Batatas no Japão: identifique a variedade certa para cada prato

Já passou pela experiência de não conseguir acertar a variedade certa das batatas para os pratos? Aprenda a identificá-las e comprar por finalidade.

Batata recheada para acompanhar assados (Flickr)

Muitas pessoas compram batatas pensando “quero preparar uma sopa” ou “vou fazer coxinha” ou “hoje é dia de escondidinho”. Eis que na hora do preparo, ela se desmancha na fervura ou, ao contrário, não serve para o purê.

Publicidade

Para acabar com esse drama, conheça os tipos de batata mais famosos no Japão e aprenda a escolher por finalidade.

A melhor forma de escolher as batatas é de acordo com a receita que quer preparar. Afinal elas são os ingredientes principais de inúmeros pratos da culinária, independente da origem. Desde a batata frita ao escondidinho, passando pelas saladas, assados, purê, ensopados, sopas, caldeiradas, cozidos, enfim, centenas de delícias requerem esse tubérculo.

Existem muitas variedades diferentes de batatas no Japão, todas introduzidas no século passado. As mais populares e, portanto, fáceis de encontrar nos supermercados são apenas 3.

Batatas: 3 variedades

Cada uma delas têm texturas e sabores diferentes. Para identificá-las mais facilmente leia o rótulo em japonês ou a placa colocada no display do supermercado.

Para pratos que as batatas podem se desintegrar use as variedades danshaku ou kita-akari (Pixabay e Wikimedia)

1. Danshaku (男爵)

Uma das suas características é a abundância da fécula, o que a torna fofa depois de cozida. Por isso, na fervura tende a desintegrar se cozinhar demais. Por conta da textura é recomendada para receitas como purê, croquetes, escondidinho, salada de batatas, nhoque, creme, etc.

A variedade danshaku-imo é arredondada e muito usada em purês, croquetes e saladas 

2. May Queen (メークイン)

Seu formato é mais alongado e de casca fina. Depois de assada ou cozida tem textura úmida mas firme. Ideal para para pratos como ensopados, curry, sopas, cozidos, assados, gratinados, batata frita, etc. Ou seja, para pratos que você não quer que a batata se desmanche.

A batata May Queen é mais alongada e não desintegra com o cozimento

3. Kita-akari (キタアカリ)

Sua característica é a cor amarela, textura fofa e bem mais doce que as outras batatas. Essa variedade também desintegra na fervura. Por isso, é preciso ficar atento ao cozimento, tem que ser mais rápido.

Variedade de batatas kita-akari é bem amarela, doce e fofa, ideal para purês e croquetes

Existem outras inúmeras variedades desse tubérculo que não pode faltar na cesta de compras. Mas, as 3 apresentadas são as básicas. As épocas são maio e junho e de outubro a fevereiro. Nesse período aproveite para comprar as inglesas e as novas, fresquinhas.

Nutrientes e cuidados

Esses tubérculos são ricos em potássio, vitamina B1, vitamina C, fibras e outros nutrientes. Além disso, a vitamina C é protegida pela fécula, seu ingrediente principal, por isso há pouca perda dela com o aquecimento. Assim, essa vitamina pode ser ingerida de forma eficiente.

Antes de cozinhar as batatas com casca recomenda-se lavá-las bem. Outro detalhe a tomar cuidado são com os brotos. Eles contêm uma substância tóxica chamada solanina. Por isso, é bom evitar ingerir as germinadas.

Para o preparo de pratos nos quais as batatas precisam ficar firmes, use a May Queen (Wikimedia e Pixabay)

Fontes: Ajinomoto e Foodslink
Fotos: Wikimedia, Flickr e Rakuten

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Parque temático do Brasil no Japão: Instagram impulsiona sucesso

Publicado em 21 de março de 2018, em Artigos de Turismo

Bastou o parque pintar as escadarias para viralizar no Instagram e atrair jovens para o local. As cores da fitinha do Bonfim são sucesso.

O colorido das fitinhas de Bonfim na escadaria fazem sucesso no Instagram, entre os jovens (Kurashiki Keizai/divulgação)

Um parque temático que oferece vistas maravilhosas do Mar do Interior de Seto e da grande ponte com o mesmo nome, virou estrela no Instagram.

Publicidade

É o Brazilian Park Washuzan Highland, em Kurashiki (Okayama).

Com shows de artistas brasileiros, tanto músicos quanto sambistas, o parque proporciona brinquedos únicos, como uma montanha russa movimentada por pedaladas, o Sky Cycle.

Força do Instagram

Mas, o que vem atraindo jovens que querem garantir uma bela pose para o Insta é a escadaria. Ela tem 40 metros de altura. Para isso, 342 degraus. Virou atração tanto quanto os brinquedos.

As oito cores da fitinha de Bonfim foram a inspiração brasileira para as escadarias. Os 6 artistas brasileiros levaram 2 meses para pintá-las. Foi um trabalho pesado durante o inverno, que valeu a pena.

O número de estudantes para visitar o parque só por causa da escadaria dobrou de volume, desde dezembro, quando ficou tudo colorido.

Brazilian Park Washuzan Highland

-Horário: das 10h às 18h mas dependendo da época pode mudar

-Passaportes: ¥2.800 para adultos, ¥2.200 para estudantes do primário, ¥1.700 para crianças de 3 a 6 anos, ¥1.700 para seniors (acima de 50) e ¥500 para a melhor idade (acima de 60)

-Local: Okayama-ken Kurashiki-shi. Para chegar lá toque aqui e abra o mapa

Fonte: Kurashiki Keizai
Fotos: Kurashiki Keizai e divulgação

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!