Novo modelo de shinkansen será colocado em operação

A empresa planeja introduzir 40 trens do novo modelo até o ano fiscal de 2022.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Seu corpo assume o design simplificado do atual modelo de trem-bala, contudo, ele foi melhorado para reduzir a resistência do ar (imagem de arquivo NHK)

Uma empresa ferroviária japonesa informou que um novo modelo de trem-bala será colocado em serviço em julho do próximo ano, um pouco antes do início das Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio.

Publicidade

A Central Japan Railway vem testando o modelo N700S desde 2018.

Seu corpo assume o design simplificado do atual modelo de trem-bala, contudo, ele foi melhorado para reduzir a resistência do ar.

O N700S pode operar usando seu próprio sistema de íon-lítio se ele perder o fornecimento de energia de cabos suspensos no caso de terremotos ou outros eventos climáticos. Esse é o primeiro recurso do tipo no mundo para trens de alta velocidade.

O novo modelo é equipado com mais câmeras de segurança dentro de seus vagões do que os trens-bala agora em operação. Ele também está equipado com um sistema que permite aos passageiros conversarem por telefone não somente com a tripulação, mas também com funcionários no centro de comando no caso de uma emergência.

A empresa planeja introduzir 40 trens do novo modelo até o ano fiscal de 2022, que termina em março de 2023. O plano custará cerca de 240 bilhões de ienes (2,2 bilhões de dólares).

A previsão é de que muitas pessoas vão usar as linhas de trem-bala em todo o país durante os Jogos Olimpícos.

Shin Kaneko, presidente da Central Japan Railway, quer que os passageiros desfrutem do que as mais novas tecnologias têm a oferecer.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Dois engenheiros suspeitos de fraudes em Brumadinho são presos

Publicado em 29 de janeiro de 2019, em Brasil

Segundo informações preliminares, os pedidos de prisão foram expedidos no fim de semana. Os homens foram presos em casa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A chamada pluma, mistura de rejeitos e água, resultante do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho – Reuters/Adriano Machado via Agência Brasil)

Dois engenheiros, suspeitos de fraudarem laudos técnicos da empresa Vale, permitindo operações na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte, foram presos na manhã desta terça-feira (29) em São Paulo. A ordem de prisão foi expedida pela Justiça de Minas Gerais.

Publicidade

Segundo informações preliminares, os pedidos de prisão foram expedidos no fim de semana. Os homens foram presos em casa. Há desdobramentos da operação também em Minas Gerais. Porém, não foram detalhadas as ações nem os locais.

A força-tarefa envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e Federal e a Polícia Civil, além de policiais, promotores e procuradores de Minas.

Ações

A Polícia Federal – em conjunto com o Ministério Público Federal, os ministérios públicos estaduais de Minas Gerais e São Paulo, e as Polícias Civil e Militar de Minas Gerais – deflagrou uma ação para cumprimento de mandados judiciais, visando a apurar responsabilidade criminal pelo rompimento de barragem que havia na mina do Córrego do Feijão em Brumadinho.

Os cinco mandados judiciais de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal em Belo Horizonte foram cumpridos nas cidades de Nova Lima (MG) e São Paulo (SP) em sedes de duas empresas e nas casas de pessoas relacionadas à Vale.

Sete mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho foram cumpridos na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes na capital paulista.

Cinco mandados judiciais de prisão temporária também expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho, com validade de 30 dias, foram cumpridos, sendo três na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes em São Paulo.

Outro lado

Em nota, a Vale diz que está à disposição das autoridades. “Referente aos mandados cumpridos nesta manhã, a Vale informa que está colaborando plenamente com as autoridades. A Vale permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas.”

Via Agência Brasil

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância