Kim Jong-un inspeciona 1º satélite espião da Coreia do Norte antes do lançamento

Kim, disse que como os EUA e a Coreia do Sul intensificaram suas ações conflituosas contra o Norte, a nação exercerá de forma mais direta e ofensiva sua soberania e direito de autodefesa.

Kim aparece em uma foto usando um jaleco branco olhando para o que parece ser um satélite espião, acompanhado pela sua filha (Rodong Sinmun)

A Coreia do Norte diz que seu líder, Kim Jong-un, inspecionou o primeiro satélite espião do país antes do seu lançamento.

Publicidade

A edição desta quarta-feira (17) do jornal Rodong Sinmun do dominante Partido dos Trabalhadores disse que Kim inspecionou na terça-feira (16) o primeiro satélite de reconhecimento militar do país, que está pronto para carregamento após passar por verificação final de montagem e teste de ambiente espacial.

Ainda segundo o jornal, Kim aprovou o próximo passo do plano de ação para o satélite espião. O plano teria sido organizado pelo Comitê Preparatório para Lançamento de Satélite, porém o artigo não tocou no assunto sobre cronogramas específicos.

O jornal, citando as palavras de Kim, disse que como os EUA e a Coreia do Sul intensificaram suas ações conflituosas contra a Coreia do Norte, a nação exercerá de forma mais direta e ofensiva sua soberania e direito de autodefesa.

No domingo (14), um grupo de pesquisa sediado nos EUA disse que um grande guindaste foi disposto perto da plataforma na Estação de Lançamento de Satélite de Sohae, no noroeste da Coreia do Norte. O grupo sugere que o trabalho de reparo pode estar em andamento.

As resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas proíbem que a Coreia do Norte lance objetos usando tecnologia de míssil balístico.

Contudo, o país reiterou sua intenção de lançar um míssil balístico de longo alcance sob o pretexto de colocar um satélite em órbita.

O lançamento seria o primeiro desde fevereiro de 2016, em violação às resoluções das Nações Unidas.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Google vai eliminar contas inativas

Publicado em 17 de maio de 2023, em Tecnologia

Se uma conta da Google não for usada ou logada por pelo menos 2 anos ela poderá ser deletada.

O conteúdo por todo o Google Workspace, que inclui Gmail, Docs, Drive, Meet e Calendar, assim como YouTube e Google Photos, também será deletado (banco de imagens)

A Alphabet, dona da Google, disse na terça-feira (16) que deletaria, com início em dezembro, contas que continuaram paradas por 2 anos, em uma tentativa de prevenir ameaças de segurança incluindo hackeamentos.

Publicidade

A companhia disse que se uma conta da Google não for usada ou logada por pelo menos 2 anos, ela poderá deletá-la e conteúdo por todo o Google Workspace, que inclui Gmail, Docs, Drive, Meet e Calendar, assim como YouTube e Google Photos.

A mudança de política se aplica apenas a contas pessoais da Google e não aquelas para organizações como escolas ou empresas.

Em 2020, a Google disse que removeria conteúdo armazenados em uma conta inativa, mas não deletou a conta em si.

Fonte: Straits Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!