Quarto voo será enviado à China para trazer japoneses

Até agora, o governo trouxe de volta 565 japoneses em três voos fretados de Wuhan, cidade epicentro do surto do novo coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Na imagem, avião da ANA chegando ao Aeroporto de Haneda em Tóquio na sexta-feira (31) com cidadãos japoneses evacuados de Wuhan (NHK)

Oficiais do Ministério de Relações Exteriores do Japão disseram que o próximo voo fretado para trazer japoneses da província de Hubei na China provavelmente será enviado no fim da outra semana.

Publicidade

O governo trouxe de volta 565 japoneses até agora em três voos fretados de Wuhan, cidade epicentro do surto do novo coronavírus.

Eles dizem que mais 140 pessoas indicaram o desejo de retornar ao Japão.

Entretanto, o governo enfatiza que mais coordenação é necessária com o governo chinês porque alguns têm dificuldade em se locomover até o aeroporto em Wuhan, já que eles não moram perto da cidade e outros (as) são casados (as) com pessoas de nacionalidade chinesa, as quais não têm permissão para sair.

Fonte: NHK World

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Organizadores negam cancelamento das Olimpíadas de Tóquio por causa do coronavírus

Publicado em 2 de fevereiro de 2020, em Sociedade

Rumores de cancelamento se espalharam no Japão após reportagens de que o Comitê Olímpico Internacional havia se reunido com a Organização Mundial da Saúde.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Os cinco anéis símbolo dos Jogos Olímpicos no museu em Tóquio (ilustrativa/PM)

Organizadores das Olimpíadas de Tóquio estão tentando acabar com rumores de que os Jogos de 2020 podem ser cancelados ou adiados por causa da propagação do novo coronavírus.

Publicidade

Até agora o Japão não reportou mortes em decorrência do coronavírus. Na China o número de óbitos chega a 300. Organizadores japoneses hesitaram em falar muito por vários dias, mas em 31 de janeiro eles endereçaram os rumores, assim como o Comitê Olímpico Internacional -COI, que também fez um pequeno pronunciamento.

As Olimpíadas começam em 24 de julho, daqui a poucos meses.

“Nunca discutimos o cancelamento dos jogos”, disseram organizadores de Tóquio em uma declaração ao Associated Press. “A Tokyo 2020 continuará a colaborar com o COI e organizações relevantes e reverá quaisquer contramedidas que possam ser necessárias”.

Rumores de cancelamento se espalharam no Japão com reportagens de que o COI, sediado na Suíça, se reuniu com a Organização Mundial da Saúde – OMS para discutir sobre o surto. A OMS declarou o vírus uma emergência global.

“As preparações para a Tokyo 2020 continuam como planejado”, disse o COI em uma declaração. “É uma prática normal para o COI colaborar com todas as principais agências das Nações Unidas, quando necessário, com a proximidade dos jogos e isso naturalmente inclui a OMS”.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, falando na semana passada para os líderes de 62 municípios, alertou sobre os perigos. O Japão também pediu aos seus cidadãos que não viajem à China.

“Devemos combater firmemente o novo coronavírus para contê-lo, ou vamos lamentá-lo”, disse ela.

Rumores se espalharam online com milhares de comentários no Twitter sob a hashtag em japonês “Olimpíadas de Tóquio Canceladas”.

O COI já enfrentou desafios como esse antes e tem seguro para tais possibilidades. Ele já cancelou Olimpíadas durante o tempo de guerra, e passou por boicotes em 1980 e 1984. Ele também realizou as Olimpíadas de Inverno de 2002 em Salt Lake City apenas meses após os ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos.

O vírus Zika, transmitido por mosquito, também lançou uma sombra na preparação para as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro.

O maior problema para as Olimpíadas poderia vir com eventos de qualificação na China e em outros lugares sendo cancelados ou adiados. Federações internacionais terão que reagendar eventos e atletas chineses poderiam representar desafios extras e verificação.

A World Athletics anunciou na semana passada o adiamento do Mundial Indoor de Nanjing, na China, até o próximo ano. O evento havia sido programado para 13 a 15 de março.

Temores de viagens e verificações certamente ficarão mais complicados se o surto continuar. Os 11 mil atletas que devem competir nas Olimpíadas de Tóquio também enfrentarão pressão para se manterem seguros.

Patrocinadores e redes de televisão que investiram bilhões de dólares também tentarão manter os jogos nos trilhos.

A demanda por ingressos para as Olimpíadas no Japão é sem precedentes, excedendo o fornecimento em pelo menos 10 vezes. Organizadores dizem que 7,8 milhões de ingressos estão sendo emitidos para os Jogos.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância