Conheça a magnífica Ilha de Taketomi

Com praias de águas cristalinas e areia branca, Taketomi é uma ilha paradisíaca, um dos locais mais belos do Japão!

Mar cristalino, natureza e muito calor

A Taketomi-jima é uma ilha bem na costa de Ishigaki e um local de uma tradicional vila Ryukyu belamente preservada.

Publicidade

Assim como Ishigaki, Taketomi faz parte das Ilhas Yaeyama, de Okinawa.

Como Taketomi é bem pequena, uma visita em sua área é normalmente feita como uma opção a mais para quem estiver passeando por Ishigaki (toque aqui para ver uma matéria feita no local).

Taketomi é bem pequena e é possível conhecê-la em apenas 1 dia

Graças aos seus esforços de preservação, a pequena vila na ilha é formada quase que inteiramente por casas térreas de estilo tradicional, as quais são rodeadas por muros de pedras e cobertas com telhas, além de estátuas que parecem um leão, o famoso shisa, para afastar os maus espíritos.

Algumas das casas da vila servem como acomodações no estilo japonês, as chamadas minshuku.

Outras casas tradicionais na vila são usadas como restaurantes e lojas que vendem comida local e artesanatos. Não há empresas de aluguel de carros na ilha e a maioria dos visitantes simplesmente caminham ou alugam bicicletas – o mais indicado – para explorar as estradas de areia branca até praias nas proximidades.

A melhor maneira de explorar essa ilha é de bicicleta

Uma das atrações na ilha inclui um passeio em um carrinho puxado por búfalos oferecido por duas empresas ao preço de 1.200 ienes por pessoa, das 8h às 17h.

Há também um passeio inusitado a bordo de carrinhos puxados por búfalos

O passeio de 30 minutos passa pelas ruas tradicionais e preservadas da vila enquanto um guia fala sobre a ilha e canta música okinawana usando seu sanshin (instrumento de corda okinawano).

Há também uma torre, a Nagominoto, que atualmente está fechada por causa de seu estado de deterioração.

Essa torre de 4,5 metros de altura fica bem no centro da vila, de onde você tem uma vista de grande parte da ilha. Na área da torre ficam algumas lojas e restaurantes.

A torre Nagominoto, atualmente fechada

Taketomi tem praias arenosas e rochosas onde você pode nadar e praticar snorkeling. Com exceção da praia de Kondoi, as praias não contam com instalações públicas.

Sempre que entrar nas águas das praias tome cuidado com as fortes correntes que podem te puxar para o mar aberto e criaturas venenosas como a Habu, um tipo de água-viva, que são mais prevalentes de junho a outubro. Placas em inglês informam sobre os perigos, enquanto algumas praias têm áreas para banhistas delimitadas com redes.

A praia de Kondoi

Uma delas é a Kondoi, a melhor praia de Taketomi com águas esmeraldas e rasas. Sua área de areia é ampla, perfeita para tomar um bom banho de sol e suas águas com temperaturas agradáveis são boas para nadar, embora elas sejam muito rasas durante a maré baixa. Áreas gramadas e com sombra para piquenique, assim como um banheiro e instalações de aluguel de equipamentos também estão disponíveis.

E a de Kaiji

A praia Kaiji, juntamente com a de Hoshizuna na Ilha Iriomote, é conhecida por sua areia cujos grãos têm formato de minúsculas estrelas do mar (embora na verdade sejam feitos de esqueletos de pequenos organismos individuais que vivem entre as fibras de algas marinhas). Não é permitido nadar nessa praia por causa das fortes correntes marítimas.

Porto de Ishigaki, de onde você pega o barco para Taketomi

Cercada por recifes de corais, Taketomi localiza-se 4 km ao sul da ilha de Ishigaki, em Okinawa.

Para chegar à ilha de Taketomi é necessário pegar um barco no porto na ilha de Ishigaki.  A viagem dura em torno de 15 minutos e as partidas são frequentes.

O verão está chegando! Que tal programar um passeio a Ishigaki e aproveitar para passar um dia em Taketomi?

Confira mais fotos e informações abaixo:

Clique na imagem para expandir

Taketomi Island (竹富島)

Imagens: Portal Mie

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Turistas do Japão, Austrália, EUA e Canadá podem viajar ao Brasil sem visto

Publicado em 17 de junho de 2019, em Brasil

A medida é unilateral. Dessa forma, os brasileiros que desejarem visitar esses quatro países precisam solicitar visto de entrada, conforme as regras vigentes em cada um deles.

Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (ilustrativa/banco de imagens)

Efetivo em 17 de junho, turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália não vão mais precisar de visto para visitar o Brasil.

Publicidade

Viajantes com passaporte válido poderão explorar o Brasil por até 90 dias, com a possibilidade de estender suas estadas para até 180 dias.

A medida foi anunciada em março antes da visita oficial do presidente Jair Bolsonaro à Casa Branca.

Desde o anúncio, o Brasil já observou um aumento no interesse de viagem de turistas dos quatro países. Em março, buscas por voos da Austrália ao Brasil tiveram alta de 36% ante o ano anterior.

Os americanos vivenciaram um auge similar, com um aumento de 31% em buscas por voos após o anúncio da isenção de visto.

Rotas adicionais para várias cidades no Brasil

No último ano, companhias aéreas em todo o mundo lançaram rotas adicionais para várias cidades no Brasil. Em novembro de 2018, a maior aérea do Brasil, a GOL, lançou novas rotas diretas do Brasil para Miami e Orlando. A Virgin Atlantic e a Norwegian Air também anunciaram novos voos diretos de Londres a São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente.

A American Airlines é a companhia aérea líder com rotas dos EUA para o Brasil, com voos diretos para São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Manaus.

Meta de aumentar o número de turistas estrangeiros

O Brasil tem implementado uma série de mudanças ao longo dos últimos anos visando aumentar o número de turistas que visitam o país.

Visitantes europeus desfrutam há algum tempo de isenção de visto para viajar ao Brasil e aqueles de alguns países vizinhos da América Latina podem circular livremente para dentro e fora do Brasil desde que tenham um cartão de identificação, sem a necessidade de passaporte.

Durante as Olimpíadas de Verão em 2016 no Rio de Janeiro, o Brasil eliminou temporariamente sua exigência para viajantes dos quatro países que agora são isentos de visto a fim de aumentar o turismo em torno do evento.

Em 2017, o país anunciou que visitantes desses quatro países não precisariam mais visitar um consulado ou embaixada para tirar vistos e ao invés disso poderiam solicitá-los online por uma taxa de 40 dólares.

De acordo com o Ministério de Turismo do Brasil, a mudança para o e-visa resultou em uma aumento de 35% no número de solicitações recebidas pelo departamento em 2018.

Muitos que vieram às Olimpíadas de 2016 indicaram vontade de visitar o Brasil novamente

Além disso, uma pesquisa conduzida pelo ministério revelou que 88% dos visitantes que vieram às Olimpíadas em 2016 indicaram vontade de retornar ao Brasil, principalmente se a política de isenção de visto continuasse.

A intenção do governo brasileiro é chegar a 12 milhões de turistas por ano até 2022. Caso consiga, praticamente terá dobrado o número de visitantes em comparação com o número atual, de 6,6 milhões.

A medida é unilateral. Dessa forma, os brasileiros que desejarem visitar os EUA, Canadá, Japão e Austrália precisam solicitar visto de entrada, conforme as regras vigentes em cada país.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!