Menor japonês é preso por tentativa de assalto em Aichi

O alvo foi um banco de cooperativa de crédito, em um horário que havia clientes.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Visitar o maior templo Budista do mundo ficará muito mais caro

Publicado em 7 de junho de 2022, em Ásia

A mais recente decisão sobre o preço da entrada causou indignação pública, tanto dentro como fora do país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Borobudur é uma das atrações mais populares da Indonésia. Na imagem, turistas em fila para entrar no templo (banco de imagens)

Visitar o maior templo budista do mundo está prestes a ficar bem mais caro.

Publicidade

O Borobudur, uma das atrações mais populares da Indonésia, será em breve sujeito a um massivo aumento de preço estipulado pelas autoridades do governo em um esforço para “preservar a riqueza histórica e cultural” no país.

“Concordamos em limitar a cota turística a 1,2 mil pessoas por dia a um custo de US$100 para turistas estrangeiros e 750 mil rúpias (US$71) para turistas nacionais”, anunciou o ministro de Coordenação para Assuntos e Investimento, Luhut Binsar Pandjaitan, em um post em sua conta oficial no Instagram no sábado (4). Atualmente, turistas estrangeiros que entram no local pagam US$25.

De acordo com as novas regras, estrangeiros precisarão estar acompanhados por um guia local durante todo o tempo enquanto visitam Borobudur.

Localizado perto da cidade de Yogyakarta na província de Java Central, acredita-se que Borobudur tenha sido construído no século 9 e preservado através de várias restaurações.

Ele foi listado como Pátrimônio Mundial da UNESCO em 1982 e atraiu dezenas de milhares de visitantes diariamente antes da pandemia de coronavírus.

Entretanto, a mais recente decisão sobre o preço da entrada causou indignação pública, tanto dentro como fora do país, com queixas sendo postadas nas redes sociais.

Um post diz que o preço é muito alto, enquanto outro reclama que apenas os ricos poderão visitar o templo no futuro.

Fonte CNN, NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência