Homem é preso por matar gêmeas recém-nascidas porque família queria menino

O pai levou as recém-nascidas logo após o nascimento e disse à esposa que elas haviam morrido de uma doença, disse a polícia. O caso ocorreu na Índia.

O homem de 32 anos foi preso após ficar foragido por mais de 1 mês (ilustrativa/banco de imagens)

A polícia na capital Nova Déli na Índia prendeu um homem por matar suas filhas gêmeas recém-nascidas.

Publicidade

Neeraj Solanki, de 32 anos, foi preso no estado vizinho de Haryana após ficar foragido por mais de 1 mês, disse a polícia na quarta-feira (10). Ele foi acusado de assassinato.

Ele é acusado de ter matado as gêmeas e as enterrado porque a família dele estava “infeliz” pelo fato de sua esposa ter dado à luz gêmeas, divulgou a NDTV. Eles queriam um menino.

A polícia iniciou uma investigação após ser alertada sobre as mortes das gêmeas de apenas três dias de vida em 3 de junho.

A pessoa que ligou, a qual se identificou como cunhado do suspeito, afirmou que Solanki havia matado as meninas e as enterrado em um crematório.

Os corpos foram exumados em 5 de junho e enviados para autópsia antes de serem entregues ao tio materno.

Em sua queixa à polícia, a esposa alegou intimidação por parte de seus sogros por dote desde que se casou com Solanki em 2022. Ela havia sido submetida a um exame pré-natal para determinação do sexo, o qual foi banido na Índia em 1994 para impedir abortos.

As leis na Índia também proíbem que médicos e profissionais da saúde compartilhem informações sobre o sexo da criança com os pais.

Um relatório de 2022 realizado pelo Centro de Pesquisa Pew disse que pelo menos 9 milhões de meninas “desapareceram” na Índia como resultado de infanticídio feminino de 2000 a 2019.

Fonte: The Independent

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

China é abalada por escândalo de óleo de cozinha contaminado

Publicado em 11 de julho de 2024, em Ásia

Caminhões usados para transportar combustível estavam transportando produtos alimentícios, como óleo de cozinha e xarope, e não foram descontaminados corretamente.

Caminhões usados para transportar combustível estavam levando produtos alimentícios, como óleo de cozinha (ilustrativa/banco de imagens)

O governo chinês disse que está iniciando uma investigação sobre alegações de que caminhões de combustível foram usados para levar óleo de cozinha após transportarem substâncias tóxicas sem passarem por limpeza apropriada entre os carregamentos.

Publicidade

A controvérsia se espalhou online, visto que usuários da mídia social manifestaram preocupações com potencial contaminação alimentar.

Descobriu-se que caminhões usados para transportar combustível estavam levando produtos alimentícios, como óleo de cozinha e xarope, e não foram descontaminados corretamente, de acordo com a rede estatal de notícias Beijing News.

Dizem que transportar óleo de cozinha em caminhões de combustível contaminados era tão generalizado que foi considerado um “segredo aberto” na indústria, de acordo com um motorista citado pelo jornal.

A controvérsia se tornou um dos principais assuntos na mídia social chinesa nos últimos dias.

Muitos compararam a atual situação com o escândalo do leite de Sanlu em 2008, em que 300 mil crianças adoeceram e pelo menos 6 morreram após consumirem leite em pó contaminado com altos níveis da substância industrial melamina.

Na China, tanques não são limitados a qualquer tipo em particular de produto então eles podem, em teoria, transportar itens alimentícios diretamente após carregar óleos à base de carvão.

As alegações envolvem várias principais companhias chinesas incluindo uma subsidiária da estatal Sinograin e da Hopefull Grain and Oil Group.

O governo chinês disse que autoridades de segurança alimentar realizarão a investigação sobre as alegações.

Fonte: Yahoo News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!