Rússia diz que deixará Estação Espacial Internacional

A ISS está em órbita em torno da Terra desde 1998 e tem sido usada para conduzir milhares de experimentos científicos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A ISS, um projeto conjunto envolvendo 5 agências espaciais, está em órbita em torno da Terra desde 1998 (Wikimédia Commons)

A Rússia diz que deixará a Estação Espacial Internacional (ISS) após 2024 e construirá a sua própria.

Publicidade

Os EUA e a Rússia, junto com outros parceiros, têm trabalhado juntos com sucesso na ISS desde 1998.

Contudo, as relações ficaram conturbadas desde a invasão da Rússia à Ucrânia e o Kremlin anteriormente havia ameaçado deixar o projeto devido às sanções do Ocidente contra o país.

A NASA disse que ainda não havia recebido qualquer comunicado oficial sobre a intenção da Rússia de deixar o programa.

A ISS, um projeto conjunto envolvendo 5 agências espaciais, está em órbita em torno da Terra desde 1998 e tem sido usada para conduzir milhares de experimentos científicos.

Ele tem aprovação para operar até 2024, mas os EUA querem estender o prazo por mais 6 anos com o consenso de todos os parceiros.

Em uma reunião com o presidente russo Vladimir Putin, o chefe da Roscosmos, Yuri Borisov, disse que a agência espacial russa cumpriria suas obrigações com seus parceiros, mas que a decisão havia sido tomada para deixar o projeto após 2024.

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Situação de grave tensão médico-hospitalar em 17 províncias

Publicado em 27 de julho de 2022, em Sociedade

Essas 17 províncias estão com falta de profissionais da área médica por causa da infecção e os pacientes com outras doenças estão sendo afetados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Leito hospitalar (NHK)

A sétima onda de infecção pelo coronavírus parece estar desenfreada. Atualmente 17 das 47 províncias do Japão estão com taxa de ocupação dos leitos elevada, com índice de 50% ou mais, segundo a informação da secretaria do gabinete do governo, na terça-feira (26).

Publicidade

A tensão no sistema médico-hospitalar está se tornando grave, especialmente em Okinawa, onde a taxa já chegou a 82%, até segunda-feira (25). Isso já está afetando os cuidados médicos de forma geral, causando adiamentos de cirurgias e consultas.

Além disso, de acordo com a Agência de Gestão de Incêndios e Desastres do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações, o número de casos difíceis de transporte de emergência, em que o destino dos pacientes em atendimento emergencial não é decidido imediatamente, subiu para 6.035 em todo o país na semana até domingo (24), mais que o dobro desde o início deste mês.

Devido à rápida disseminação da infecção pelo coronavírus, médicos e enfermeiros testados positivo têm entrado em licença para tratamento, causando falta desses profissionais nas instituições.  

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar realizará uma reunião com organizações especializadas para discutir medidas futuras.

As províncias com as maiores taxas de ocupação dos leitos são:

  • 82% em Okinawa
  • 71% em Shizuoka
  • 69% em Kanagawa
  • 66% em Wakayama
  • 63% em Fukuoka
  • 62% em Kagoshima
  • 61% em Aomori
  • 60% em Kumamoto
  • 56% em Hyogo
  • 55% em Shiga
  • 53% em Nagasaki
  • 52% em Chiba e em Ishikawa
  • 51% em Hiroshima
  • 50% em Fukushima, em Gunma e em Saitama
Fontes: NHK e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência