Facilitação de visto permanente e de longa permanência no Japão para determinados profissionais

Tanto os profissionais altamente qualificados como os formados nas melhores universidades terão mais facilidade para obtenção do visto.

Reprodução de um Zairyu Card com visto permanente (PM)

O governo do Japão anunciou no final da semana anterior sobre a decisão de uma nova política para atrair recursos humanos altamente qualificados, pois está atrás de muitos países nessa questão.

Publicidade

Nessa nova política, os trabalhadores estrangeiros com título de mestrado ou superior e uma renda anual de 20 milhões de ienes ou mais receberão o status de residência como profissionais altamente qualificados e poderão obter o visto permanente após um ano, bem diferente do que é concedido para os residentes de longo prazo, para os quais não se exige alto nível de escolaridade. Esse será um dos tratamentos preferenciais aos estrangeiros.

O governo do Japão pretende atrair não só engenheiros de diversas áreas de atuação, como também pesquisadores e executivos para se empregarem nas grandes empresas, mas também os empresários altamente qualificados

Jovens talentosos

Para atrair jovens talentosos, graduados nas universidades de renome internacional, receberão um visto de residência de até 2 anos para buscar uma colocação no mercado de trabalho japonês. Esse prazo foi estendido, pois atualmente é de 90 dias. O governo tem a intenção de atrair recursos humanos jovens criadores do futuro.

Destina-se a pessoas que se formaram em uma universidade nos últimos cinco anos e estão classificadas entre as 100 melhores em dois ou mais dos três rankings universitários publicados por instituições britânicas e chinesas. Os membros da família poderão acompanhá-los e serão oferecidas oportunidades para pessoas com capacidade de passar o tempo pensando em trabalhar no Japão.

Aumento de empregados domésticos por família

Outra mudança nessa política é o número de empregados domésticos que uma família poderá contratar. Atualmente é somente um mas passarão a poder contratar 2, para que o casal possa trabalhar em tempo integral. Isso favorecerá a entrada desses profissionais qualificados. 

Quantos profissionais altamente qualificados vêm ao Japão

De janeiro a junho de 2022, 3.275 pessoas foram reconhecidas como profissionais altamente qualificados. Dessas, apenas 783 são recém-chegadas.

Com o acirramento da competição internacional por recursos humanos altamente qualificados, o governo japonês deverá implementar essa política já em abril com o objetivo de aceitar os recursos humanos estrangeiros com nível de excelência.  

“Vamos prosseguir com as reformas, incluindo a criação de um novo sistema que estará em pé de igualdade com o resto do mundo”, disse o primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida.

Afinal, o Japão está em 25.º lugar no ranking da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na contratação de recursos humanos internacionais, perdendo para Austrália, Suíça, Suécia, Nova Zelândia e Canadá, as 5 do topo.

Ranking da OOCDE na contratação de recursos humanos internacionais (reprodução da NIkkei)

Fontes: Nikkei e FNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

USJ: aumento salarial para mais de 12 mil funcionários

Publicado em 21 de fevereiro de 2023, em Economia

USJ anuncia aumento salarial para funcionários regulares, arubaito e part-time para março.

Imagem: ABC News

A USJ (Universal Studios Japan) anunciou que aumentará os salários por hora para funcionários de meio período (arubaito e part time) a partir de março.

Publicidade

Como resultado, o valor do salário aumentará em cerca de 7%, e se espera que os investimentos com recursos humanos aumente à medida que a demanda turística se recuperar.

Cerca de 10.000 pessoas trabalham meio período na USJ. Para esses funcionários, a empresa aumentará o salário mínimo por hora dos atuais 1.100 ienes para 1.160 ienes a partir do próximo mês e também aumentará os subsídios associados ao trabalho. O limite de salário por hora será de 1.690 ienes.

Na USJ, o número de visitantes voltou quase ao nível anterior à pandemia devido ao relaxamento das restrições.

Além disso, os 2.000 empregados regulares (seishain) também terão o salário base será aumentado, em média de 6% a partir do próximo mês.

“Pretendemos ser uma empresa mais escolhida como local de trabalho e queremos promover a criação de um ambiente de trabalho confortável, que levará ao aumento da contratação e retenção de recursos humanos”, comentam responsáveis da USJ.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!