Mie é a província de Tokai com recorde no acúmulo de neve

A capital da província de Mie teve um acúmulo recorde de neve. Já ocorreram acidentes com pessoas feridas e paralisação no tráfego.

Tsu na primeira hora de quarta-feira com recorde de acúmulo de neve (PM)

A temida nevasca não foi tão forte quanto se esperava, na região Tokai, mas a cidade de Tsu (Mie) teve um recorde de acúmulo de neve, chegando a 11 centímetros. Segundo o Observatório Meteorológico local isso nunca tinha acontecido desde 1889, quando começaram as estatísticas.

Publicidade

Às 9h de quarta-feira (25), a quantidade de neve acumulada foi de 75 centímetros na vila de Shirakawa (Gifu), 67cm em Hida, 20cm em Takayama, todas da província de Gifu

Mas, como a queda de neve continua em Gifu, Mie e Aichi, a possibilidade de acúmulo até a manhã de quinta-feira aumenta. Prevê-se 40cm nas áreas montanhosas de Gifu, enquanto nas planícies deva ficar em torno de 25cm. Para Mie a previsão é de 15 centímetros e 5cm nas planícies da província de Aichi. A previsão é de queda de neve na sexta-feira (27) em Nagoia.

O frio é rigoroso nas 3 províncias. Às 9h foram registrados -2ºC em Nagoia (Aichi), -1,9ºC em Gifu (província homônima) e -1,1ºC em Tsu. Em Nagoia chegou a -3,4ºC  e -11,6ºC em Takayama, como mínima do dia.

Consequências da nevasca

Os trens da JR que operam em Mie e Gifu tiveram operações atrasadas nos trechos Yokkaichi a Kameyama e Gero a Inotani.

Além disso, o shinkansen também sofreu atraso por causa de paradas nos trechos com neve em Ogaki, por exemplo.

Shinkansen parado em Ogaki (PM)

A linha da Kintetsu que opera em Mie, em Toba, também está com operação controlada.

As vias expressas Tokai-Kanjo, Meishin, Shin Meishin e Tokai Hokuriku estão com trechos interrompidos para tráfego, em Mie e Gifu.

O pedido das autoridades é que os motoristas trafeguem com pneus para neve nas vias expressas e rodovias dos locais onde a neve continua, especialmente em Gifu e Mie.

Via expressa em Mie na noite de terça-feira (Tokai TV)

Já ocorreram 235 derrapagens na neve na província de Mie, até as 8h de quarta-feira, causando 10 feridos

Em Yokkaichi teve uma paralisação de 3 horas causada por um carro que encalhou na neve, na manhã de quarta-feira.

Cuidados durante e depois da nevasca

A AMJ alerta em relação aos distúrbios no tráfego devido a neve pesada e superfícies das rodovias congeladas, além de interrupções no transporte público. Por isso, se costuma se locomover de carro, trem ou ônibus, deve sair de casa com bastante antecedência.  

Paisagem de Ogaki na manhã de quarta-feira e formação de sincelos por causa do frio congelante (PM)

Além disso, poderão ocorrer danos nos cabos de energia elétrica, avalanches, congelamento das tubulações de água e danos nas estufas agrícolas.

Assista às imagens de neve em vários locais de Gifu.

Fontes: CBC TV, NHK, Gifu Shimbun e Tokai TV

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Relógio do juízo final mostra o quão perto estamos da aniquilação total

Publicado em 25 de janeiro de 2023, em Notícias do Mundo

A ideia do Doomsday Clock, ou Relógio do Juízo Final, começou em 1947 para alertar a humanidade sobre os perigos de uma guerra nuclear.

A ideia começou em 1947 para alertar a humanidade sobre os perigos de uma guerra nuclear (The Bulletin)

Os ponteiros do simbólico Doomsday Clock (Relógio do Juízo Final) se aproximaram mais perto do que nunca da meia-noite, declarando a humanidade perigosamente perto da catástrofe.

Publicidade

O relógio, definido a 90 segundos para a meia-noite, marca o quão perto nosso Planeta está da completa aniquilação devido às ações do homem.

O Boletim de Cientistas Atômicos (BAS) disse que os ponteiros do relógio foram movidos, em grande parte, devido à guerra na Ucrânia.

A ideia começou em 1947 para alertar a humanidade sobre os perigos de uma guerra nuclear.

Os ponteiros do relógio são movidos para mais perto ou mais longe da meia-noite baseados da leitura dos cientistas de ameaças existenciais em uma época particular. A meia-noite marca o ponto teórico da aniquilação.

A decisão é tomada pelo conselho de ciência e segurança do BAS, que inclui 13 laureados do Nobel. Neste ano, o anúncio foi disponibilizado em ucraniano e russo, assim como em inglês, devido à guerra na Ucrânia.

O conselho estabeleceu que a guerra levantou questões profundas sobre como as nações interagem, assim como uma aparente queda na conduta internacional.

As outras ameaças mencionadas neste ano incluem mudança climática, ameaças biológicas e interrupção de tecnologias.

E como o mundo ainda vivencia um golpe da covid-19, o conselho disse que líderes mundiais precisarão continuar a identificar e endereçar riscos biológicos, se a origem é natural, acidental ou intencional.

Em 2020, os ponteiros do relógio foram movidos 100 segundos mais perto da meia-noite. Nos anos seguintes, em 2021 e 2022, ficaram no mesmo lugar.

O mais perto que os ponteiros já chegaram perto da meia-noite foi a 17 segundos, logo após o fim da Guerra Fria.

Rachel Bronson, CEO do BAS, disse que embora os humanos tenham criado esses problemas, o conselho acredita que eles podem reduzir os riscos com engajamento global.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros