Pacientes de médicas mulheres ‘têm maiores taxas de sobrevivência’

O estudo descobriu que a taxa de mortalidade para pacientes do sexo feminino foi de 8,15% quando tratadas por médicas mulheres em comparação a 8,38% quando o médico era homem.

A pesquisa descobriu que a saúde de pacientes do sexo feminino é mais favorecida por tratamento realizado por médicas mulheres (ilustrativa/banco de imagens)

Pacientes de hospital que são tratadas por médicas mulheres têm menos probabilidade de morrer e de serem reinternadas, descobriu um novo estudo.

Publicidade

A pesquisa realizada pela UCLA (Universidade da Califórnia), descobriu que a saúde de pacientes do sexo feminino é mais favorecida por tratamento realizado por médicas mulheres do que é para homens.

O estudo publicado no jornal Anais de Medicina Interna descobriu que a taxa de mortalidade para pacientes do sexo feminino foi de 8,15% quando tratadas por médicas mulheres em comparação a 8,38% quando o médico era homem – o que os pesquisadores consideram uma diferença “clinicamente significativa”.

Enquanto isso, a taxa de mortalidade para pacientes do sexo masculino por médicas mulheres foi de 10,15% – menos do que os 10,23% para médicos homens. Pesquisadores descobriram o mesmo padrão para taxas de reinternação.

O professor Yusuku Tsugawa, um dos autores, disse que os resultados de pacientes entre médicas mulheres e médicos homens não seriam diferentes se os profissionais praticassem medicina da mesma maneira.

“O que nossas descobertas indicam é que médicas mulheres e médicos homens praticam medicina diferentemente e essas diferenças têm um impacto significativo nos resultados da saúde dos pacientes”, disse ele.

O estudo analisou dados médicos entre 2016 e 2019 de mais de 458 mil mulheres e mais de 319 mil homens.

Pesquisadores citaram vários fatores que poderiam estar conduzindo as disparidades entre médicas mulheres e médicos homens – dizendo que elas podem estar ligadas a médicos homens subestimando a gravidade da doença de suas pacientes do sexo feminino.

Estudos anteriores sugeriram que médicos homens subestimaram os níveis de dor de suas pacientes, sintomas gastrointestinais e cardiovasculares, assim como risco de infarto, o que pode ter levado a atrasos no acesso ao tratamento ou recebimento de cuidado incompleto.

Os pesquisadores também disseram que a lacuna de mortalidade pode estar ligada a médicas mulheres sendo melhores em se comunicar com suas pacientes, levantando as chances de pacientes revelando informações importantes que em troca podem aumentar o diagnóstico e tratamento.

Pacientes mulheres podem se sentir mais confortáveis ao receber exames médicos sensíveis e se engajar em conversas mais detalhadas com médicas mulheres, também sugeriu o estudo.

Entretanto, pesquisadores pediram que estudos adicionais sejam conduzidos para identificar mais sobre as diferenças na medicina e cuidado que médicos homens e médicas mulheres podem oferecer.

Tsugawa, professor da Escola de Medicina David Geffen na UCLA, disse: “Uma melhor compreensão desse assunto poderia levar ao desenvolvimento de intervenções que efetivamente podem melhorar os cuidados aos pacientes”.

Fonte: The Independent

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Perseguido pela patrulha comete acidente e para sobre bloco de concreto

Publicado em 23 de abril de 2024, em Acidentes

O acidente ocorreu na fuga da patrulha que o ordenou para parar, em Nagoia, resultando em todos feridos.

Carro causador da colisão foi parar sobre um bloco de concreto, em Nagoia (ANN)

Segundo informações, por volta das 23h50 de segunda-feira (22), os policiais em patrulha viram um carro suspeito em Nakagawa-ku, cidade de Nagoia (Aichi), e deram ordem para parar, mas escapou.

Publicidade

Alguns minutos depois, esse carro bateu contra um kei em um cruzamento de Naka-ku Higashi Betsuin, na mesma cidade. 

Todas as três pessoas do kei ficaram feridas e os dois homens do carro que escapou também. Portanto, 5 pessoas foram levadas ao hospital, mas ninguém corre risco de vida.

Kei ficou com a frontal destruída (ANN)

O motorista do carro, na faixa dos 40 anos, recebeu ordem de prisão em flagrante, mas como foi hospitalizado, a polícia esperará até que se recupere para poder interrogá-lo.

É suspeito de ter avançado o semáforo mesmo estando vermelho e de direção perigosa com vítimas de lesões corporais. Além disso, vai ter que se explicar porque fugiu da viatura em patrulha.

Carro que fugiu e cometeu o acidente sobre o bloco (Tokai TV)

Fontes: ANN e Tokai TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!