Aumentam os casos de sarampo no Japão

Cuidado: casos de sarampo aumentaram nos primeiros meses deste ano no Japão. Veja mais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O número de pessoas com sarampo aumentou de forma acentuada neste ano (Reprodução/NHK)

O número de pessoas que contraiu sarampo (はしか hashika) aumentou de forma acentuada nos primeiros 3 meses e meio deste ano, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde Trabalho e Bem-Estar.

Publicidade

O ministério e o Instituto Nacional de Doenças Infecciosas (NIID) pedem às pessoas que fiquem em alerta contra uma epidemia, visto que o feriado prolongado de Golden Week está em curso.

O NIID confirmou que havia 139 pacientes com sarampo entre janeiro e 16 de abril de 2017, em comparação a 159 casos em todo o ano passado. Pacientes com faixa etária de 20 e 30 anos contaram por 30% do total.

O maior número de casos de sarampo foi registrado nas províncias de Yamagata (50), Mie (20), Tóquio (16) e Hiroshima (11). Acredita-se que vinte e um pacientes foram infectados pelo sarampo no exterior, a maioria em países do Sudeste Asiático, incluindo a Indonésia.

Dez dias após serem infectados, os pacientes apresentam sintomas como febre alta, tosse e coriza e posteriormente aparecem erupções cutâneas.

Um homem de Yamagata apresentou sintomas de sarampo em março, após voltar da Indonésia, e a doença posteriormente se espalhou por  toda a província.

Os sintomas iniciais são parecidos com os da gripe. Se os pacientes levam muito tempo para passar por tratamento, a doença pode se espalhar”, disse um agente do ministério da saúde.

O ministério também recomenda às pessoas em viagem ao exterior que tomem a vacina contra sarampo.

Fonte: Mainichi
Imagem: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Reinauguração da casa brasileira no Meiji Mura tem participações verde amarela

Publicado em 1 de maio de 2017, em Comunidade

A casa brasileira dentro do Meiji Mura, um museu a céu aberto, foi reinaugurada em grande estilo com participações verde amarela. Confira como foi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Casa brasileira trazida de Registro-SP, conserva memórias dos imigrantes japoneses no Brasil

Meiji Mura é um imenso museu a céu aberto, onde as obras de arte são a arquitetura das edificações antigas, transportadas de sua origem ou reconstruídas em réplicas. Nesse parque e museu há um espaço onde 3 casas fazem o público relembrar da migração dos japoneses para outros países. A primeira delas é uma casa trazida de Seattle (EUA), a outra do Havaí e a terceira, do Brasil.

Publicidade

A casa brasileira do Meiji Mura é original, construída pelo casal Kubota, natural da província de Nagano, migrante em Registro-SP. Na época, o casal contratou 3 marceneiros japoneses para construí-la em 2 pisos, no melhor estilo japonês usando materiais brasileiros. A madeira para a construção foi retirada da floresta das terras desbravadas para posterior agricultura.

O piso inferior servia como um paiol e cozinha nos fundos, sendo que os quartos ficam no pavimento superior. A casa, que é um sobrado, foi edificada usando a madeira canela-preta como vigas, assim como para os assoalhos. Ficou pronta em 1.919.

Foto da casa na época em Registro-SP e ao lado, réplica do navio Kasato-maru que transportou os primeiros imigrantes japoneses para o Brasil

Casa que simboliza a imigração japonesa no Brasil

Em março de 1.975 a casa chegou a Meiji Mura, como símbolo da luta e sacrifício dos imigrantes japoneses no Brasil. Tanto que no pavimento inferior, o visitante logo vê a réplica do navio Kasato-maru, o qual transportou os primeiros japoneses para as terras brasileiras. Aliás, uma réplica idêntica foi doada pelo Meiji Mura ao Brasil, no Museu da Imigração.

Com uma arquitetura considerada avançada para a época, a casa traz consigo as memórias impregnadas tanto nas suas paredes quanto nas ferramentas e objetos usados no dia a dia dos chamados “colonos” japoneses. São enxadas, serrotes, fogão a lenha, peneira de café, torradeira de café, entre outros, que remetem ao sacrifício e suor do trabalho desses desbravadores que contribuíram para a agricultura e desenvolvimento do Brasil.

A visita à casa faz o relógio voltar aos tempos dos ancestrais da maioria dos brasileiros que residem no Japão. Por isso, o passeio é imperdível.

Cerimônia formal com corte de fita para marcar a reinauguração da casa brasileira de Registro no Meiji Mura

Reinauguração com presenças ilustres japonesas e brasileiras

A casa de Registro, a qual foi registrada como patrimônio histórico em fevereiro de 2.004, passou pela sua primeira reforma. Foram investidos 47 milhões de ienes em toda a reforma, desde a base ao telhado. Assim como a casa, os objetos lá dentro também passaram por polimentos e consertos.

A reinauguração foi marcada por uma solenidade, com corte de fita, como manda o figurino, na sexta-feira (28).

Abrilhantaram a solenidade o vice-prefeito da cidade de Inuyama (Aichi), Seiji Ozawa, presidente da Associação de Irmandade de Nakatsugawa (Gifu), Jun Sugimoto, direção do Meiji Mura e representante da Associação Internacional de Komaki, Tohoru Kanbe, pelo lado japonês, acrescidos do cônsul-geral do Brasil em Nagoia, Arnaldo Caiche D’Oliveira, acompanhados dos vice-cônsules Fábio Magalhães e Felipe Salgueiro. Também estiveram presentes um casal de artistas brasileiros em residência cultural na cidade de Quioto (província homônima), Rafael Lain e Angela Detanico, mais 23 alunos do ensino médio do Colégio Isaac Newton, de Minokamo (Gifu), acompanhados dos professores.

A cerimônia teve discursos, corte de fita, apresentação e explicações sobre a casa.

Depois do corte da fita de reinauguração, os alunos brasileiros do Colégio Isaac Newton posam junto com as autoridades

Intercâmbio cultural marca o almoço

Os alunos do Colégio Isaac Newton foram convidados pelo cônsul-geral para finalizar esse passeio e a participação na solenidade, para um almoço em um dos restaurantes do parque e museu.

Depois de saborearem um “omuraisu” (arroz embrulhado no omelete), os alunos comentaram sobre o passeio. Muitos deles visitaram o Meiji Mura pela primeira vez e acharam interessante observar detalhes arquitetônicos das obras.

Dois pontos altos marcaram o horário da sobremesa. O aluno Victor K. Saito se apresentou, revelando-se campeão da categoria júnior do Campeonato WATA, da arte marcial taekwondo.

O casal de artistas, Rafael e Angela, que reside na França há 15 anos, famoso no mundo, contou o que é a profissão de artista em uma mini palestra. Os jovens ouviram atentamente como se os neurônios do cérebro de cada um começassem a criar uma nova rede neural, tamanha a curiosidade despertada. De forma doce e suave, Angela descreveu o que é ser artista no mundo contemporâneo. Angela e Rafael responderam carinhosamente a cada uma das perguntas feitas pelos jovens.

Casal de artistas explica o que é arte: “é um convite à mudança”, explica, aguçando a curiosidade dos alunos

Meiji Mura

  • Inaugurado em março de 1.965
  • Área: um milhão de metros quadrados
  • Total de obras arquitetônicas: 67
  • Parque e museu com áreas verdes, trem a vapor, lojas de souvenirs, restaurantes, cafés, amplo estacionamento, etc.
  • Endereço: Aichi-ken Inuyama-shi Uchiyama 1
  • Ingressos: ¥1.700 (adulto), ¥1.300 (3a. idade),¥1.000 (estudante colegial) e ¥600 (estudante do primário até ginasial). Há preços especiais para grupos fechados.
  • Web page: http://www.meijimura.com/

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância