Eletrodoméstico útil nos dias de chuva

Secar o uniforme até o dia seguinte nas noites chuvosas e úmidas já não é mais problema. Um eletrodoméstico seca e passa a camisa e meias em 30 minutos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Eletrodoméstico seca camisa em 30 minutos, sem ruga, e ainda pode aproveitar para secar meias e outras peças pequenas (divulgação)

Nos dias chuvosos ou nublados como nas épocas do ‘tsuyu’ ou estação das chuvas, ou nas chuvas de outono, a roupa não seca rapidamente. “Preciso do uniforme limpo e seco até amanhã de manhã” ou “como vou secar a camisa?”, podem ser um problema, tanto no cotidiano quanto numa viagem a trabalho.

Publicidade

Esse problema tem solução com um eletrodoméstico lançado no final de agosto deste ano. Ele foi batizado de airon irazu, ou sem necessidade de ferro de passar roupa (アイロンいら~ず).

Fabricado pela Thanko, é uma espécie de manequim inflável ligado a um aparelho. Basta enchê-lo, vesti-lo com a camiseta, camisa ou uniforme e, em poucos minutos, a roupa estará seca e sem rugas.

O sistema é simples. O equipamento manda ar quente para secar e “passar” a roupa.

Eletrodoméstico é econômico

Uma camisa pode ser seca em 30 minutos. Se colocar um par de meias, roupa íntima ou lenço no interior do manequim a ar, aproveita para secar essas peças também.

O manequim a ar tem dois tamanhos: pequeno e grande. Portanto, ele atende desde tamanhos pequenos até 3XL.

Ele também é econômico. Para secar uma camisa consome o equivalente a 13 ienes de energia elétrica, muito mais em conta do que mandar para a lavanderia.

Possui timer para programar a partir de 30 a 180 minutos. O preço sugerido pelo fabricante é de 7.980 ienes. Pode ser encontrado na loja da Thanko ou nas online.

Assista ao vídeo para ver como funciona.

Fonte e fotos: divulgação

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Trump poderá se encontrar com o imperador Akihito em Tóquio

Publicado em 19 de outubro de 2017, em Sociedade

Em sua visita ao Japão no início de novembro, Donald Trump encontrará o imperador Akihito após se reunir com o primeiro-ministro Shinzo Abe.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imperador Akihito e imperatriz Michiko durante encontro com Barack Obama em abril de 2014, ao fundo o primeiro-ministro Shinzo Abe e a primeira-dama Akie Abe (Wikimedia/ State Department photo by William Ng / East Asia and Pacific Media Hub)

O presidente americano Donald Trump poderá se encontrar com o imperador Akihito quando ele visitar o Japão em novembro como parte de um tour na Ásia que também o levará para a China, Vietnã, Coreia do Sul e Filipinas.

Publicidade

Trump encontrará o imperador japonês no dia 6 de novembro após se reunir com o primeiro-ministro Shinzo Abe, de acordo com várias fontes, incluindo um oficial dos Estados Unidos e outra pessoa em Tóquio com conhecimento dos planos.

Na segunda-feira (16), a Casa Branca anunciou que Trump também iria se encontrar com tropas americanas, além das famílias de cidadãos japoneses que foram raptados pela Coreia do Norte, mas não revelou planos sobre visita ao Palácio Imperial.

O ministério japonês de Relações Exteriores disse que a agenda de Trump ainda estava sendo organizada.

Ao se encontrar com o imperador Akihito, de 83 anos, Trump seguirá os passos de Barack Obama, que se encontrou com o imperador duas vezes durante seus oito anos como presidente.

Encontros anteriores com líderes foram marcados por cenas desconfortáveis

Reuniões de Trump com dignitários estrangeiros se tornaram mais convencionais ao longo do tempo. Contudo, seus encontros anteriores foram marcados por cenas desconfortáveis que incluíram apertos de mão em demasia com Shinzo Abe e o presidente francês Emmanuel Macron e a falta de um com a chanceler alemã Angela Merkel no Salão Oval, mesmo após os fotógrafos terem pedido a eles que posassem para as câmeras.

A Casa Branca tornou o Japão o primeiro lugar de visita do tour de Trump pela Ásia em uma medida que parcialmente reflete o forte laço que o presidentes dos Estados Unidos criou com o primeiro-ministro japonês.

Akihito, o 125º imperador, indicou no ano passado seu desejo de abdicar ao trono do Crisântemo, uma medida sem precedentes no Japão moderno.

É quase certo que o encontro entre Trump e o imperador Akihito seja questionado por algum deslize de protocolo. Contudo, o foco da visita ao Japão será discussões com Abe sobre a crise nuclear norte-coreana.

Fonte: Financial Times
Imagem: Wikimedia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância