Rússia diz que não haverá ‘cessar-fogo de Natal’ na Ucrânia

Dezenas de milhares de pessoas foram mortas, milhões mais deslocadas e cidades reduzidas a detritos desde a invasão da Rússia à Ucrânia em 24 de fevereiro deste ano.

Estrutura em Kharkiv, na Ucrânia, destruída pelos russos (banco de imagens)

A Rússia descartou um “cessar-fogo de Natal” após cerca de 10 meses de guerra na Ucrânia e rejeitou um pedido de Kiev para começar a retirar tropas até 25 de dezembro como medida para encerrar o maior conflito da Europa desde a 2ª Guerra Mundial.

Publicidade

Atualmente, a Rússia e a Ucrânia não estão engajadas em negociações para encerrar o combate, o qual está devastando o leste e sul com pouca movimentação em cada lado.

A violência retornou a Kiev na quarta-feira (14), com o primeiro grande ataque de drones contra a capital da Ucrânia.

Dois prédios administrativos foram atingidos, mas defesas aéreas repeliram amplamente o ataque.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenksy disse que 13 drones haviam sido abatidos.

Dezenas de milhares de pessoas foram mortas, milhões mais deslocadas e cidades reduzidas a detritos desde a invasão da Rússia à Ucrânia em 24 de fevereiro deste ano.

Questionado na quarta-feira se Moscou havia visto propostas para um “cessar-fogo de Natal”, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse aos repórteres: “Não, nenhuma oferta do tipo foi recebida de ninguém. Esse assunto não está na agenda”.

Zelensky disse nesta semana que a Rússia deveria começar a se retirar até o Natal como passo para o fim do conflito, mas Moscou rejeitou a proposta, dizendo que a Ucrânia deve aceitar a perda de território para o Kremlin antes que qualquer progresso possa ser feito.

A Rússia, que chama a guerra de “operação militar especial”, atacou com mísseis infraestruturas de energia desde outubro, interrompendo fornecimentos de energia e deixando ucranianos sem aquecimento em condições de inverno congelantes.

Fonte: Channel News Asia

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mudança na regra do dependente que mora fora do Japão

Publicado em 15 de dezembro de 2022, em Dicas Especiais

Essa mudança na lei afeta os estrangeiros que moram no Japão e ajudam seus familiares no país de origem, como também os japoneses que têm filhos no exterior.

Imagem meramente ilustrativo de dinheiro do Japão (PM)

Com a revisão da lei sobre a taxação dos impostos, especialmente em relação à isenção por manter um dependente residente fora do Japão, a regra sofreu uma modificação, a partir de 1.º de janeiro de 2023.

Publicidade

Até dezembro de 2022, se a pessoa dependente tinha mais de 16 anos, quem faz a remessa de dinheiro para mantê-la podia solicitar isenção do imposto de renda. 

Reprodução da informação da Prefeitura de Itabashi

A partir de janeiro de 2023, as pessoas na faixa de 30 a 69 anos não podem mais ser consideradas dependentes. Ou seja, é aplicável se o dependente tem idade entre 16 e 29 anos ou acima dos 70 anos.

Mas, há exceção nessa faixa dos 30 a 69 anos, se:

  1. Não está residindo no Japão porque foi estudar no exterior   
  2. O dependente tem deficiência
  3. Envia para o dependente, anualmente, mais de 380 mil ienes em dinheiro para subsistência ou para ajuda nos estudos (dá um mínimo de 31,7 mil ienes por mês)

Reprodução do quadro que explica sobre os dependentes no exterior (NTA)

Independente da situação, a pessoa que envia dinheiro para ajudar alguém da família precisa anexar documento que comprove esse laço de parentesco e todos os comprovantes de remessa financeira. 

No caso de fazer remessa financeira para o filho ou outro familiar que está estudando em outro país, é preciso anexar também uma cópia do visto de estudante obtido pelo dependente.

Caso queira saber mais detalhes sobre o imposto de renda no Japão, leia o material em português, da Agência Nacional de Impostos do Japão (NTA), em PDF (toque aqui).

Caso queira ler sobre essa mudança, de forma mais detalhada, em japonês, toque aqui para abrir o PDF da NTA.

Fonte: NTA

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros