Demissões causadas pela pandemia no Japão passam de 130 mil

No ano fiscal de 2021, casos de tais demissões e términos de contratos aumentaram em cerca de 1.000 a 3.000 por mês.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

O número de casos cumulativos do Japão de demissões e não renovação de contratos devido aos efeitos da pandemia de covid-19 situou-se a 130.178, desde o dia 25 de março, mostrou um cálculo do governo na terça-feira (29).

Publicidade

No ano fiscal de 2021, casos de tais demissões e términos de contratos aumentaram em cerca de 1.000 a 3.000 por mês, mesmo após a altamente infecciosa variante ômicron ter começado a se espalhar rapidamente no Japão no início deste ano.

O ritmo de aumento desacelerou comparado ao ano fiscal de 2020, quando o crescimento mensal excedeu 10 mil em um ponto.

O ministério começou a compilar o cálculo em fevereiro de 2020.

Por indústria, o setor de fabricação registrou o maior número cumulativo de demissões e encerramentos de contratos, a 31.389 desde 25 de março.

Mais de 10 mil pessoas até agora foram demitidas ou não tiveram seus contratos renovados em cada um dos setores varejista, de restaurantes e acomodação.

De acordo com registros que remontam a 25 de maio de 2020, o número cumulativo de trabalhadores não regulares que foram demitidos ou não tiveram seus contratos renovados devido à pandemia chegou a 59.686.

Fonte: Jiji

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Avião do governo trará ucranianos refugiados para o Japão

Publicado em 30 de março de 2022, em Sociedade

O governo planeja permitir que refugiados ucranianos viajem ao Japão junto com o ministro da justiça em seu voo de retorno da Polônia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Força 1 japonês (Wikimedia/航空自衛隊)

O Japão está trabalhando em um plano que transportaria para o arquipélago, a bordo de um avião do governo, ucranianos que buscaram refúgio na Polônia, se eles assim desejarem, disseram fontes governamentais.

Publicidade

Vários ucranianos fugiram para a Polônia após a invasão russa.

O primeiro-ministro Fumio Kishida planeja enviar o ministro da Justiça Yoshihisa Furukawa para a Polônia como representante especial a bordo de uma aeronave do governo já nesta sexta-feira (1º).

O governo planeja permitir que refugiados ucranianos viajem ao Japão junto com o ministro da justiça em seu voo de retorno.

O ministério de Relações Exteriores está avaliando o número de ucranianos na Polônia que possam querer vir ao Japão.

Furukawa deve visitar a Polônia entre os dias 1º e 3 de abril. Ele planeja se encontrar com altos funcionários do governo polonês e examinar a situação do país que está acomodando os refugiados ucranianos.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência