Já começou a temporada de esqui e snowboard

O acúmulo de neve natural, do tipo ‘powder’, chegou a um metro de altura, para alegria dos visitantes.

Visitante comemorando a qualidade da neve do Tsugaike Mountain Resort (TSB)

Para quem gosta de esquiar ou deslizar de snowboard, a temporada desses dois esportes de inverno já começou na província de Nagano.

Publicidade

Na quinta-feira (30), no Tsugaike Mountain Resort, situado na vila Otari, muitas pessoas foram desfrutar das primeiras deslizadas na neve, em meio à paisagem branca.

O melhor de tudo é que a powder snow – qualidade da neve fina e seca, composta de cristais soltos – estava bem fofa e com grande acúmulo.

Acúmulo de mais de 1 metro de neve (powder snow) no clube Tsugaike (TSB)

Segundo a reportagem, começou a nevar há 3 dias e o acúmulo até a manhã de quinta-feira chegou a 1,03 metro, o que permitiu iniciar a temporada 10 dias antes da época normal. Assim, dos 10 percursos, um que fica a 1,5 mil metros de altura e 800 metros de pista, foi aberto para esses esportes de inverno. A temporada segue até maio de 2024.

No outro clube de esqui, situado na Vila Nozawa Onsen, a abertura foi na quarta-feira (29), com duas semanas de antecipação da época normal.

Nozawa Onsen Snow Resort (SBC)

Por isso, foi iniciada a operação do teleférico para transportar os esquiadores e snowboarders. No entanto, nesse clube de esqui, a neve não acumulou como nos anos anteriores, por isso, foi providenciada a produzida com um equipamento especial, forrando com 40 centímetros de altura.

Atualmente, apenas o percurso próximo ao cume pode ser usado, mas a abertura oficial está marcada para 16 de dezembro, quando toda a área estará disponível para esquiar.

Fontes: SBC e TSB

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Países manifestam preocupação com aumento de doenças respiratórias entre crianças na China

Publicado em 30 de novembro de 2023, em Ásia

Governos em Taiwan, Índia, Nepal e Tailândia estão reforçando a vigilância e preparação.

A China relacionou o aumento de casos entre crianças à circulação simultânea de vários tipos de patógenos, como influenza, rinovírus, vírus sincicial respiratório e adenovírus (ilustrativa/banco de imagens)

Nações vizinhas da China na Ásia estão aumentando suas vigilâncias enquanto uma nova onda de infecções afetando crianças causa alarme entre cientistas no país.

Publicidade

Nações incluindo Índia, Taiwan, Tailândia e Nepal estão em alerta ou aumentando a vigilância em preparação para um possível aumento em casos de doenças similares à pneumonia.

Isso ocorre em meio a reportagens e preocupações da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre um número esmagador de atendimentos a crianças em hospitais com doenças respiratórias, enquanto autoridades na China instalaram novas clínicas de febre para lidar com o influxo e pedem às pessoas que usem máscara.

O Ministério da Saúde da China relacionou o aumento de casos à circulação simultânea de vários tipos de patógenos, como influenza, rinovírus, vírus sincicial respiratório (RSV) e adenovírus, assim como bactéria como mycloplasma pneumonia.

Contudo, a China insistiu que “nenhuma doença nova ou incomum” foi detectada, em meio a temores de um surto similar ao da covid-19 e ceticismo sobre a transparência de dados do governo chinês.

No sábado (25), Taiwan se tornou uma das primeiras nações a aumentar a vigilância, com seu ministro da Saúde colocando os portos e aeroportos da ilha em “alerta máximo”.

Na Índia, pelo menos 5 estados colocaram infraestruturas de saúde em alerta após o Ministério da Saúde Federal ter instruído todos os governos a garantir preparação para um potencial aumento de doença respiratória.

A Tailândia também está se preparando para um aumento em potencial em doença respiratória entre seus cidadãos. O Ministério de Saúde Pública tailandês pediu que autoridades aumentassem a segurança, principalmente em áreas turísticas, e aconselhou as pessoas a usarem máscara e lavarem as mãos para evitar riscos de doenças.

Autoridades da saúde do Nepal disseram que vêm “realizando vigilância regular desses patógenos”, visto que doenças respiratórias incluindo influenza e mycloplasma pneumonia já estão em circulação no país.

Entretanto, especialistas disseram que não há necessidade para preocupações globais ainda.

A China também está cooperando com a agência de saúde das Nações Unidas e dados enviados para a OMS indicaram que o aumento nos casos pode estar atribuído a patógenos conhecidos e existentes.

“Até agora, com base no que sabemos da OMS, não acredito que um aumento em doenças respiratórias deva causar preocupação global”, disse Leana Wen, especialista em saúde médica, ao CNN.

Fonte: The Independent

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!