japão, leia o material em português, da Agência Nacional de Impostos do Japão (NTA), em PDF (toque aqui).

Caso queira ler sobre essa mudança, de forma mais detalhada, em japonês, toque aqui para abrir o PDF da NTA.

Fonte: NTA

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Turista japonês é preso após agredir taxista na Coreia do Sul

Publicado em 15 de dezembro de 2022, em Ásia

Japonês muito embriagado acenou e entrou em um táxi no distrito de Gangnam, em Seul, e repentinamente se tornou agressivo.

O motorista sul-coreano não entendeu o que o turista japonês falou e foi agredido (YouTube/JTBCNews)

Um turista japonês foi preso por agredir violentamente um taxista sul-coreano no fim de novembro porque ele não falava sua língua.

Publicidade

O incidente foi veiculado em uma declaração da Polícia de Seul na terça-feira (13).

De acordo com a notícia, um japonês muito embriagado acenou e entrou em um táxi no distrito de Gangnam, em Seul, e repentinamente se tornou agressivo porque o taxista não conseguia entender o que ele estava dizendo devido à barreira do idioma.

O japonês então perseguiu o motorista, que teria na faixa dos 60 anos, na rua.

A polícia disse que o japonês empurrou o taxista após alcançá-lo e então começou a dar socos e chutes enquanto o coreano estava caído no chão. A vítima teria sofrido ferimentos nas mãos, pescoço e costas.

Pessoas que estavam na rua ajudaram o taxista, mas o turista japonês foi persistente em sua agressão, de acordo com reportagens. Ele foi preso e entregue para a promotoria na terça-feira e teria confessado o crime.

Duas semanas após o incidente, o motorista de táxi disse que ainda estava traumatizado e impossibilitado de voltar ao trabalho.

Fonte: News Yahoo

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros