Navio colide com ponte na China e veículos caem no rio

A embarcação atingiu a Ponte Lixinsha por volta das 5h30 de terça-feira (20). Autoridades disseram que o incidente foi causado por ‘operação imprópria da tripulação’.

A embarcação atingiu a Ponte Lixinsha por volta das 5h30 (YouTube/Straits Times)

Pelo menos 5 pessoas morreram e outras 3 ficaram feridas após um navio ter colidido com uma ponte no sul da China na terça-feira (20), destruindo parte da estrada e fazendo com que veículos caíssem na água.

Publicidade

A embarcação atingiu a Ponte Lixinsha por volta das 5h30, de acordo com autoridades, as quais disseram que o incidente foi causado por “operação imprópria da tripulação”.

A mídia chinesa disse que o dono do navio foi detido.

Uma moto elétrica, três caminhões de pequeno porte e um ônibus caíram da ponte.

O motorista do ônibus e o motoqueiro, assim como três pessoas que estavam no caminhão, morreram, disseram autoridades da cidade em uma coletiva de imprensa.

Quando o navio atingiu a ponte, ele estava viajando de Foshan para Guangzhou, de acordo com a Administração de Segurança Marítima e Guangzhou.

O colapso da ponte, que atravessa a hidrovia Hongqili, causou cortes no fornecimento de água e acesso de veículos a uma ilha que é lar para 8 mil pessoas, de acordo com a rede de TV estatal CCTV.

Autoridades disseram que a ponte havia sido reforçada em 2022.

Fonte: VOA News

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Novo tratamento para obesidade começa a ser comercializado no Japão

Publicado em 23 de fevereiro de 2024, em Sociedade

O Ministério da Saúde divulgou diretrizes sobre o Wegovy, pedindo às pessoas que não o usem além do tratamento para obesidade.

O medicamento Wegovy precisa ser injetado na barriga pelos próprios pacientes (NHK)

Um novo tratamento para obesidade foi colocado à venda no Japão, permitindo que médicos prescrevam o agonista GLP-1 para pacientes com muito excesso de peso.

Publicidade

O Wegovy foi desenvolvido por uma farmacêutica dinamarquesa. O medicamento recebeu aprovação de autoridades japonesas no ano passado e sua venda começou na quinta-feira (22).

Um médico especializado em tratamento para obesidade no Hospital Universitário de Chiba prescreveu o Wegovy para uma paciente ambulatorial na faixa dos 60 anos.

O medicamento precisa ser injetado na barriga pelos próprios pacientes, então ela aplicou a dose após instruções de uma enfermeira. O médico então a aconselhou a melhorar sua alimentação e atividade física.

O Wegovy é coberto pelo seguro de saúde público no Japão apenas se a pessoa for diagnosticada com obesidade e sofrer de problemas de saúde relacionados à obesidade, como pressão alta.

Entretanto, há preocupações de que o medicamento possa ser usado indevidamente para propósitos estéticos e de dietas alimentares.

Há um crescente número de casos em que medicamentos para tratar diabetes que contêm substâncias similares ao Wegovy são usados inapropriadamente para tais propósitos.

O Ministério da Saúde divulgou diretrizes sobre o Wegovy, pedindo às pessoas que não o usem além do tratamento para obesidade.

Hiraku Ono, médico no Hospital Universitário de Chiba, disse que pacientes com obesidade grave vêm aguardando há muito tempo pelo Wegovy, mas o medicamento pode causar efeitos colaterais, como pressão baixa, se for usado na área da estética e outros propósitos inapropriados.

Ele enfatizou que o medicamento deve ser prescrito com cautela.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!