Poderoso chá para proteger o corpo contra influenza e resfriados

Para se proteger e também toda a sua família, que tal aquecer o corpo e ao mesmo tempo blindar o organismo contra esse vírus da influenza?

Foto de uma xícara de chá preto (Hippopx)

O Japão está em plena epidemia sazonal da influenza, um vírus que vem afetando as crianças e idosos, pois são do grupo que podem evoluir para casos graves.

Publicidade

Pelo fato da influenza ser um vírus respiratório, a prevenção contra ele ocorre da mesma forma que a covid, ou seja, com distanciamento físico entre as pessoas, uso de máscara e higiene das mãos

No entanto, se quer se proteger mesmo, impedindo que o vírus adira ao organismo, há uma maneira saborosa e altamente eficaz.

O Mitsui Norin Tea Science Research Institute anunciou que o chá preto tem a capacidade de neutralizar a gripe, no sentido de prevenir a infecção celular. Embora existam dados de que as bebidas com ácido lático e as com vitamina C, consideradas boas para resfriados, têm baixa capacidade de neutralizar o vírus da influenza. Também, descobriu-se que o chá preto forte é eficaz já a partir dos 15 segundos após o consumo. Kazuko Narita, nutricionista e consultora de alimentos, fala sobre isso.

O poder dos polifenóis

“Quando as catequinas contidas no chá verde são oxidadas e fermentadas em chá preto, elas se combinam para formar um novo componente de polifenol, a teaflavina, que é eficaz contra a gripe”, explica.

A propósito, em um teste realizado no Mitsui Norin Tea Science Research Institute, verificou-se que o chá preto tem o efeito de neutralizar o vírus da influenza em 99,96% em 30 segundos.

Além disso, uma pesquisa realizada com 369 pessoas sobre os hábitos de consumo de bebidas e a incidência de influenza constatou que quanto maior a frequência do consumo de chá preto, menor a incidência de influenza.

“A superfície do vírus da influenza é coberta por proteínas protuberantes. Quando infecta a pessoa, as protuberâncias aderem à superfície da mucosa respiratória e entram. A teaflavina do chá preto adere a essas saliências causando um forte efeito de privar a capacidade de aderência do vírus às células. Por isso acredita-se que iniba a infecção viral e a neutralize”, detalha.

Gengibre duplica o poder

Ela explica que o poder do chá preto é surpreendente, mas se adicionar o gengibre, potencializa em dobro.

Gengibre fresco e em pó (PxHere)

 “O gingerol contido no gengibre, com ações antioxidante, anti-inflamatória e analgésica, também tem um alto efeito antiviral. O gengibre estimula as células epiteliais da mucosa durante a infecção viral a produzir interferon* e ativar o sistema imunológico inato”, explica.

*O interferon é uma proteína produzida pelos leucócitos e fibroblastos, com efeito imunomodulatório. Ele é capaz de interferir na replicação de fungos, vírus, bactérias e células de tumores

Além disso, o gengibre também estimula a mucosa gastrointestinal para promover o fluxo sanguíneo e criar calor corporal. 

Por isso, o chá preto quente com uma colherzinha de café de gengibre em pó ou seco, ou ainda o fresco ralado, será muito eficaz contra gripes e resfriados. Caso não consiga ingerir um chá sem açúcar, pode adoçá-lo.

O ideal é tomar esse chá assim que chega em casa do trabalho ou das compras, para bloquear os vírus que tenham se instalado na mucosa. 

Só evite tomá-lo imediatamente antes de dormir pois tem cafeína, caso seja sensível a ela. 

Para comprar gengibre em pó no Japão procure na seção de temperos do supermercado as embalagens com as escritas しょうがパウダー ou 生姜の粉末.

Fonte: Josei Jishin

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Eletricidade mais cara força estações de esqui a aumentar preços nos teleféricos

Publicado em 6 de fevereiro de 2023, em Sociedade

A eletricidade para operar os teleféricos tem sido um fardo para ski resorts, além dos custos de energia para rodar os veículos de compactação de neve e manter as encostas.

Teleférico em estação de esqui em Niseko, Hokkaido (banco de imagens)

Estações de esqui em todo o Japão vêm aumentando o preço dos bilhetes de teleféricos devido aos altos custos de energia, conduzidos pela invasão da Rússia à Ucrânia.

Publicidade

A eletricidade para operar os teleféricos tem sido um fardo para essas estações, além dos custos de energia para rodar os veículos de compactação de neve e manter as encostas.

Com a preocupação de que aumentar os preços nos teleféricos poderia desencorajar mais pessoas de esquiar no futuro, operadoras de estações de esqui e governos locais estão buscando maneiras de atrair novos visitantes para seus estabelecimentos.

“Estamos fazendo o que podemos para oferecer aos residentes locais um benefício, então aumentar os preços é muito lastimável”, disse Toshiaki Toya, gerente do Togakushi Ski Area em Nagano.

A estação de esqui aumentou o preço de passes diários de teleférico de ¥4,5 mil para ¥5 mil (adultos).

“Mas esse aumento de preço em si não é suficiente para cobrir o custo de manutenção necessária e substituições de instalações”, acrescentou Toya.

Operar 7 teleféricos se tornou um fardo pesado para a área de esqui. Há 2 anos, as contas de eletricidade totalizaram ¥19 milhões. Nessa temporada, provavelmente será de ¥31 milhões.

O dono da Togakushi Ski Area é o governo da cidade de Nagano, o qual está tentando atrair famílias na cidade com a meta de aumentar o número de visitantes no futuro.

Com início na temporada passada, o governo da cidade começou uma campanha em que estudantes do primário na cidade podem usar os teleféricos de graça aos fins de semana e feriados nos meses de fevereiro e março.

A partir dessa temporada, a cobertura do serviço foi expandia para incluir estudantes do ginásio. Além disso, pais recebem 50% de desconto.

Mais barato do que no exterior

Usar teleféricos de esqui no Japão é mais barato do que em outros países.

De acordo com uma pesquisa conduzida pela Agência de Turismo do Japão, o preço de tickets diários durante a alta temporada é de ¥32 mil em Vail, no Colorado, EUA e ¥10,6 mil em Zermatt, na Suíça.

Em Hokkaido, o Rusutsu Resort, uma das maiores estações de esqui do Japão, aumentou o preço de tickets diários em ¥2,3 mil para 8,8 mil.

Ele tem 37 pistas de esqui e é visitado por 500 mil pessoas ao ano, dos quais cerca de 30% são estrangeiros.

Comparando com os preços no exterior, a operadora concluiu que o aumento de valor seria aceitável para os esquiadores.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Empregos no Japão - HUMAN