China tem aumento acentuado no número de novos casos de coronavírus

Publicado em 14 de abril de 2020, em Ásia

Os novos números surgem em meio a preocupações de que pessoas chegando à China pela fronteira russa venham trazendo novos casos de infecções.

Neste Artigo:
&nbspChina tem aumento acentuado no número de novos casos de coronavírus
Vendedores em Pequim usando máscaras (ilustrativa/PM)

A China registrou seu maior número de novos casos de coronavírus em 5 semanas – e autoridades médicas estão dizendo que a maioria veio do exterior.

Publicidade

De acordo com a Comissão Nacional de Saúde da China, 108 novos casos de coronavírus foram registrados no domingo (12), o maior número desde 5 de março, quando 143 novas infecções foram reportadas.

Dos novos casos, 98 eram “importados”, ou estrangeiros em origem, de acordo com dados publicados no Global Times, uma publicação estatal, e 61 desses casos assintomáticos.

O novo número marca um aumento dos 99 novos casos de sábado (11), e dos 43 na sexta-feira (10), os quais em sua maioria vieram de fora do país, de acordo com a comissão.

Os novos números surgem em meio a preocupações de que pessoas chegando à China pela fronteira russa venham trazendo novos casos de infecções ao país. De acordo com a Reuters, 49 cidadãos chineses que chegaram ao país na cidade fronteiriça de Suifenhe na província de Heilogjiang testaram positivo.

Em várias cidades de fronteira, restrições de imigração e regras de quarentena foram introduzidas para deter o influxo de novas infecções, de acordo com a reportagem.

A pandemia se originou em Wuhan, na província de Hubei, mas várias semanas de regras rigorosas de quarentena levaram a um declínio acentuado no número de novos casos, e em 19 de março nenhum foi registrado no país pela primeira vez desde o início do surto.

Desde então há preocupações de que uma segunda onda de surtos na China, principalmente de origem estrangeira, poderia levar ao fechamento da economia novamente e reimposição de quarentena.

De acordo com números oficiais, durante a primeira onda, 80 mil pessoas foram infectadas pelo vírus e 3 mil morreram.

Contudo, especialistas questionaram os números da China, e dizem que o de mortes reportadas era provavelmente maior do que o real.

Fonte: Business Insider


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão