Kim Jong-un chora e pede que norte-coreanas tenham mais filhos

Especialistas acreditam que muitas novas famílias não têm mais de 1 filho na Coreia do Norte porque ‘precisam de muito dinheiro para criá-los’.

Kim foi visto enxugando os olhos com um lenço em um momento raro de emoção (X/YabaLeftOnline)

O líder norte-coreano Kim Jong-un parecia enxugar as lágrimas enquanto pedia às mulheres que impedissem um declínio na taxa de natalidade do país.

Publicidade

Kim foi visto enxugando os olhos com um lenço em um momento raro de emoção quando endereçava a Reunião Nacional de Mães em Pyongyang.

Ele parecia estar tentando conter as lágrimas durante todo o discurso enquanto pedia às mulheres que ajudassem a fortalecer o poder da nação.

Especialistas acreditam que muitas novas famílias não têm mais de 1 filho na Coreia do Norte porque “precisam de muito dinheiro para criá-los”.

Números exatos de taxas de natalidade são difíceis de compilar devido ao acesso limitado a estatísticas divulgadas pela Coreia do Norte, a qual é uma das nações mais pobres no mundo.

Avaliações feitas pelo governo sul-coreano mostram que a taxa de fertilidade para seu vizinho no norte vem caindo nos últimos 10 anos.

O apelo em lágrimas de Kim está em contraste marcado a programas de controle de natalidade introduzidos na Coreia do Norte nos anos 1970 e 1980 para desacelerar um crescimento pós-guerra da população.

Então em meados dos anos 1990, estima-se que a fome tenha matado centenas de milhares de pessoas, fazendo com que a taxa de fertilidade do país sofresse um declínio acentuado, de acordo com um relatório publicado em agosto pelo Instituto de Pesquisa Hyundai com sede em Seul.

A agência de estatísticas da Coreia do Sul estima que a população do Norte seja atualmente de 25,7 milhões de pessoas.

Segundo o relatório do Instituto Hyundai, a população da Coreia do Norte deve encolher a partir de 2034 e cair para 23,7 milhões até 2070.

A mídia estatal norte-coreana divulga que o país introduziu benefícios para famílias com 3 crianças ou mais.

Esses incluem disposição preferencial de habitação gratuita, subsídios estatais, comida, remédios e itens domésticos gratuitos, junto com regalias educacionais para as crianças.

Fonte: Sky News

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Relógio do Juízo Final alerta o mundo sobre catástrofe em 2024 após ano de guerra e desastres naturais

Publicado em 7 de dezembro de 2023, em Notícias do Mundo

O Relógio do Juízo Final representa o quão perto a humanidade está da autodestruição ao alertar quantos ‘minutos metafóricos para a meia-noite’ restam para a população.

O dispositivo simbólico foi criado em parte por cientistas e engenheiros que ajudaram no infame Projeto Manhattan em 1947 (ilustrativa/banco de imagens)

Dizem que o Relógio do Juízo Final (Relógio do Apocalipse) alerta sobre catástrofe no ano que se aproxima, após 2023 ter visto um mundo envolvido em guerra, desastres naturais, conflitos políticos e mais.

Publicidade

O dispositivo simbólico foi criado em parte por cientistas e engenheiros que ajudaram no infame Projeto Manhattan em 1947. Após produzirem as primeiras bombas nucleares dos EUA, eles iniciaram a proposta de manter um rastro de quão perto o mundo estava chegando do apocalipse.

Os ponteiros do relógio chegam ainda mais perto da meia-noite, com esse horário representando o ponto no qual a Terra se torna inabitável.

Em suas presentes condições, eles estão mais próximos da meia-noite como nunca estiveram antes a 90 segundos de distância. O relógio é atualizado anualmente pelo Boletim de Cientistas Atômicos (BCA), uma organização sem fins lucrativos sediada em Chicago, nos EUA, e o dispositivo rastreia ameaças apocalípticas que surgem de tensões políticas, crise climática e armas de destruição em massa.

No ano passado, eventos como a invasão da Rússia à Ucrânia podem ter contribuído para o progresso do relógio, mas nos últimos anos, ele também refletiu a ameaça de mudança climática globalmente.

“Quando o relógio está à meia-noite, isso significa que há algum tipo de troca nuclear ou mudança climática catastrófica que eliminou a humanidade. Nós realmente nunca vamos querer chegar lá e não vamos querer saber quando”, disse Rachel Bronson, CEO do Boletim.

Em 24 de janeiro de 2023, o BCA avançou os ponteiros do Relógio do Juízo Final. O relógio está agora a 90 segundos da meia-noite, o mais próximo que ele já esteve desde 1947. Isso significa que no próximo ano pode não levar muito tempo para o planeta entrar em uma catástrofe e poderemos ver ainda mais eventos negativos do que vimos até agora em 2023.

Fonte: Mirror

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!