Comissárias da Emirates são monitoradas e punidas por ‘estarem acima do peso’

Segundo ex-funcionárias, o peso delas era verificado com frequência e ela dizem que poderiam perder o emprego se estivessem ‘muito pesadas’.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Comissária na porta de aeronave da Emirates em Dubai (banco de imagens)

Ex-comissárias de bordo da Emirates afirmam que o peso delas era regularmente verificado pela companhia aérea e que poderiam perder o emprego se estivessem “muito pesadas”.

Publicidade

Algumas funcionárias teriam apenas duas semanas para perder os quilos extras, enquanto elas também poderiam ter cortes salariais se falhassem.

A Emirates se recusou a comentar sobre políticas específicas, mas disse que “estar em forma e saudável, tanto fisicamente como mentalmente, é um aspecto fundamental para funcionários realizarem suas tarefas de forma segura”.

Funcionários poderiam ser colocados no “Programa de Gerenciamento de Aparência” se eles fossem identificados pela “polícia do peso” ou se um colega “os reportassem”, de acordo com uma reportagem do site Insider.

Um ex-parceiro de negócios de recursos humanos que trabalhou para a Emirates por 5 anos disse que pessoas específicas recebiam planos de dieta e exercícios e se encontravam regularmente com o departamento de recursos humanos para avaliar o progresso.

Em circunstâncias extremas, elas poderiam ser “demitidas por estarem acima do peso”.’

Falando sobre as experiências de seus colegas, Karla Bayson, de 36 anos, que trabalhou na Emirates por 9 anos, disse que “se eles vissem umas gordurinhas saindo do uniforme, eles colocavam você para trabalhar em terra”.

A ex-comissária Maya Dukaric acrescentou, “se você não perdesse peso no período exato de tempo, você corria o risco de perder o emprego”.

Fonte: Metro UK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Turista passa mal durante mergulho experimental em Okinawa e morre

Publicado em 25 de janeiro de 2022, em Sociedade

Uma mulher passou mal durante a prática e pediu para parar. Foi socorrida mas não resistiu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Costa da vila de Onna, em Okinawa, na manhã de segunda-feira (QAB)

De acordo com a Guarda Costeira de Naha (Okinawa), uma mulher que estava fazendo uma experiência de mergulho, acompanhada de um instrutor, teve mal-estar, por volta do meio-dia e meia de segunda-feira (24).

Publicidade

Nesse momento, estavam a cerca de 430 metros do Porto de Pesca de Maekaneku, na vila de Onna. A informação passada pelo barco, ao 119, dizendo que “a mulher está espumando pela boca e estamos seguindo para o porto”.

Os paramédicos retiraram a mulher do barco e a levaram para o hospital, onde a morte foi confirmada.

Segundo a Guarda Costeira, a vítima foi identificada como japonesa, 栗原藤子, 56 anos, residente em Chiba. Ela estava a turismo em Okinawa e participou de um programa de mergulho junto com seus familiares, quando ocorreu o mal-estar.

Na ocasião, estaria treinando como respirar, já na água, quando se sentiu sufocada e pediu para parar, por isso, voltou ao barco com o instrutor. E depois, perdeu a consciência.

A Guarda Costeira está investigando as circunstâncias em detalhes.

Fontes:  NHK e QAB

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância