Doença misteriosa causa danos à saúde de cidadãos da Coreia do Norte

Uma estranha doença assola regiões próximas aos locais de experimentos nucleares na Coreia do Norte. Fugitivos norte-coreanos relatam a experiência e situação do local.

Fugitiva aponta para sua cidade na Coreia do Norte

Com o sucesso do sexto teste nuclear e o lançamento de míssil balístico que sobrevoou o Japão nesta manhã (15/Set), a Coreia do Norte comemora a situação. Contudo, na sombra dos constantes testes nucleares e lançamentos de mísseis, uma doença de causa desconhecida assola as regiões próximas. Trata-se da “doença demoníaca” (Kishinbyou, em japonês), causa de sofrimento para muitos cidadãos. O que será que acontece nessas regiões?

Publicidade

“Minha casa fica aqui!” – aponta para o mapa a fugitiva norte-coreana na faixa dos 40 anos – “Punggye-ri localiza-se no topo de montanhas. Na época, eu acreditava que era uma base militar secreta e não um local de testes nucleares”, explica.

Este testemunho foi dado por uma norte-coreana que fugiu do país há 7 anos. Ela morava em uma cidade afastada de Punggye-ri, local subterrâneo de testes nucleares, a 20km do local.

Kilchu, cidade próxima à Punggye-ri. Fugitiva relata que a água consumida no local vem de nascentes de Punggye-ri

Nessa cidade, muitos cidadãos sofriam de enxaquecas sem explicações, perda de peso e outros problemas de saúde e o número só aumentava. Como os próprios médicos não conseguiam descobrir a causa, o nome “doença demoníaca” ficou popular entre os cidadãos. Outra mulher, na faixa dos 50 anos de idade, que fugiu no ano retrasado, disse que sofria de dores de cabeça e febre.

“Meu filho (de 30 anos) também pegou tuberculose. Quando levei-o para o hospital, o médico me disse que muitos jovens apresentavam sintomas de tuberculose recentemente e a causa era desconhecida”, relatou a fugitiva, enfatizando o aumento de jovens com a doença misteriosa.

Uma organização privada da Coreia do Norte que está realizando uma pesquisa da situação ouviu o testemunho de 17 fugitivos da mesma região. Segundo eles, muitas pessoas apresentam sintomas parecidos. Contudo, qual será o motivo? O governo da Coreia do Sul anunciou a seguinte hipótese na semana passada:

“A possibilidade de exposição à radiação é bastante plausível”, disse o Ministério da Unificação da Coreia do Sul. Além da possibilidade de danos à saúde causados pela radiação vazada do local de testes, o ministério também enfatizou a realização de pesquisas no local centradas nos testemunhos dos fugitivos que apresentaram sintomas.

A mídia sul-coreana também relatou sobre a possibilidade de vazamento de radiação após o teste nuclear realizado no dia 03/Set. “Os túneis onde foi realizado o teste estão em reparação, e há possibilidade de vazamento de radiação”, diziam as mídias. Contudo, a Coreia do Norte continua enfatizando que não houve vazamento de radiação provocada pelos testes.

“Não houve fenômenos de vazamento de radiação ou erupção da superfície. Foi confirmado que não houve impactos negativos no ecossistema local”, falou a Central Coreana de Televisão.

Entretanto, após o recente teste nuclear, ambas as fugitivas preocupam-se com suas famílias na Coreia do Norte. “O governo não explica quais são os impactos negativos no corpo das pessoas.”, disse a fugitiva de 50 anos.

“Proteger o próprio governo é tarefa urgente e não há preocupação em relação à saúde dos cidadãos”, afirma a outra fugitiva.

Com o lançamento do míssil nesta sexta-feira, a Coreia do Norte deve prosseguir com os testes nucleares. Qual será o impacto na vida dos cidadãos?

Fonte: TBS News via Yahoo

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

‘Reversão’ de sexos garante prêmio IgNobel

Publicado em 15 de setembro de 2017, em Notícias do Mundo

A fêmea tem pênis e o macho uma cavidade. Foi a descoberta da ‘reversão’ que garantiu o prêmio IgNobel de Biologia para pesquisadores japoneses e brasileiro.

Prêmio na categoria Biologia faz questionar o que é feminilidade e masculinidade, com essa reversão de sexos (Asahi)

O IgNobel premia as descobertas científicas mais estranhas, todo ano, no outono, em Harvard, desde 1991. As descobertas fazem as pessoas do Planeta rirem. Foi criado pela revista de humor científico Annals of Improbable Research (Anais da Pesquisa Improvável). Este ano foi realizada na quinta-feira (14) e premiou cientistas japoneses, em pesquisa conjunta com colegas brasileiro e suíço, na categoria Biologia.

Publicidade

Os pesquisadores premiados foram Kazutoku Yoshizawa, 46, da Universidade de Hokkaido, Yoshitaka Uemura, 40, da Universidade Keio, Rodrigo Ferreira, da Universidade de Lavras e mais um suíço.

O objeto de estudo dos pesquisadores foi um inseto cavernícola, no Brasil. A fêmea dessa espécie encontrada na caverna possui um órgão parecido com um pênis. A pesquisa foi bem avaliada pelo júri, pois faz as pessoas questionarem sobre a feminilidade e a masculinidade.

Reversão de sexos

Esse inseto tem 3mm e foi catalogado como novo, em 2010. Os pesquisadores tiveram que observar o longo acasalamento deles. Levam cerca de 40 a 70 horas. Insetos capturados foram observados pelos pesquisadores para elucidar a biomecânica do ato sexual.

Eles constataram “reversão” sexual. Trocando em miúdos, a fêmea tem pênis e o macho tem cavidade.

Quanto ao motivo da “reversão”, os pesquisadores explicam que é o macho que fornece nutrientes à fêmea juntamente com os espermatozoides durante o acasalamento. No entanto, no caso desse inseto em particular, para obter essa nutrição, a fêmea teve que evoluir para avançar no controle do acasalamento.

O pesquisador Yoshikawa batizou esse inseto de トリカヘチャタテ em japonês (pronuncia-se torikahechatate). Ele faz parte da família Psocoptera e já foram encontradas mais de 5 mil espécies diferentes em todo o mundo. Mas, nas cavernas brasileiras foram encontradas somente 4 espécies com reversão sexual. Segundo Yoshikawa, nos seres vivos pode-se encontrar reversão sexual, como em alguns peixes. Porém, no mundo dos insetos foi a primeira descoberta.

Longo acasalamento de 40 a 70 horas dos insetos com reversão sexual (pesquisadores via Asahi)

Fonte e fotos: Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!