Ex-funcionária da Amazon diz que foi demitida por ir muito ao banheiro

Uma mulher disse que foi demitida de um depósito da Amazon no EUA após fazer muitos intervalos para ir ao banheiro.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um depósito da Amazon nos EUA (banco de imagens)

Uma mulher está acusando a Amazon de despedi-la de um de seus depósitos por fazer intervalos frequentes para ir ao banheiro, algo que ela atribui à Síndrome do Intestino Irritável- SIR.

Publicidade

Maria Iris Jennitte Olivero abriu um processo em junho no Tribunal Superior de Nova Jérsei, buscando compensação. No início deste mês, a Amazon respondeu no Tribunal Distrital dos EUA, tentando levar o caso para a corte federal.

A queixa de Olivero incluiu uma cronologia de seu tempo na companhia. Ela começou a trabalhar em julho de 2020.

Quando ela comunicou um gerente em novembro que tinha SIR e precisava usar o banheiro até 6 vezes ao dia, ele pediu à ela que pegasse o atestado de um médico. Na queixa pareceu que Olivero não havia feito isso.

Olivero disse então que em janeiro seu gerente afirmou que ela seria marcada por quebrar regras e que ela precisava de um atestado médico dentro de 5 dias. Mas segundo sua queixa, ela só conseguiria marcar consulta seis dias depois.

A ex-funcionária foi demitida cinco dias depois.

Ela acusa a companhia de discriminação contra alguém com doença e falha em adaptar sob a Lei Contra Discriminação de Nova Jérsei.

Olivero não especificou em seu processo o valor que ela estava buscando em compensação. Entretanto, a Amazon disse que a ex-funcionária estava esperando receber mais de US$75 mil, uma das razões pelas quais a companhia buscou mudar o caso para um tribunal federal.

Fonte: Business Insider

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Aichi: pedido de adiamentos das demais internações e das cirurgias

Publicado em 26 de agosto de 2021, em Sociedade

O governador disse que é necessário assegurar equipes médicas para o tratamento dos pacientes com Covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa dos leitos hospitalares (Nagoya TV)

Na quarta-feira (25), ao anunciar o total de testados positivo do dia, 1.815, o maior de toda a epidemia, o governador Hideaki Omura disse “é um número chocante”. 

Publicidade

Informou que solicitou a 78 hospitais que atendem pacientes com Covid-19, o adiamento temporário de internações e cirurgias, para assegurar equipes, considerando mais aumento de pessoas infectadas.

Também informou que está se preparando para abrir as chamadas estações de oxigênio temporárias, onde também precisará de mão de obra da área médica.  

É a primeira vez nesta epidemia que o governador solicita restrições no atendimento médico. 

Além do hotel alugado, próximo à estação de Nagoia, já em operação, para acomodar os pacientes assintomáticos e com sintomas leves, informou que providenciou um outro, o Toyoko Inn Mikawa-Anjo, próximo à estação do shinkansen, com 143 apartamentos.

Assim, a província tem no total 1.514 apartamentos em 5 locais diferentes. Atualmente 380 pacientes ocupam 4 desses hotéis. 

Fontes: Nagoya TV e Tokai TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância