Japão promulga lei para tornar vacina contra Covid-19 gratuita aos residentes

Governo japonês arcará com os custos completos das vacinações contra coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mulher sendo vacinada (ilustrativa/banco de imagens PM)

O parlamento japonês aprovou uma lei nesta quarta-feira (2) com a finalidade de cobrir os custos para os residentes serem vacinados contra o novo coronavírus, visto que esperanças aumentam pela chegada em breve de vacinas após relatos recentes de progresso em meio a um ressurgimento de infecções.

Publicidade

A Câmara dos Conselheiros aprovou de forma unânime um projeto de lei para revisar a atual lei de vacinação após o primeiro-ministro Yoshihide Suga ter prometido garantir imunizações para a população de cerca de 126 milhões do país no primeiro semestre do ano que vem.

O Japão concordou com a gigante farmacêutica dos EUA, a Pfizer, a firma americana Moderna e a britânica AstraZeneca para receber vacinas suficientes destinadas a 145 milhões de pessoas quando elas forem desenvolvidas com sucesso, separando um orçamento de ¥671,4 bilhões (US$6,4 bilhões) para o propósito.

Na corrida global acelerada para desenvolver vacinas com o intuito de combater a pandemia, a Pfizer e sua parceira alemã de desenvolvimento, a BioNTech SE, pediram recentemente aprovação da União Europeia após fazer o mesmo nos EUA e no Reino Unido.

A lei revisada não esclarece se o esquema incluirá residentes estrangeiros do Japão, mas oficiais do Ministério da Saúde disseram que elas sejam cobertas baseados em outras vacinações oferecidas gratuitamente.

O governo precisa coletar informações sobre a eficácia e segurança de vacinas sob desenvolvimento, visto que algumas delas empregam genes artificiais e outras tecnologias que ainda precisam ser usadas fora de um ambiente de laboratório.

Embora a lei revisada recomende fortemente que as pessoas sejam imunizadas, o governo permitirá que indivíduos recusem se a eficácia e segurança de vacinas não forem comprovadas suficientemente no momento da aprovação.

No caso de uma vacina causar graves efeitos colaterais, a lei revisada estabelece que o governo cubra gastos médicos e pensões por invalidez como parte de medidas de alívio e arque com danos em nome das fornecedoras das vacinas.

Parlamento japonês na manhã desta quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 (ANN News)

O secretário-chefe do Gabinete, Katsunobu Kato, principal porta-voz do governo, disse em uma coletiva de imprensa, “Realizaremos esforços para estabilizar um sistema a fim de administrar suavemente vacinas ao colaborar de perto com governos locais e profissionais da saúde”.

Municípios serão responsáveis pelo trabalho administrativo relacionado às vacinações, as quais serão bancadas pelo estado.

A Dieta também aprovou uma lei separada permitindo ao governo continuar além de fevereiro a quarentena de pessoas que testam positivo para o novo coronavírus na chegada ao Japão, estendendo a medida que teria fim após 1 ano.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Fogão é a maior causa de incêndio das residências

Publicado em 2 de dezembro de 2020, em Dicas Especiais

Com o frio as pessoas já estão usando aquecedores em casa, um dos aparelhos que causa incêndio, mas o pior dos vilões é o fogão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Chama do fogão a gás (Pixabay)

O inverno costuma ter dias com baixo índice de umidade, fácil de propagar o fogo quando começa o incêndio doméstico. Além disso, o uso do aquecedor elétrico ou a querosene pode ser outro fator que causa esse medonho incidente.

Publicidade

Nos últimos 10 anos o aparelho que mais causa incêndio é o fogão a gás. Segundo pesquisa realizada pelo Corpo de Bombeiros da região metropolitana os motivos são conforme o ranking abaixo.

  1. esquecer que está ligado, largar aceso: 38% 
  2. contato com outro material, como manga da roupa ou casaco: 17%
  3. acender sem querer: 10%

Por isso, a recomendação é de tomar muito cuidado com esse aparelho indispensável, principalmente quando for fazer fritura.

À esq. fogo na manga do pijama e à dir. ao tentar apagar o fogo da frigideira com água levanta-se uma coluna de chamas (JNN)

A segunda maior causa de incêndio é cigarro aceso. Muitos fumantes dormem sem apagá-lo. Em terceiro lugar é o incêndio criminoso e em quarto o aquecedor.

Além de todos os cuidados o Corpo de Bombeiros recomenda verificar a data de validade do extintor que toda casa deve ter. É muito útil, especialmente na ocorrência de chama no fogão. Jamais se deve jogar água se na panela tiver óleo, pois isso alastra ainda mais as chamas. 

Outro ponto muito importante é o alarme contra incêndio. Há vários casos de disparo desse alarme, o que ajuda a evitar a propagação pois as pessoas agem rapidamente para chamar pelo 119. Segundo os bombeiros, caso ainda não tenha é possível comprá-lo 1 a 2 mil ienes, movido a bateria, fácil de instalar. 

Fontes: Weather News e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência