Japão pode ter fornecimento limitado de vacinas contra influenza neste inverno

Devido a um atraso na produção, o Japão pode enfrentar escassez de vacinas contra influenza neste inverno.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O surto da influenza no Japão, normalmente, atinge o pico entre janeiro e fevereiro e as pessoas são aconselhadas a se vacinarem até meados de dezembro (imagem ilustrativa)

O Japão pode enfrentar escassez de vacinas contra influenza neste inverno devido a um atraso de produção.

Publicidade

Atualmente, o volume de fornecimento está projetado em cerca de 25,28 milhões de unidades, equivalente a 50,56 milhões de doses, aproximadamente 1,14 milhão de unidades a menos do que a quantidade estimada usada durante a temporada anterior de influenza e o segundo nível mais baixo em dez anos.

O atraso na produção de vacina ocorreu enquanto o Instituto Nacional de Doenças Infecciosas (NIID, na sigla em inglês) substituiu um dos quatro tipos de vacinas que ela selecionou para esse inverno, devido à lenta disseminação.

“Pedimos àqueles com 13 anos ou mais de idade que tomem somente uma dose da vacina neste inverno, ao invés de duas,” disse um oficial do ministério da saúde.

A cada temporada o NIID seleciona tipos de vacinas com base em sua projeção de influenza, e elas são criadas por fabricantes de medicamentos usando ovos de galinha.

De acordo com o ministério, cerca de 27,84 milhões de unidades de vacina foram fabricadas para a última temporada, e estima-se que cerca de 26,42 milhões do total tenham sido usadas.

Para essa temporada, a disseminação de um dos quatro tipos de vacina selecionado pelo NIID foi mais fraca que o esperado, levando a uma estimativa de que a produção desse tipo caia em cerca de 30% ou mais a partir do nível da última temporada. O NIID substitui esse tipo por um novo, e a mudança levou ao atraso na produção.

Com o surto da influenza no Japão normalmente atingindo o pico entre janeiro e fevereiro, as pessoas são aconselhadas a se vacinarem até meados de dezembro.

Nessa temporada, no entanto, o fornecimento de vacina está projetado para atingir o pico na terceira semana de dezembro, mais tarde que o normal.

O ministério pediu a instituições médicas e distribuidoras de medicamentos que verifiquem se os estoques de vacina estão sendo gerenciados de forma apropriada.

“Se cada pessoa tomar somente uma dose, o número total de vacinados alcançaria quase o nível da última temporada,” disse um oficial do ministério.

Fonte: Japan Times, Jiji
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Nova espécie de ‘anjo-do-mar’ é encontrada na costa da província de Toyama

Publicado em 16 de outubro de 2017, em Curiosidades

A clione, ou anjo-do-mar, é um tipo de lesma do mar. Uma nova espécie foi encontrada na Baía de Toyama, surpreendendo pesquisadores.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma nova espécie de clione descoberta na Baía de Toyama (foto cortesia da Universidade de Toyama ed o Museu de Moluscos de Rankoshi)

Uma quinta espécie de clione, um tipo de lesma do mar conhecida como “anjo-do-mar” foi encontrada nas profundezas da Baía de Toyama, anunciaram no dia 12 de outubro a Universidade de Toyama e o Museu de Moluscos de Rankoshi em Hokkaido.

Publicidade

As cliones foram descobertas em agosto de 2016 a cerca de mil metros no fundo do mar por Zhang Jing, uma professora da Escola de Graduação de Ciência e Engenharia para Educação da Universidade de Toyama e outros pesquisadores.

A equipe de Zhang coletou cerca de 30 cliones em agosto do ano passado e cerca de 100 no início deste mês.

Perto do Japão, cliones só foram anteriormente vistas no Mar de Okhotsk, norte de Hokkaido. A descoberta em águas ao largo da costa da província de Toyama são as criaturas mais distantes ao sul vistas no Hemisfério norte.

“É uma surpresa encontrar uma criatura do oceano gelado (perto do Ártico) em um local tão ao sul,” disse Zhang, que vem estudando o sistema ecológico na Baía de Toyama, um dos mais profundos no Japão.

“A situação do habitat da espécie pode ser uma importante referência na pesquisa de aumento das temperaturas do mar,” disse Zhang.

Cliones medem de 0,5 a 5 milímetros de comprimento e nadam ao mover suas faixas ciliares, estruturas vibrantes como fios de cabelo, parecidas com asas.

Confira um vídeo dessa pequena criatura:

Fonte e imagem: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância