Entenda como fica a entrada de brasileiros no Japão após acordo entre os países

A isenção de visto para visitantes deve facilitar a integração entre Brasil e Japão e favorecer principalmente aqueles brasileiros que vão ao Japão para conhecer a cultura asiática.

A isenção de visto para visitantes deve facilitar a integração entre Brasil e Japão (Créditos: iStock)

A partir de 30 de setembro deste ano, o governo federal oficializou um acordo feito durante uma visita do presidente Lula ao Japão. A visita, que ocorreu em maio, contou com a presença do primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, que afirmou que adotaria a isenção de visto aos brasileiros que vão visitar o país. Esse acordo vale para visitantes de ambos os países que pretendem viajar por um período de até 90 dias.

Publicidade

Já em 2019, o governo havia dispensado a apresentação de vistos para turistas australianos, canadenses, americanos e japoneses na justificativa de aumentar a presença de turistas no Brasil. Porém, devido à pandemia de covid-19, que diminuiu a quantidade de viagens pelo mundo, a expectativa foi frustrada.

A decisão do governo do Japão, tomada há poucos meses, veio após o Itamaraty ter enviado à embaixada japonesa a informação de que gostaria de retomar o princípio de reciprocidade diplomática. Dessa forma, como o Japão ainda exigia o visto dos brasileiros para entrada no país, os japoneses também deveriam apresentar o documento para entrar no Brasil, mesmo para turistas.

Como ficam as viagens para o Japão agora?

A decisão favorece principalmente aqueles brasileiros que vão ao Japão apenas para conhecer a cultura asiática, e não para os que pretendem passar um longo período morando ou trabalhando no país. Como dito anteriormente, a isenção do visto é válida apenas para os visitantes que desejam ficar no país por até 90 dias, e essa regra vale também para os japoneses que pretendem vir para o Brasil.

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração é que a medida se aplica para todos os passaportes brasileiros válidos com chip-IC (chip de circuito integrado), que já são emitidos desde 2011. No caso dos turistas que não possuem esse tipo de passaporte, será necessário obter o visto para entrar no Japão.

Vale ressaltar também que, como a isenção é válida apenas para os visitantes que pretendem ficar até cerca de três meses no país, não é permitido ultrapassar esse período de permanência; caso contrário, poderão sofrer as devidas punições legais. Mas quem quer apenas conhecer a cultura japonesa já pode garantir a passagem aérea, pegar as malas e partir para o aeroporto.

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aurora em Hokkaido encanta residentes e turistas

Publicado em 2 de dezembro de 2023, em Tempo

A aurora de baixa altitude pôde ser vista por muitas pessoas que moram ou visitam Hokkaido.

Aurora em Hokkaido, fotografada de Abashiri (publicação autorizada pelo fotógrafo @Kagaya)

Na noite de sexta-feira (1.º), sob baixa temperatura e neve em muitos locais da província de Hokkaido, não foram poucas as pessoas que puderam ver um espetáculo da natureza, de tirar o fôlego, em tons de vermelho e púrpura.

Publicidade

Alguns internautas publicaram fotos na rede social X, a partir das 20h30, da aurora de baixa altitude. O autor de uma das belas fotos publicadas, Kagaya, comemorou por ter conseguido obtê-la, de Abashiri.

“Apareceu no lado norte do céu, posição baixa. Quase invisível a olho nu. Eu tinha acabado de chegar a Hokkaido, apressadamente, depois de ver a previsão de uma tempestade geomagnética”, escreveu. 

“Para esta observação, vim com todos do Clube Astronômico da Universidade de Hokkaido, ao qual pertenço! É ótimo que todos que participam desta observação possam dizer: ‘A primeira aurora que vi foi em Hokkaido!’. A atividade solar continuará intensa, então parece que vai ser muito divertido!”, escreveu animado o pesquisador Tomohiro M. Nakayama, da cidade de Shikaoi. Comemorou por ter conseguido fotografar a aurora com a câmera e com o iPhone 13 Pro.

De acordo com o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação, a atividade solar é intensa e a tempestade geomagnética é extremamente ativa, o que contribui para a formação da aurora de baixa latitude.

Em 5 de novembro também se pôde ver a aurora de baixa latitude em Hokkaido, pela primeira vez depois de 8 anos. Como a tempestade solar está ativa, é possível que se possa ver outras vezes a aurora.

Veja o post do fotógrafo Kagaya.

Veja os posts do pesquisador Tomohiro M. Nakayama. 

Fontes: X e News Digest

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!