Danos e vítimas da nevasca no Japão

As indústrias automobilísticas fecharam as plantas por causa da nevasca e veja as outras ocorrências, com vítimas fatais.

Imagem ilustrativa de neve sobre o pinheiro (StockSnap)

Até as 15h de quarta-feira (25) foram confirmados acidentes, danos e vítimas fatais por causa da nevasca que assolou o Japão nos dois últimos dias.

Publicidade

De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade de Yawata (Hyogo), por volta das 7h30 de quarta-feira, uma ambulância que se dirigia ao local de um acidente de trânsito, derrapou e entrou em um campo de arroz. Nenhum dos 3 paramédicos foi ferido. Outra ambulância foi enviada para o local do acidente.

Foto: NHK

Por volta das 5h30 de quarta-feira, ocorreu um engavetamento envolvendo 12 veículos, entre caminhões e carros, perto da saída Maya, da Harbour Highway, uma via expressa na cidade de Kobe (Hyogo), causado por um dos veículos que derrapou na pista escorregadia por causa da neve. Duas pessoas ficaram feridas, mas nada grave.

Engavetamento na pista coberta de neve (NHK)

Uma aeronave Boeing 767 da All Nippon Airways (ANA), procedente de Hong Kong, colidiu com uma viatura de trabalho na pista da zona de carga do Aeroporto de Narita, por volta das 7h38 de quarta-feira.

Não houve feridos e a ANA averigua o acidente, mas acredita-se que tenha ocorrido por causa da pista escorregadia em função da camada de gelo que se formou por causa da neve na noite anterior.

Boeing da ANA (NHK)

Um kei colidiu com um caminhão que trafegava na pista oposta da rodovia nacional 3 em Amitsu-cho, cidade de Satsumasendai (Kagoshima), por volta das 23h30 de terça-feira (24). O motorista do kei, de 32 anos, foi resgatado e levado para um hospital, onde está em estado grave, inconsciente.

Kei envolvido no acidente (NHK)

Por volta das 17h30 de terça-feira, um japonês de 51 anos morreu atropelado em uma rua da cidade de Fukuchi (Fukuoka), por uma camionete kei. Logo depois do acidente foi transportado para o hospital, onde morreu 4 horas depois. Segundo a polícia, a vítima foi atropelada quando o motorista do kei pisou no freio e o carro girou (spin) por causa do asfalto coberto de neve

Antes do meio-dia de terça-feira, uma árvore caiu sobre um carro percorrendo a rodovia. Atingiu a cabeça do motorista, na faixa dos 60, de Beppu (Oita), o qual foi a óbito. Naquele momento, as rajadas de vento eram muito fortes.   

Carro sob uma árvore, a qual matou o motorista (NHK)

Devido ao vento forte, uma casa agrícola foi destruída na cidade de Seiyo (Ehime), e o vidro da janela de um prédio próximo foi danificado. Uma forte rajada de vento deve ter sido a causa, por volta das 17h de terça-feira.

Casa destruída pelo vento (NHK)

Bem distante de Ehime, no mesmo horário, parte de um andaime foi derrubado, provavelmente pela força do vendaval, em Nerima-ku, Tóquio. O andaime caído bloqueou uma rua próxima mas não houve feridos.

Local onde parte do andaime foi derrubado (NHK)

Por volta das 16h de terça-feira, uma idosa, na faixa dos 90 anos, caiu na calçada, derrubada por uma rajada de vento. Foi levada para o hospital porque bateu a cabeça mas não corre risco de vida.

As indústrias automobilísticas interromperam a produção a partir da tarde de terça-feira em Fukuoka: Nissan Motor Kyushu, Nissan Shatai Kyushu e as 3 da Toyota Motor Kyushu.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão registra casos da doença MIS-C, associada a covid

Publicado em 25 de janeiro de 2023, em Sociedade

Essa doença que pode ser letal, deve ser evitada. Para isso, a vacina é importante porque a MIS-C está associada a covid.

Criança recebendo vacinação contra a covid (Flickr)

A síndrome inflamatória multissistêmica (MIS, acrônimo de Multisystem inflammatory syndrome) é uma condição rara, mas grave, associada  a covid-19, na qual diferentes partes internas e externas do corpo ficam inflamadas, incluindo coração, pulmões, rins, cérebro, pele, olhos ou trato gastrointestinal. A MIS pode afetar crianças (MIS-C) e adultos (MIS-A).

Publicidade

O médico Daisuke Matsubara, do Hospital Universitário Médico Jichi,em Tochigi, diagnosticou o primeiro caso na província, em outubro de 2021, em uma criança que tinha os sintomas da MIS-C após a covid.

Até o verão daquele ano, o médico Matsubara estava tratando dos pacientes com MIS-C em um hospital americano. Naquela época, ficou surpreso ao saber que havia poucos casos de crianças diagnosticadas com MIS-C no Japão.

Um grupo de médicos especialistas, incluindo Matsubara, realizou uma pesquisa nacional no Japão pela primeira vez visando aproximadamente 2 mil instituições médicas. Como resultado, verificou-se que pelo menos 64 crianças em todo o país foram diagnosticadas com MIS-C.

Médico Matsubara de pé (NHK)

Não houve casos graves, mas muitos foram hospitalizados e tratados.

Essa doença pode levar a criança à morte, conforme casos já relatados na Europa e Estados Unidos. Até novembro de 2022 foram diagnosticadas mais de 9 mil crianças com essa síndrome nos EUA, das quais 74 foram a óbito.

Sinais e sintomas da MIS-C e MIS-A

Segundo a fonte, o Centro Nacional de Imunização e Doenças Respiratórias, via Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), os sintomas, tanto para crianças quanto para adultos são febre contínua mais mais de um dos seguintes: 

  • Dor de estômago
  • Olhos vermelhos
  • Diarréia
  • Tonturas ou vertigens (sinais de pressão arterial baixa)
  • Erupção cutânea
  • Vômito

Quando buscar atendimento emergencial

Se a pessoa estiver com os sinais abaixo deve procurar um hospital imediatamente, segundo o CDC:

Se alguém estiver apresentando algum destes sinais, procure atendimento médico de emergência imediatamente:

  • Problemas respiratórios
  • Dor ou pressão no peito que não desaparece
  • Confusão ou comportamento incomum
  • Dor abdominal intensa
  • Incapacidade de acordar ou ficar acordado
  • Pele pálida, cinza ou azulada, lábios ou unhas esbranquiçadas 

Esta lista não inclui todos os sintomas possíveis, por isso, se tiver suspeita de MIS-C deve consultar imediatamente.

Como se prevenir da MIS-C ou MIS-A

Segundo as explicações do CDC, “com base no que sabemos agora, a melhor maneira de prevenir o MIS-C ou o MIS-A é tomar medidas para se proteger contra a COVID-19, incluindo a vacinação contra o coronavírus para pessoas a partir dos 6 meses de idade.

No Japão, um grupo de médicos especialistas liderados pelo doutor Matsubara, que iniciou esforços para criar critérios diagnósticos fáceis de entender para saber se é MIS-C. Ainda mais, pelo aumento das crianças com covid, nesta 8.ª onda de infecção, por causa das subvariantes, todo cuidado é pouco. 

Fontes: CDC e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros