Quarta-feira: 1,5 mil testados positivo e 43 mortes

Com os resultados desse dia o total cumulativo sobe para 451.103 pessoas infectadas na epidemia do país.

Imagem do CDC via Health Mil.

Na quarta-feira (17) fazia praticamente um mês que o Japão não tinha um resultado diário de 1.535 pessoas com confirmação da infecção pelo novo coronavírus, desde 18 de fevereiro (1.536).  

Publicidade

O resultado foi em 40 províncias, incluindo os 14 passageiros nos aeroportos. Foram 73 em Hokkaido e aumento em Miyagi, onde a situação é preocupante, com 107 testados positivo.

Foram 27 em Gunma, 30 em Tochigi e 40 em Ibaraki. Nas províncias sob estado de emergência foram 132 em Saitama, 91 em Chiba, 93 em Kanagawa e 409 em Tóquio.

Fukuoka teve 42 novos casos e em Okinawa foram 35. Foram 74 em Hyogo, 14 em Quioto, 147 em Osaka e 6 em Shiga.

Na região Tokai foram 9 em Shizuoka, 8 em Gifu, 6 em Mie e 48 em Aichi.

Infográfico mostra os dados de 4.ª feira das 40 províncias (NHK)

Foram registrados 43 óbitos no país, elevando o total cumulativo para 8.732 perdas.

Estão em tratamento 12.776 pacientes, dos quais 335 em estado grave. 

O total de pessoas recuperadas aumentou para 429.595.

Na segunda-feira (15) foram realizados 45.560 testes PCR.

O total da inoculação chegou a 437.485 doses até quarta-feira, em 1.505 instituições. Nesse dia foram vacinadas 78.294 pessoas, das quais 4.942 receberam a segunda dose.

Fontes: News Digest e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

China permitirá visitantes no país, mas apenas se tomarem vacina chinesa

Publicado em 18 de março de 2021, em Ásia

A China não aprovou qualquer vacina estrangeira e produziu quatro por conta própria.

Vacina chinesa Coronavac (ilustrativa/banco de imagens)

A China está determinada a relaxar restrições de fronteira para permitir que alguns visitantes entrem no país, mas somente se eles tiverem tomado vacinas contra Covid-19 produzidas no país.

Publicidade

A nação está fechada para a maioria dos estrangeiros desde março do ano passado a fim de frear a propagação do coronavírus, o qual a China controlou amplamente, impedindo a entrada de muitos que tinham trabalhos e familiares no país.

Contudo, embaixadas chinesas em várias nações, incluindo EUA, Índia e Paquistão emitiram avisos dizendo que o país abrirá solicitações de visto para selecionar pessoas que tomaram uma vacina produzida na China.

A embaixada chinesa nos EUA disse em uma declaração com data de 15 de março que começaria os procedimentos para “requerentes de visto inoculados com vacinas chinesas contra Covid-19”.

Isso se aplicaria a partir desta semana àqueles que visitam a China continental para retomada de trabalho, viagem de negócios ou para “necessidades humanitárias”.

Pequim está avançando com seu plano de imunização para sua vasta população com 4 vacinas produzidas nacionalmente aprovadas até agora. Contudo, nenhuma vacina estrangeira foi aprovada até agora.

A China também enviou suas vacinas para o exterior, visto que ela trabalha para conter críticas estrangeiras em relação à propagação inicial do coronavírus a partir de seu território.

A declaração da embaixada dos EUA disse que isso se aplica àqueles que tomaram duas doses da vacina ou de única dose pelo menos 14 dias antes de solicitar o visto.

Embaixadas chinesas em outros países incluindo Índia, Paquistão, Filipinas, Itália e Sri Lanka também publicaram declarações similares.

Aqueles que chegarem à China ainda terão que passar por uma dura quarentena de até 3 semanas.

Vacinas chinesas foram lançadas em varios países, incluindo Turquia, Indonésia e Camboja.

Fonte: Mail Online

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!