As companhias aéreas mais seguras do mundo para 2023

Um estudo da AirlineRatings.com analisou 385 companhias aéreas para determinar a mais segura no mundo em 2023.

Uma aeronave da Qantas, a companhia aérea mais segura do mundo para 2023 (banco de imagens)

Neste mês, a AirlineRatings.com anunciou suas companhias aéreas mais seguras para 2023.

Publicidade

O estudo analisou 385 aéreas na liderança de segurança, inovação e lançamento de novas aeronaves.

De acordo com o comunicado de imprensa, o estudo analisou acidentes ao longo de 5 anos, incidentes graves em 2 anos, inspeções de órgãos governantes da aviação e associações líderes, idade da frota e análise de especialistas sobre treinamento de pilotos.

“Todas as companhias aéreas têm incidentes todos os dias, e muitos são problemas de fabricação da das aeronaves ou nos motores e não problemas operacionais. É a maneira como a tripulação lida com esses incidentes que determina uma boa companhia aérea de uma não segura”, disse o editor-chefe da AirlineRatings.com. Geoffrey Thomas.

A Qantas ficou na posição de topo no estudo. A maior companhia aérea da Austrália ultrapassou a vencedora do ano passado, a Air New Zealand, que neste ano ficou em segundo.

De acordo com a AirlineRatings.com a Qantas é considerada a companhia aérea mais experiente da indústria porque ela tem 100 anos de história operacional.

A Emirates ficou em 3º, seguida pela Etihad Airways.

Veja quais foram as 10 companhias aéreas mais seguras do mundo segundo a AirlineRatings.com:

  1.    Qantas
  2.    Air New Zealand
  3.    Etihad Airways
  4.    Qatar Airways
  5.    Singapore Airlines
  6.    TAP Air Portugal
  7.    Emirates
  8.    Alaska Airlines
  9.    EVA Air
  10.    Virgin Australia/Virgin Atlantic
Fonte: CNBC

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Porto pesqueiro em Aichi repleto de milhares de peixes

Publicado em 17 de janeiro de 2023, em Sociedade

O que se vê nas águas do porto é um cardume gigantesco como os vistos nos rios, mas junto vieram outros seres.

Cardume nas águas de um porto em Aichi (FNN)

Uma telespectadora da FNN gravou um vídeo e enviou as imagens para a emissora, na sexta-feira (13), relatando que conseguiu pegá-los facilmente com as mãos pois são “centenas de milhares de peixes”.

Publicidade

As imagens mostram os milhares de peixes em uma pequena área nadando freneticamente, por isso um repórter foi enviado ao local no domingo (15), um porto pesqueiro em Minamichita (Aichi).

No porto pesqueiro onde a telespectadora gravou as imagens já não se viu mais a presença do cardume. A reportagem seguiu para outro porto a um quilômetro de distância, o de “Morozaki, onde há um cardume de tainhas”, indicou um pescador. 

O repórter relata que ficou impressionado com a quantidade de tainhas. Ele também conseguiu pegar uma com as mãos, de cerca de 15 centímetros. Uma residente local lhe disse que se trata de filhote de tainha.

Repórter pegou um peixe facilmente com as mãos (FNN)

Uma outra residente local disse para a reportagem que “no começo pensou que o mar estava cheio de algas, mas quando se aproximou viu que era um cardume”.

Diferente dos outros locais como Hamamatsu (Shizuoka) e Nagoia (Aichi), onde também foram vistos os cardumes, mas no rio, nesse porto outros seres se aproximam em grande quantidade por causa deles. São as aves oceânicas que estão se fartando, pois se alimentam dos peixes.

“Esse cardume procura um local com água com uma temperatura um pouco mais elevada, por isso, vão para os rios, canais e portos”, avaliou Haruyuli Ikuta, especialista do Hekinan Seaside Aquarium.   

Ele acha que em algum momento esse cardume deixará retornará ao oceano. 

As aves oceânicas aos montes se alimentam dos peixes (FNN)

Fonte: FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros