Japão: jovem aprovada como astronauta

Duas pessoas passam no teste para astronauta da JAXA, um homem, que é a pessoa mais velha a ser aprovada, e uma mulher, a mais jovem a ser aprovada na história do Japão.

Imagem: Yomiuri

Em coletiva feita nesta terça-feira (28), a ministra da educação, cultura, esporte e tecnologia Keiko Nagaoka anunciou que 2 pessoas foram aprovadas no teste para astronauta da JAXA (Agência de Exploração Aeroespacial do Japão), que foi realizado pela primeira vez em 13 anos.

Publicidade

A JAXA realiza testes de seleção de astronautas desde abril do ano passado, com um recorde de 4.127 candidatos. Após várias entrevistas e testes de aptidão física, em dezembro do ano passado, o número foi reduzido a um total de 10 pessoas, 8 homens e 2 mulheres.

A seleção final começou no início do ano, e entrevistas e exames para determinar as qualificações dos astronautas foram realizados no Japão e no exterior.

Como resultado, um homem, que trabalha no Banco Mundial, e uma médica foram aprovados.

Suwa Makoto, 46, nasceu em 1977 em Tóquio, e se graduou pela Escola de Pós-Graduação em Ciências da Terra da Universidade de Princeton em 2007. No ano seguinte, ele foi enviado para Ruanda pelos Voluntários de Cooperação no Exterior do Japão. Em 2010, ingressou na Organização Meteorológica Mundial (OMM) das Nações Unidas. Ele está no Banco Mundial desde 2014 como Especialista Sênior em Redução de Risco de Desastres.

Ayu Yoneda, 28, nasceu em 1995 e é natural de Tóquio. Depois de se formar na Escola de Medicina da Universidade de Tóquio em 2019, trabalhou no hospital da universidade. Em 2021, ela ingressou no Centro Médico da Cruz Vermelha Japonesa e, desde outubro do ano passado, foi encaminhada ao Hospital Toranomon.

Atualmente no Japão, há seis astronautas ativos, todos homens. Yoneda é a terceira astronauta mulher, depois de Chiaki Mukai e Naoko Yamazaki, e também é a pessoa mais jovem a ser aprovada no teste.

Além disso, o candidato mais velho a ser aprovado era Kimiya Yui, atronauta em ativa que foi selecionado aos 39 anos. Suwa quebrou esse recorde sendo a primeira pessoa com mais de 40 anos a ser selecionada.

Os dois novos astronautas participarão da exploração lunar tripulada “Projeto Artemis” e podem se tornar os primeiros japoneses a pousar na lua.

Em coletiva de imprensa realizada em Tóquio na manhã de terça, Yoneda sorriu, dizendo: “Tenho um senso de responsabilidade e missão, e uma sensação de propósito”. Suwa, que participou online, comenta que não conseguiu dormir no dia anterior de tanta emoção.

Fonte: NHK e FNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Kishida informa que comprará 400 mísseis americanos de longo alcance

Publicado em 28 de fevereiro de 2023, em Política

O primeiro-ministro do Japão foi criticado pelos parlamentares por manter as informações ‘em segredo’ mas acabou falando em um número: 400 mísseis.

Tomahawk Land Attack Missile (US Forces via ANN)

Quantos mísseis Tomahawk fabricados nos Estados Unidos serão adquiridos para serem usados ​​na capacidade de contra-ataque, era uma pergunta constante dos parlamentares da Dieta. 

Publicidade

Finalmente, na segunda-feira (27), o primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, disse em plenário que serão 400 unidades, dentro da verba dos 211,3 bilhões de ienes da proposta orçamentária inicial para o novo ano fiscal, para a defesa do país.  

Em relação ao Tomahawk, Kishida foi questionado sobre o número de unidades a serem adquiridas, e sempre se absteve de divulgar o número dizendo que “não é apropriado informar os detalhes”.   

Em resposta a essa postura, as críticas aumentaram, como “tudo é um segredo, um segredo”, apontou Kenta Izumi, líder do Partido Democrático Constitucional do Japão.

Dentro do Ministério da Defesa do Japão, havia uma visão negativa de que isso revelaria a capacidade das Forças de Autodefesa de continuar lutando em caso de emergência. Um alto funcionário do ministério disse para o jornal Asahi que “se disser o número de Tomahawks, teremos que lhe dizer o número de outros mísseis”.

Então, por que Kishida divulgou o número da aquisição? Segundo uma fonte do Ministério da Defesa, para o Asahi, foi levado em consideração que os Estados Unidos planejam anunciar o número da compra japonesa por volta de maio. Nesse caso, permanece a questão de por que não foi anunciado antes.

Segundo uma fonte do Ministério da Defesa, cada míssil desse modelo custa em torno de 300 a 500 milhões de ienes, disse para a ANN.

O BGM-109 Tomahawk, um míssil de cruzeiro, subsônico e de longo alcance, é conhecido como Tomahawk Land Attack Missile, ou seja, míssil de ataque terrestre.

Míssil de cruzeiro Tomahawk para ataque terrestre (US Forces via ANN)

Fontes: ANN e Asahi 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!