Austrália elimina coronavírus em muitas partes do país

‘Nós efetivamente atingimos a eliminação nesse momento em muitas partes do país’, disse o chefe médico executivo Brendan Murphy.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vista de Sydney, Austrália (PM)

A Austrália eliminou o novo coronavírus em muitas partes do país, disse seu diretor médico executivo nesta sexta-feira (12), abrindo o caminho para fãs de esportes retornarem em breve a estádios e para estudantes estrangeiros se prepararem para voar de volta às aulas.

Publicidade

O país registrou somente 38 casos do novo coronavírus na última semana, com viajantes voltando do exterior e já em quarentena contando por mais da metade deles, disse o chefe médico executivo Brendan Murphy.

“Nós efetivamente atingimos a eliminação nesse momento em muitas partes do país”, disse Murphy aos repórters.

O primeiro-ministro Scott Morrison anunciou no mês passado um plano de três estágios para remover grande parte das medidas de lockdown até julho.

Mas com o número de casos diminuindo de forma significativa, Morrison disse que restrições sobre aglomerações em ambientes internos seriam relaxadas em julho com multidões de até 10 mil pessoas permitidas em estádios com arquibancadas e um esquema experimental para permitir que estudantes estrangeiros retornem.

Detalhes para estudantes estavam sendo finalizados, mas seria exigida quarentena, disse ele.

O retorno de estudantes internacionais seria um impulso para universidades que enfrentam grandes prejuízos financeiros com as fronteiras fechadas.

A perspectiva de permitir estudantes internacionais de volta também reforça o pedido de Morrison para estados e territórios australianos reabrirem suas fronteiras internas.

Ele ficou frustrado pela relutância de certos estados em abrir as fronteiras e ele disse que se isso continuasse o reinício da educação internacional sofreria atraso.

“Se alguém não pode vir ao seu estado saindo de Sydney, então alguém não pode vir ao seu estado saindo de Singapura”, disse ele.

Mas o caminho para sair do lockdown foi complicado por manifestações em apoio ao movimento Black Lives Matter. Morrison disse que aglomerações no fim de semana passado que atraíram dezenas de milhares haviam atrasado o processo.

Uma manifestação estava programada para esta sexta-feira apesar de alertas de multas no local e prisões, e mais estão planejadas.

A Austrália registrou cerca de 7,3 mil casos de coronavírus e 102 mortes.

Fonte: Agência Reuters

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Tailândia diz que China e Japão estão interessados em ‘bolha de viagem’

Publicado em 12 de junho de 2020, em Ásia

Abertura seletiva das fronteiras entre nações próximas criaria uma zona segura para viajantes e ajudaria a retomar a economia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Praia de Nai Harn em Pukhet, Tailândia (PM)

A Tailândia disse que vários países, incluindo China e Japão, estão interessados em discutir sobre bolhas de viagem (travel bubbles), enquanto a nação considera protocolos para eventual retorno de turistas estrangeiros.

Publicidade

Pactos para tornar viagens mais fáceis durante a era Covid-19 devem ser discutidos em uma reunião da Associação de Nações do Sudeste Asiático – ASEAN em 26 de junho, disse Bansarn Bunnang, adjunto do premiê da Tailândia, aos repórteres na quinta-feira (11).

O primeiro-ministro Prayuth Chan-Ocha participará da reunião através de videoconferência, disse ele. Algumas regiões chinesas, assim como o Japão, Coreia do Sul, Vietnã e Nova Zelândia também mostraram interesse em explorar a possibilidade de bolhas de viagem, disse Bansarn em Bangkok.

A Tailândia, que é dependente de turismo, pode nesta sexta-feira (12) descartar grande parte das restrições domésticas restantes após relaxar seu lockdown nas últimas semanas após uma queda nos casos de coronavírus. O turismo local já recomeçou.

Ao mesmo tempo, um estado de emergência está em curso até o fim de junho, fronteiras estão restritas e a maioria dos voos internacionais está proibida.

Anteriormente, Prayuth disse que a Tailândia planeja criar bolhas de viagem através de acordos bilaterais designados a manter o novo coronavírus sob controle quando as fronteiras do país forem reabertas.

O turismo contava por cerca de um quinto da economia do país sobre algumas medidas antes da pandemia ter paralisado viagens. Bolhas com países julgados como tendo o vírus sob controle poderiam permitir que visitantes retornassem sem estarem sujeitos exigências de quarentena.

Veja esta:

Um milhão de voluntários ajudam a Tailândia a reduzir infecções pelo coronavírus

 

Fonte: Bloomberg

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância