‘Arubaitos’ do Sushiro entram em greve por aumento salarial

Além dos trabalhadores não regulares do Sushiro, os da Amazon, call center da KDDI e outras também pretendem fazer greve.

Strike, palavra em inglês que significa greve (The Blue Diamond Gallery)

Os trabalhadores considerados não regulares, os chamados arubaitos, da principal rede de sushi, o Sushiro, anunciaram que farão greve para reivindicar aumento do salário por hora, entre sexta-feira (17) e domingo (19). 

Publicidade

Eles realizaram negociações por 3 vezes, desde o ano passado, pedindo aumento do salário por hora, mas a empresa operadora Akindo Sushiro ainda não se manifestou positivamente.  

Em geral, nessa época, as negociações da chamada batalha de primavera, entre os sindicatos dos trabalhadores regulares e as grandes empresas e indústrias, já foi resolvido. Mas, os trabalhadores não regulares, em geral, não entram nessa batalha, por isso, foi criado o Restaurant Union no ano passado. Assim, os arubaitos da rede Sushiro farão a greve para exigir um “aumento de 10% ou mais do salário por hora”. A greve não será em todo país, mas nas lojas de Tóquio, Saitama e Miyagi, em determinados horários.

Arubaitos da Amazon, call center da KDDI e ABC Mart

Nessa batalha de primavera, os trabalhadores não regulares ficam de fora por não estarem filiados a nenhum sindicato e a grande maioria não consegue a melhoria salarial mesmo diante do aumento do custo de vida, como acontece este ano.

Atualmente, 16 sindicatos individuais de todo o país participam do Comitê Executivo da Batalha da Primavera 2023 para Não Regulares, e cerca de 300 arubaitos pertencentes a eles estão conduzindo negociações com 36 empresas.

Assim, os trabalhadores não regulares de grandes empresas como Amazon, Evolva (call center da KDDI), ABC Mart e outras, pretendem entrar em greve. Os da Amazon devem iniciar a greve no final de semana.

Nas negociações trabalhistas da primavera com o ABC Mart, que cortou os salários de alguns arubaitos, os trabalhadores e a administração chegaram a um acordo para retirar completamente esses cortes salariais. Com base nisso, espera-se que as duas partes discutam seriamente o aumento salarial

Arubaitos de grandes empresas terão aumento salarial

Empresas como Aeon e Oriental Land, operadora dos parques Disney no Japão, divulgaram amplamente os aumentos salariais extensivos aos arubaitos, por isso, o ímpeto para o aumento por parte dos trabalhadores não regulares está aumentando.

Além disso, a Tokyo Shoko Research anunciou os resultados de uma pesquisa mostrando que a maioria das empresas respondeu que pretende implementar aumento salarial para os trabalhadores não regulares, mas ainda são poucas.

Fontes: NPO Posse e Bengoshi.com

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Presidente sul-coreano indica que Japão se desculpou o suficiente pelo passado

Publicado em 17 de março de 2023, em Sociedade

Um alto funcionário do governo sul-coreano disse que os comentários refletem a intenção do presidente de buscar relações orientadas por um novo futuro, entre a Coreia do Sul e o Japão.

Yoon Suk-yeol e Fumio Kishida em coletiva de imprensa conjunta na quinta-feira, 16 de março (NHK)

Um alto funcionário do governo sul-coreano disse que o presidente de seu país, Yoon Suk-yeol indicou que o Japão havia se desculpado o suficiente pelo seu passado colonial.

Publicidade

Em uma coletiva de imprensa conjunta após a reunião entre os dois líderes na quinta-feira (16), o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, diz que seu governo herda as posições de Gabinetes anteriores em percepções históricas, incluindo a declaração conjunta de 1998 entre Japão e Coreia do Sul.

Yoon também mencionou a declaração, dizendo que este ano marca o 25º aniversário do acordo alcançado entre um de seus predecessores, Kim Dae-jung, e o então primeiro-ministro japonês Keizo Obuchi.

Na declaração, Obuchi manifestou seu “profundo remorso e desculpas sinceras” pelo que ele descreveu como “danos tremendos e sofrimento” causados pelo Japão às pessoas da Coreia do Sul através de sua regra colonial.

Yoon disse que a reunião com Kishida representou o primeiro passo para herdar o espírito de declaração conjunta de uma maneira progressiva, superando a história lamentável entre os dois países, e abrindo uma nova relação.

O alto funcionário do governo sul-coreano disse depois aos repórteres que os comentários de Yoon refletem a intenção do presidente de buscar relações orientadas por um novo futuro enquanto não lança mais dúvidas sobre as percepções históricas do Japão.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!