Estrangeiros divididos: motivos de não quererem continuar trabalhando no Japão

Embora o Japão ainda continue sendo atraente para os residentes estrangeiros, 40% que responderam à pesquisa apontaram 2 motivos para não querer mais trabalhar aqui.

Doláres, euro e ienes (PM)

Uma pesquisa realizada pela Mynavi Global Co., Ltd. este ano, entrevistou 582 estrangeiros residentes no Japão, tanto trabalhadores quanto estudantes internacionais em escolas de língua japonesa.

Publicidade

As respostas à pergunta se querem continuar trabalhando no Japão, mesmo após a expiração do visto de residência, mudaram um pouco comparado ao ano de 2022, quando 97% responderam “sim”. Em 2024, o percentual de resposta positiva caiu para 91%. Os que respondem categoricamente “não” era de 1,6% mas mudou para 5,7% este ano.

Fatores decisivos para definir o emprego

Essa pergunta permitia múltiplas respostas e os fatores mais importantes para os residentes estrangeiros são:

  • 70% escolhem pelo salário e bônus
  • 65% veem o tipo e conteúdo do trabalho
  • 52% decidem pela região do país
  • 51% analisam se podem ser bem sucedidos no trabalho
  • 44% consideram um bom ambiente de trabalho, onde os funcionários se dão bem

Depois há outros fatores como se a empresa oferece moradia, se a empresa é bem sucedida no ramo onde atua e outros.

Motivos de não querer continuar trabalhando no Japão

Embora a maioria esmagadora queira continuar trabalhando no Japão, por outro lado, a atual economia os faz querer retornar ao país de origem.

Os motivos são:

  1. 39% por causa da depreciação do iene
  2. 31% porque o ambiente de trabalho é ruim
  3. 25% porque querem viver com a família no seu país
  4. 21% porque não acreditam que a economia do Japão irá melhorar
  5. 19% porque o salário é baixo
  6. 6% por outros motivos
  7. 4% porque podem ganhar mais em outros países

Essa ambivalência dos sentimentos do tipo “não sei se vou ou fico” ocorre com os estrangeiros que vêm ao Japão trabalhar.

Ao conhecerem um mundo novo, atrativo e cheio de culturas antigas e modernas, o Japão parece melhor do que o país de origem. Mas, em se tratando de família, o desejo de voltar aumenta. Ainda mais neste momento da economia japonesa, com a moeda tão desvalorizada como não acontecia há 34 anos e sem perspectiva de melhora.

Fonte: NewSphere

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Samsung recupera posição como maior fabricante de smartphones do mundo

Publicado em 16 de abril de 2024, em Tecnologia

A Samsung enviou 60,1 milhões de smartphones no primeiro trimestre deste ano, sustentando cerca de 21% do mercado.

A Samsung enviou 60,1 milhões de smartphones no primeiro trimestre deste ano (ilustrativa/banco de imagens)

A Samsung reconquistou sua posição como principal fabricante de smartphones do mundo, tirando a liderança da Apple enquanto rivais chinesas fecham a lacuna em ambas as líderes de mercado, divulgou na segunda-feira (15) o rastreador da indústria International Data Corporation (IDC).

Publicidade

A sul-coreana Samsung superou a Apple enquanto as vendas de smartphones no mundo cresceram cerca de 8% no primeiro trimestre deste ano para 289,4 milhões, disse a IDC, citando dados preliminares.

Esse foi o terceiro trimestre consecutivo de crescimento no mercado de smartphone global, sinalizando que uma recuperação de uma queda no setor está em curso, de acordo com a IDC.

A Samsung enviou 60,1 milhões de smartphones no primeiro trimestre deste ano, sustentando cerca de 21% do mercado, de acordo com números da IDC.

A Apple entregou 50,1 milhões de iPhones, reunindo apenas um pouco mais de 17% do mercado no mesmo período, divulgou o IDC.

Enquanto isso, a Xiaomi, sediada na China, viu vendas crescerem cerca de 33%, totalizando 40,8 milhões e a Transsion cerca de 85% com 28,5 milhões, ficando na 3ª e 4ª posições no mercado geral de smartphones, divulgou o IDC.

“Enquanto a Apple tenha conseguido capturar o lugar de topo no fim de 2023, a Samsung se reafirmou com êxito como provedora líder de smartphones no primeiro trimestre”, disse Ryan Reith, vice-presidente de equipe da IDC Worldwide Mobility and Consumer Device Trackers.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!