Primeira companhia japonesa de táxi a introduzir VE que não é da Toyota

Além de já estar usando VE a MK Taxi já anunciou que em 2025 irá começar a operar com veículos autônomos.

VE BMW i7, já em uso pela MK Taxi (divulgação)

Em relação aos táxis autônomos, aqueles sem motorista, existem exemplos de experimentos de demonstração no Japão, mas ainda não há caso de uso comercial. 

Publicidade

Mesmo a maior montadora do Japão, a Toyota, que possui tecnologia autônoma, ainda não anunciou planos para táxis autônomos.

Já chegou 2023 e a companhia de táxi MK, de Tóquio, começará a usar carros autônomos em 2 anos, e poderá ser o primeiro exemplo no Japão.

A MK Taxi anunciou em 23 de dezembro de 2022 que está entusiasmada com a introdução de tecnologias avançadas relacionadas a automóveis, como a aquisição e operação do veículo elétrico (VE) da marca alemã BMW.

De acordo com um comunicado de imprensa, a Tokyo MK adquiriu 20 unidades BMW i7. O que a MK tem em mente é a concretização de uma sociedade livre de carbono. Também irá contribuir para os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

Espera-se reduzir o número de acidentes em comparação com a direção manual ao usar o VE autônomo da BMW. Desta vez a Toyota não foi a marca escolhida.

A propósito, a MK Taxi também é conhecida por sua implementação proativa de dispositivos de suporte à segurança, como a frenagem automática. Em abril de 2022, o total desses veículos chegou a 638 unidades, chegando a 87% da frota.  

Mas a JPN Taxi está realizando teste com veículo da Toyota, então fica a expectativa para ver qual das companhias será a primeira a introduzir os carros com direção autônoma.

Interior luxuoso do veículo elétrico BMW i7 usado pela MK Taxi (divulgação)

Fontes: divulgação e Jidounten Lab

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Volume de pólen de cedro nesta primavera pode ser alto em muitas partes do Japão

Publicado em 9 de janeiro de 2023, em Sociedade

Flores de cedro macho, as quais determinam a quantidade de pólen que é dispersada na primavera, tendem a se tornar mais abundantes quando o verão anterior é mais quente.

Cryptomeria japonica macho, cedro japonês (Wikimedia Commons/Fuke)

Aos que sofrem com polinose (kafunsho), a quantidade de pólen de cedro na primavera de 2023 poderá atingir uma alta recorde de 10 anos em algumas partes do Japão.

Publicidade

A previsão é baseada na pesquisa do Ministério do Meio Ambiente realizada entre novembro e dezembro, a qual revelou o maior número de flores de cedro macho em uma década em 14 províncias.

Flores de cedro macho, as quais determinam a quantidade de pólen que é dispersada na primavera, tendem a se tornar mais abundantes quando o verão anterior (de junho a agosto) é mais quente com longas horas de luz de Sol.

Acredita-se que as temperaturas altas recordes no fim de junho e início de julho de 2022 tiveram um impacto no número mais recente.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, uma pesquisa sobre o número de flores macho por metro quadrado em florestas de cedro artificiais mostrou que a quantidade foi maior do que em um ano normal, ou da média nos últimos 10 anos, em muitas áreas da região Tohoku à de Kyushu, com a província de Shimane com 6 vezes o número normal e a de Tottori 4 vezes maior.

A pesquisa registrou os números mais altos de flores de cedro macho nos últimos 10 anos nas províncias de Fukushima, Gunma, Kanagawa, Niigata, Toyama, Ishikawa, Fukui, Okayama, Tottori, Shimane, Hiroshima, Yamaguchi e Tóquio.

Quando a liberação de pólen é alta, o número de flores macho tende a cair no ano seguinte.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância