Demissões causadas pela pandemia no Japão passam de 130 mil

No ano fiscal de 2021, casos de tais demissões e términos de contratos aumentaram em cerca de 1.000 a 3.000 por mês.

Ilustrativa (banco de imagens)

O número de casos cumulativos do Japão de demissões e não renovação de contratos devido aos efeitos da pandemia de covid-19 situou-se a 130.178, desde o dia 25 de março, mostrou um cálculo do governo na terça-feira (29).

Publicidade

No ano fiscal de 2021, casos de tais demissões e términos de contratos aumentaram em cerca de 1.000 a 3.000 por mês, mesmo após a altamente infecciosa variante ômicron ter começado a se espalhar rapidamente no Japão no início deste ano.

O ritmo de aumento desacelerou comparado ao ano fiscal de 2020, quando o crescimento mensal excedeu 10 mil em um ponto.

O ministério começou a compilar o cálculo em fevereiro de 2020.

Por indústria, o setor de fabricação registrou o maior número cumulativo de demissões e encerramentos de contratos, a 31.389 desde 25 de março.

Mais de 10 mil pessoas até agora foram demitidas ou não tiveram seus contratos renovados em cada um dos setores varejista, de restaurantes e acomodação.

De acordo com registros que remontam a 25 de maio de 2020, o número cumulativo de trabalhadores não regulares que foram demitidos ou não tiveram seus contratos renovados devido à pandemia chegou a 59.686.

Fonte: Jiji

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Avião do governo trará ucranianos refugiados para o Japão

Publicado em 30 de março de 2022, em Sociedade

O governo planeja permitir que refugiados ucranianos viajem ao Japão junto com o ministro da justiça em seu voo de retorno da Polônia.

O Força 1 japonês (Wikimedia/航空自衛隊)

O Japão está trabalhando em um plano que transportaria para o arquipélago, a bordo de um avião do governo, ucranianos que buscaram refúgio na Polônia, se eles assim desejarem, disseram fontes governamentais.

Publicidade

Vários ucranianos fugiram para a Polônia após a invasão russa.

O primeiro-ministro Fumio Kishida planeja enviar o ministro da Justiça Yoshihisa Furukawa para a Polônia como representante especial a bordo de uma aeronave do governo já nesta sexta-feira (1º).

O governo planeja permitir que refugiados ucranianos viajem ao Japão junto com o ministro da justiça em seu voo de retorno.

O ministério de Relações Exteriores está avaliando o número de ucranianos na Polônia que possam querer vir ao Japão.

Furukawa deve visitar a Polônia entre os dias 1º e 3 de abril. Ele planeja se encontrar com altos funcionários do governo polonês e examinar a situação do país que está acomodando os refugiados ucranianos.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!