Japão se juntará aos EUA em exercícios navais no Pacífico

Destróieres japoneses se juntarão aos 3 porta-aviões dos EUA no Pacífico, esperando exercer pressão sobre a Coreia do Norte.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aliados vão encenar demonstração de força em meio às tensões norte-coreanas (acima, imagem do USS Ronald Reagan – Wikimedia)

O Japão se juntará aos iminentes exercícios navais com três porta-aviões dos EUA no Pacífico Ocidental, esperando exercer pressão sobre a Coreia do Norte enquanto ela continua com seu desenvolvimento nuclear e de mísseis.

Publicidade

Destróieres e outras embarcações do Japão vão se juntar ao USS Ronald Reagan, Theodore Roosevelt e o Nimitz. As três embarcações americanas são cada parte de seus próprios grupos de ataque e também inclui navios de guerra menores e esquadrões aéreos.

[Notícia relacionada: EUA vão realizar exercício com 3 porta-aviões enquanto Trump visita a Ásia]

Isso aparentemente marcará a primeira vez em cerca de uma década que os três porta-aviões participam em exercícios conjuntos na região Ásia-Pacífico. As forças japonesas treinaram com dois porta-aviões em junho deste ano no Mar do Japão, mas esse será o primeiro exercício conjunto delas com os três, de acordo com o Escritório de Membros Marítimos.

A FMAJ e as marinhas dos EUA e da Índia também realizaram exercícios conjuntos no Mar do Japão pela primeira entre os dias 3 e 6 de novembro. O destróier japonês Inazuma e a fragata indiana Satpura participaram juntamente com o Ronald Reagan.

Foi a Índia que sugeriu os exercícios, disse o chefe de estado das forças marítimas japonesas, Yutaka Murakawa. Os três países estão avançando na cooperação de defesa com um olhar de preocupação sobre a crescente presença da China do Mar do Sul da China e no Oceano Índico.

Fonte: Nikkei
Imagem: Wikimedia 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão intensifica medidas para combater o contrabando de ouro ao país

Publicado em 8 de novembro de 2017, em Sociedade

Os casos de contrabando de ouro ao Japão começaram a crescer em abril de 2014, quando o imposto de consumo no país aumentou de 5 para 8 por cento.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Tóquio vai despachar investigadores a cidades consideradas portas de entrada ao país e buscar multas mais pesadas para quem traz ouro ilegalmente ao país (imagem ilustrativa de barras de ouro sobre notas de iene)

O Japão vai aumentar suas ações drásticas sobre ouro trazido ilegalmente ao país, posicionando equipes de investigação em principais centros aéreos e reforçando as verificações em aeronaves sob novas medidas que seriam anunciadas na terça-feira (7).

Publicidade

O novo esforço da aplicação da lei ocorre em meio a um aumento na atividade de contrabandistas de ouro que buscam lucrar a partir de diferenças de impostos entre o Japão e países vizinhos.

Mais de 400 casos de contrabando de ouro até junho deste ano

O Japão registrou 467 casos de tais incidentes no ano até junho de 2017, alta de 60% ante 2016. A sonegação de impostos aumentou 40%, para cerca de 873 milhões de ienes ($7.67 milhões).

Equipes de investigadores e analistas serão posicionados em Tóquio, Osaka e Fukoka com início no próximo ano.

O total de 20 especialistas trabalhará com empresas aéreas para aumentar as inspeções a bordo, incluindo o uso de detectores de metal pagos pelo orçamento do governo para o ano fiscal de 2017.

O Ministério das Finanças vai propor alteração na lei de imposto sobre consumo no próximo ano fiscal para permitir multas mais pesadas do que o atual valor máximo de 10 milhões de ienes.

O ministério também está buscando endurecer as penalidades sob a lei de alfândega.

Supõe-se que viajantes que trazem ouro ao Japão devem pagar o imposto sobre consumo na alfândega.

O aumento do imposto sobre consumo de 5% para 8% adoçou o incentivo para contrabando

Os contrabandistas escapam do pagamento de impostos, obtendo “lucro” posteriormente quando o imposto é anexado ao preço de revenda do metal precioso.

O aumento do imposto sobre consumo de 5% para 8% em abril de 2014 adoçou o incentivo para contrabando, de acordo com o governo.

Tal lucro é maior para o contrabando que se origina de países com baixo ou nenhum imposto de consumo. Em grande parte dos casos, o ouro contrabandeado ao Japão vem de vários locais na Ásia.

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância