Grupo leva 3 mil bichinhos de pelúcia para crianças refugiadas da Ucrânia

Cada bichinho de pelúcia tem uma mensagem de suporte de estudantes britânicos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Publicidade

Um grupo de 4 ingleses iniciou uma jornada para entregar milhares bichinhos de pelúcia, roupas infantis e outros suprimentos – e alguns sorrisos – a crianças refugiadas da Ucrânia.

Os quatro homens caridosos levaram um ônibus com 3 mil bichinhos de pelúcia até a fronteira da Ucrânia, tudo para trazer alegria às crianças que fugiram da guerra de Vladimir Putin.

David Fricker, de 39 anos, de Weston-super-Mafe, na Inglaterra, ficou comovido ao ver crianças chegarem somente carregando itens de necessidade básica enquanto se voluntariava em Budapeste.

O maquinista pegou licença não remunerada do trabalho e lançou o projeto “Teddy Busz” para lembrar aos pequenos “que deixaram tudo para trás que eles não estão sozinhos no mundo”.

Seus amigos, familiares, membros da comunidade local, empresas e escolas se empenharam em doar os brinquedos.

Cada bichinho vem com uma mensagem de suporte escrita pelas crianças locais.

“A coisa que mais me deixou triste na estação de trem foi ver as crianças chegando apenas com uma mochila escolar”, disse David.

“Esperamos alcançar alguma garantia para essas crianças que deixaram tudo para trás, que elas não estão sozinhas no mundo, que as pessoas em todo o mundo estão pensando nelas, e enviando o amor que crianças precisam nesses momentos”, disse ele.

Fonte: Metro UK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Síria prometeu 40 mil homens para o ataque russo na Ucrânia e já começaram a ‘trabalhar’

Publicado em 18 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Os soldados e mercenários que se candidataram para lutar pela Rússia veem uma oportunidade para ganhar bem, cerca de 70 vezes mais, ou para fugir para algum país da UE.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Soldados e mercenários da Síria ganham alto salário para lutar pela Rússia (Ukrinform)

De acordo com a inteligência militar da Ucrânia, há planos para transferir armas, equipamentos militares e outros recursos da Síria para a Rússia e Bielorrússia em um futuro próximo para apoiar as tropas de ocupação russas. O presidente da Síria, Bashar al-Assad, prometeu fornecer à Rússia 40 mil combatentes para a guerra na Ucrânia.

Publicidade

Mercenários contratados começam a chegar

Em 15 de março, cerca de 150 mercenários foram transportados para a Rússia através da base militar de Khmeimim, situada na Síria, para participar de operações de combate contra a Ucrânia.

À medida que vão sendo recrutados, promete-se aos mercenários que desempenharão exclusivamente funções de policiamento para restabelecer a ordem nos territórios ocupados. 

No entanto, informes têm chegado a candidatos sírios recentemente sobre os planos da Rússia de envolvê-los diretamente em operações de combate. Isso reduziu significativamente o espírito de luta dos sírios, observou a agência de inteligência.

Além disso, mais de 30 combatentes que foram feridos em batalhas contra defensores ucranianos chegaram recentemente à base militar de Khmeimim voltando da Rússia. Isso teve um impacto negativo no moral e na condição psicológica de alguns sírios, levando alguns deles a questionar. 

Alto salário, 70 vezes mais, e seguro para os mercenários sírios 

Houve até casos em que combatentes sírios se machucaram para evitar o destacamento. Ao mesmo tempo, alguns dos mercenários veem seu deslocamento para a Rússia e a Bielorrússia como uma chance de posteriormente desertar e fugir para algum país da UE-União Europeia. 

De acordo com o Observatório de Direitos Humanos, o salário mensal dos soldados na Síria é de US $15 a 35 ou cerca de 1.800 a 4.100 ienes. 

Mas, a Rússia está oferecendo US $1.100 ou cerca de 130 mil ienes para combater na Ucrânia.

O seguro oferecido é de 7 mil dólares ou 910 mil ienes para quem se ferir e 16,5 mil dólares ou cerca de 1,95 milhão de ienes à família enlutada, se morrer durante a guerra.

Fonte: Ukrinform

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância