Estendido o período das medidas prioritárias em 13 províncias

O prazo da aplicação das medidas prioritárias nas 13 províncias terminaria em 13 deste mês, mas diante do elevado número de infectados, continua até março.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Reunião para beber depois do trabalho (Pixabay)

Foi decidida pela prorrogação do prazo da aplicação das medidas prioritárias nas 13 províncias, na reunião do comitê de prevenção à infecção pelo coronavírus do governo, na manhã de quinta-feira (10).

Publicidade

Assim, as Medidas Prioritárias para Prevenção da Propagação, cuja aplicação expiraria em 13 deste mês foi prorrogada até 6 de março.

Também foi aprovada a aplicação na província de Kochi, entre 12 de fevereiro e 6 de março. 

Na tarde de quinta-feira, o Primeiro-Ministro Fumio Kishida, fará o pronunciamento oficialmente. Com a inclusão de Kochi, são 36 províncias sob essa aplicação, a qual tem medidas restritivas.

13 províncias com prorrogação 

São Tóquio, Saitama, Chiba, Kanagawa, Gunma, Niigata, Gifu, Aichi, Mie, Kagawa, Nagasaki, Kumamoto e Miyazaki.

Infográfico: FNN

Daishiro Yamagiwa, ministro responsável pela revitalização econômica, destacou na reunião que, embora o número de novos infectados esteja diminuindo, o número diário continua alto. “Precisamos continuar a reduzir a carga do sistema médico”, explicou.

Quanto às medidas de prevenção à disseminação, cada governador especificará as cidades alvo e, a critério de cada um, o horário de expediente dos bares e restaurantes será reduzido, regulamentando o fornecimento de bebidas alcoólicas. Além disso, cada um decide sobre o número máximo de pessoas nos eventos. 

Outras até 20 ou 27 de fevereiro

Atualmente Hiroshima, Okinawa e Yamaguchi estão com aplicação até 20 deste mês, bem como Hokkaido, Aomori, Yamagata, Fukushima, Ibaraki, Tochigi, Ishikawa, Nagano, Shizuoka, Quioto, Osaka, Hyogo, Shimane, Okayama, Fukuoka, Saga, Oita e Kagoshima. 

Somente Wakayama seguirá até 27.

Fontes: Mainichi, Nikkei, FNN e Gov.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Crise das batatas afeta também a rede Mos Burger

Publicado em 10 de fevereiro de 2022, em Economia

Da mesma forma que aconteceu com a outra rede americana, duas vezes, desta forma a crise na logística e na produção de batatas afeta a cadeia Mos Burger.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Porção avulsa de batatas fritas está suspensa (FNN)

A rede de hamburgueria Mos Burger informou que a partir de quinta-feira (10) as vendas das porções de batatas fritas estão suspensas.

Publicidade

A empresa Mos Food Service, gestora da rede Mos Burger, anunciou que a suspensão afeta todas as 1.256 lojas em todo o país, sem informar quando voltarão, mas prevê a normalização das vendas em março.

Devido à crise na logística por causa da pandemia do coronavírus, os serviços de transporte via Vancouver, Canadá, estão atrasados. Além disso, a produção das batatas também foi afetada por causa das condições climáticas desfavoráveis.

Kit de batatas fritas com cebola continuam (FNN)

Informou que as vendas das batatas incluídas no Oni Potato (pacote com a cebola) e no Wai Wai Burger Set continuam normais.  

Em relação às batatas fritas, a rede McDonald’s Japan também suspendeu as vendas das porções de tamanho M e L de batatas, por duas vezes, mas voltaram à normalidade desde o dia 7.  

Fontes: FNN, JNN e RBB

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância