Ucrânia declara estado de emergência em meio à crise com a Rússia

O estado de emergência de 30 dias na Ucrânia permite às autoridades adotarem medidas de segurança intensificadas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ucrânia declara estado de emergência em meio à crise com a Rússia (banco de imagens)

A Ucrânia declarou estado de emergência e pediu a milhões de cidadãos que moram na Rússia para retornarem em meio a crescentes temores de guerra.

Publicidade

O estado de emergência de 30 dias permite às autoridades adotarem medidas de segurança intensificadas, incluindo impor toques de recolher se considerado necessário.

Isso ocorre quando tropas russas, ordenadas para irem a duas regiões mantidas por rebeldes, estariam se aproximando da fronteira da Ucrânia.

Moscou disse que as regiões separatistas no leste da Ucrânia haviam pedido suporte.

Países no Ocidente anunciaram uma série de sanções contra a Rússia desde quando ela destruiu um acordo de paz entre 2014 e 2015 para o leste da Ucrânia e reconheceu as chamadas repúblicas do povo de Luhansk e Donetsk como estados independentes.

As afirmações de Moscou de que tropas seriam enviadas para operações de “manutenção de paz” foram rejeitadas pelo secretariado geral das Nações Unidas.

A Rússia vem sustentando uma rebelião armada cruel no leste da Ucrânia pelos últimos 8 anos. Cerca de 14 mil pessoas – incluindo muitos civis – morreram em combates desde então.

Os EUA descreveram as mais recentes ações de Moscou como marco do início de uma invasão.

Temores de um ataque russo vêm aumentando há meses, com mais de 150 mil membros de tropas acumulados ao longo das fronteiras com a Ucrânia, de acordo com estimativas dos EUA.

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Aichi teve o maior número de mortes pela covid na quarta-feira

Publicado em 24 de fevereiro de 2022, em Sociedade

Os números mostram que as 3 províncias da região Tokai já passaram do pico, mas a taxa de uso dos leitos é preocupante em Aichi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (MaxPixel)

Na quarta-feira (23) a província de Aichi teve 6.042 novos casos de infecção pelo coronavírus, 549 a menos do que no mesmo dia da semana anterior.

Publicidade

As cidades com maior número foram: 1.981 em Nagoia, 260 em Toyota, 172 em Ichinomiya, 270 em Okazaki, 240 em Toyohashi, além de outras.

Conforme explicam os especialistas, após o pico o número de pacientes em estado grave e óbitos pode aumentar. Pela primeira vez, Aichi registrou 30 mortes de pacientes com covid. 

Províncias vizinhas

A província de Gifu teve 709 novos casos, sendo que 207 foram na capital homônima. Houve uma queda de 275 em relação ao mesmo dia da semana anterior. Foi confirmado um óbito. 

Em Mie foram 127 a menos do que na semana passada, fechando o dia com 755 novos casos, sendo o maior em Yokkaichi, com 126. Foram 2 mortes de pacientes com covid.

Em relação às taxas de ocupação dos leitos hospitalares, são 68% em Aichi, 56% em Gifu e 57% em Mie. 

Os números de pacientes gravemente enfermos são 50 em Aichi, 8 em Gifu e 3 em Mie.

Fontes: Nagoya TV, CTV e News Digest

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância