Aurora no Japão, pela primeira vez em 8 anos

O céu noturno ganhou um tom rosado, entre as nuvens, uma aurora diferente.

‘Aurora de baixa latitude’ fotografada pelo Observatório Ginga no Mori, na madrugada de 6 de novembro (Aera)

Muitas pessoas buscam destinos como Finlândia, Islândia, Canadá, Noruega e outros, na esperança de contemplar o fenômeno conhecido como aurora boreal.

Publicidade

A aurora é um fenômeno óptico composto de um brilho observado nos céus noturnos nas regiões polares, preferencialmente em locais distantes das cidades, em geral, no Círculo Polar Ártico.

E esse fenômeno foi visto no céu noturno de Hokkaido, pela primeira vez depois de 8 anos. 

Foi observado na noite de 5 de novembro até a madrugada do dia seguinte. Só que no Japão é chamada de “aurora de baixa latitude”, pois esse fenômeno está normalmente associado a regiões de alta latitude próximas aos polos, porém podem, em circunstâncias especiais, ser observadas em latitudes mais baixas. 

Então, diferente das matizes de verde da aurora boreal, em Hokkaido o céu fica vermelho. Os especialistas preveem que as chances de aparecimento das auroras continuarão por algum tempo.

Uma foto tirada na madrugada do dia 6 em Rikubetsu (Hokkaido), mostrou um céu rosado entre nuvens.

Quem conseguiu tirar a foto foi Katsuhito Nakajima, que trabalha no Observatório Ginga no Mori, na mesma cidade. Esta é a terceira vez este ano que ele consegue tirar fotos, depois de fevereiro e abril.

“A aurora estava fraca no penúltimo e último dia, mas desta vez foi claramente visível. Já se passaram oito anos desde 2015”, explicou.

Aurora fotografada em 30 de outubro de 2003, do Observatório Ginga no Mori, em Hokkaido (reprodução do Aera)

Fonte: Aera

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pela primeira vez passa de 100 mil pacientes com influenza neste outono

Publicado em 13 de novembro de 2023, em Sociedade

Para evitar ser infectado pelo vírus da influenza, há uma forma preventiva muito eficiente e eficaz, além de simples!

Virus da influenza (Flickr)

O número de pessoas com resultado positivo para o teste da influenza ultrapassou 100 mil pela primeira vez no outono deste ano, segundo informações do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão (MHLW), na sexta-feira (10).

Publicidade

Foram confirmados 104.359 casos no período de uma semana, entre 30 de outubro e 5 de novembro.

O aumento foi de 7 mil em relação à semana anterior, mostrando uma taxa de crescimento da epidemia.  

Em comparação ao mesmo período do ano passado, o aumento foi de 380 vezes, pois o número de resultados positivos para influenza foi de 273.

Em geral, a epidemia da influenza acontece a partir de dezembro, mas este ano, os surtos começaram antes do outono. Nos primeiros dias de setembro o país registrou pouco mais de 20 mil casos, um aumento de 472%.

472% de aumento em comparação com os primeiros dias de setembro (WeatherNews)

O que fazer para eliminar os vírus das mãos

Com esse quadro muitas escolas fecharam temporariamente classes de diversas séries ou até os portões das instituições.

A recomendação é lavar bem as mãos para evitar a influenza:

  1. Primeiro, lavar as mãos com água 
  2. Depois, usar o sabonete para fazer bastante espuma 
  3. Lavar bem as palmas das mãos
  4. Lavar bem todos os dedos 
  5. Lavar bem as extremidades e os espaços entre os dedos 
  6. Lavar bem as unhas
  7. Lavar bem os pulsos
  8. Enxaguar bem as duas mãos

Essa atitude reduz drasticamente os cerca de 10 milhões de vírus das mãos para 0,0001% ou quase nada, especialmente se repetir o processo duas vezes e enxaguar bem em água corrente por pelo menos 15 segundos a cada vez.

Fonte: WeatherNews

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!