Sobe para 835 pacientes com coronavírus no Japão

Foram 17 novos casos confirmados na segunda-feira e também de mortes de pacientes.

Atualização na 3.ª feira (PM)

Com novas pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Hokkaido, Gunma, Niigata, Aichi, Shiga, Osaka, Hyogo e outras, o quadro até 7h de terça-feira (17) é de 835 pessoas. 

Publicidade

Houve aumento também de pessoas que morreram, somando 28.

Até a manhã de terça-feira são 643 pacientes recebendo cuidados nos hospitais. 

Veja o quadro por província.

Região Província N.º Infectados Mortes
Norte/Nordeste
Hokkaido 152 6
Miyagi 1
Akita 2
Fukushima 2
Kanto
Tochigi 2
Gunma 6
Saitama 29
Chiba 31
Tóquio 90 2
Kanagawa 55 3
Hokuriku
Niigata 19
Ishikawa 7
Koshin
Nagano 4
Yamanashi 2
Tokai
Shizuoka 3
Aichi 123 14
Gifu 2
Mie 8
Kinki
Shiga 3
Quioto 17
Osaka 108
Hyogo 82 2
Nara 8
Wakayama 15 1
Chugoku
Hiroshima 1
Yamaguchi 3
Shikoku
Tokushima 1
Ehime 2
Kochi 12
Kyushu/Sul
Fukuoka 3
Saga 1
Nagasaki 1
Kumamoto 6
Oita 1
Miyazaki 1
Okinawa 3
Voos fretados da China 14
Funcionários do governo 15
TOTAL DENTRO JAPÃO 835 28
Cruzeiro Diamond Princess 712 7
TOTAL DO JAPÃO 1.547 35
Fontes: News Digest e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pesquisadores japoneses descobrem que medicamento para asma ajuda pacientes com coronavírus

Publicado em 17 de março de 2020, em Sociedade

Um esteroide inalante para asma ajudou a melhorar as condições de saúde de três pacientes infectados pelo novo coronavírus. Saiba mais.

Mulher idosa em cama de hospital (ilustrativa/PM)

Pesquisadores japoneses descobriram que administrar um esteroide inalante para asma ajudou a melhorar as condições de saúde de três pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Publicidade

Os cientistas, principalmente do Hospital Ashigarakami da Província de Kanagawa, disseram em um relatório recente que eles esperam que a preparação medicamentosa seja útil em tratar pacientes infectados pela Covid-19.

“O agente poderia ser a primeira opção de escolha para indivíduos afetados pela pneumonia para ajudar a aliviar os sintomas o mais rápido possível”, disse Keisuke Iwabuchi, doutor no centro médico, durante uma entrevista ao jornal Asahi.

Todos os 3 pacientes eram do navio de cruzeiro Diamond Princess, que foi colocado em quarentena por 2 semanas em fevereiro na costa de Yokohama (Kanagawa).

Uma mulher na faixa dos 70 anos foi hospitalizada em 11 de fevereiro após sua infecção ter sido confirmada. Como a paciente se queixou de letargia e praticamente não conseguia sair da cama, um medicamento para HIV usado na China e em outros lugares foi administrado a partir do 4º dia de internação.

O tratamento só levou a aparentes efeitos colaterais incluindo intestino solto e falta de apetite, e os sintomas de pneumonia permaneceram. Os médicos pararam de usar o medicamento para HIV no 9º dia.

Após administrar um esteroide inalante conhecido como ciclesonida a partir do 10º dia, os médicos descobriram que a temperatura corporal começou a cair no 11º dia, permitindo à mulher caminhar dentro do quarto do hospital por conta própria no 12º dia.

Como uma melhora na condição da inflamação dos pulmões foi reportada e os resultados dos testes do vírus no 15º e 16º dias foram negativos, a mulher foi liberada do hospital no 18º dia.

Os outros dois pacientes, um homem na faixa dos 70 anos e uma mulher na faixa dos 60, foram hospitalizados em 16 de fevereiro.

Somente ciclesonida foi administrado a partir de seus quintos dias de hospitalização, eliminado a necessidade de oxigênio suplementar. Suas condições melhoraram tão dramaticamente que eles conseguiram comer todas as refeições servidas no hospital.

Como os dois pacientes ainda testaram positivo no 12º dia em 27 de fevereiro, o tratamento continuou, de acordo com o relatório.

Com base nas descobertas, o relatório descreve o ciclesonida como “tendo potencial de evitar que sintomas de pneumonia piorem consideravelmente”.

Enquanto nenhum efeito adverso foi reportado, os cientistas examinarão casos em outras instalações médicas juntamente com institutos como a Universidade Médica de Aichi para confirmar a eficácia do medicamento.

Entretanto, Iwabuchi, observou que o ciclesonida não deveria ser usado para tratar pacientes com condições amenas.

“O agente não deveria ser administrado sem devida consideração àqueles que simplesmente pegaram uma gripe, visto que isso poderia levar a um aumento no número de vírus resistentes a medicamentos”, disse ele.

Fonte: Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!