Abertura de fábrica da TSMC pode sinalizar nova era de chips para o Japão

A TSMC vai operar a planta como um empreendimento conjunto chamado de JASM, junto com o Sony Group, a Denso e a Toyota Motor.

A planta está situada na província de Kumamoto (NHK)

A maior fabricante de chips por contrato do mundo, a TSMC de Taiwan, abriu sua primeira fábrica no Japão no sábado (24).

Publicidade

A planta está situada na província de Kumamoto. A atenção está focada se a chegada da companhia ajudará a restabelecer a indústria de semicondutores do Japão.

A TSMC vai operar a planta como um empreendimento conjunto chamado de JASM, junto com parceiros, o gigante dos eletrônicos Sony Group, a fabricante de autopeças Denso e a Toyota Motor.

A cerimônia de abertura teve a participação de altos funcionários das companhias e do ministro da Economia do Japão. Subsídios do governo japonês cobriram cerca de 40% do custo da fábrica.

Na cerimônia de sábado, o fundador da TSMC, Morris Chang, disse em seu discurso: “Vim para a abertura do JASM hoje com orgulho e prazer”.

A produção começará no fim deste ano. A empresa taiwanesa já anunciou que construirá uma segunda planta na mesma província.

A TSMC diz que o investimento total para ambas as plantas é de mais de US$20 bilhões, enquanto o Japão revelou planos para um investimento adicional de US$4,8 bilhões para a segunda planta.

O ministro da Economia, Comércio e Indústria, Ken Saito, disse: “Semicondutores são produtos estratégicos chave para a competitividade industrial do Japão e segurança econômica. A abertura da primeira planta é extremamente significante em fornecer uma peça que faltava para o setor de semicondutores do Japão”.

A chegada da TSMC também aumentou investimento por empresas domésticas relacionadas a chips. Entretanto, analistas dizem que a competitividade global da indústria de semicondutores do Japão, além de algumas fabricantes de equipamentos, vem diminuindo.

Há também uma escassez de engenheiros. Não está claro se a entrada da TSMC, junto com seus planos de expansão, será suficiente para abrir uma nova era para indústria.

O governo japonês diz que visa reconstruir a posição do país como centro líder de fabricação de chips, a fim de garantir um fornecimento estável de semicondutores em meio a crescentes tensões entre os EUA e a China.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Covid-19 e influenza: número de casos continua alto no Japão

Publicado em 25 de fevereiro de 2024, em Sociedade

O número de infecções por Covid e influenza continua alto no Japão, levando especialistas a pedirem que as pessoas sigam tomando contramedidas básicas.

A covid-19 foi rebaixada para uma categoria de risco menor que também inclui a influenza sobre a lei de controle de doenças infecciosas (banco de imagens)

O número de casos de covid-19 e influenza permanece alto no Japão, levando especialistas a pedirem que as pessoas continuem tomando contramedidas básicas específicas como o usar máscara, lavar as mãos e ventilar ambiente fechados.

Publicidade

A covid-19 foi rebaixada para uma categoria de risco menor que também inclui a influenza sob a lei de controle de doenças infecciosas de maio de 2023, e atualmente o Ministério da Saúde faz uma estimativa da situação da infecção tanto da covid-19 quanto da influenza com base em novos casos reportados regularmente por cerca de 5 mil instituições médicas em todo o país.

De acordo com dados, novos casos de covid-19 reportados na semana até 11 de fevereiro situaram-se a 13.75 por instituição. Por província, Ishikawa teve o número mais alto, a 21.91, seguida por Aichi com 20.06.

Embora novos casos em todo o Japão tenham caído pela primeira vez em cerca de 3 meses, o país está em uma situação que pode ser chamada de “10ª onda” de infecções, alertaram especialistas.

A nova variante altamente contagiosa JN.1, a qual acredita-se evadir o sistema imune dos humanos mais facilmente do que cepas anteriores, está cada vez mais sendo encontrada em pessoas infectadas.

Por instituição, novos casos de influenza alcançaram 23.93 na semana até 11 de fevereiro, alta pela 5ª semana consecutiva, embora os números tenham diminuído em cerca 30% de um nível de pico no início de dezembro.

A província de Fukuoka registrou o maior número, a 56.48, seguida por Saga com 38.15.

O número por instituição passou do nível de alerta de 10 em 44 das 47 províncias do país.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!