Massa de ar mais fria deste inverno atingirá o Japão a partir de terça-feira

A agência de meteorologia pede às pessoas que se preparem para a neve pesada e baixas temperaturas o mais rápido possível.

Residentes que moram em áreas onde neve pesada está prevista devem evitar sair se possível (NHK)

A Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) alerta que a massa de ar mais fria deste inverno deve trazer neve pesada para a costa do Mar do Japão e algumas áreas do lado do Pacífico do país a partir de terça-feira (24).

Publicidade

A AMJ está pedindo às pessoas que se preparem para a neve pesada e baixas temperaturas o mais rápido possível.

A neve começará a cair antes do amanhecer de segunda-feira (23) nas regiões de Chugoku, Shikoku e Tokai. Também haverá acúmulo de neve em áreas baixas.

Uma massa de ar frio fluirá para o oeste e leste do Japão entre terça-feira e quarta-feira (25). Ela será 15 graus mais fria do aquelas que geralmente são observadas nessa época do ano.

Segundo a AMJ, a massa de ar frio trará neve pesada e forte ventania para a costa do Mar do Japão do norte ao oeste do arquipélago.

Nas 24 horas até a noite de terça-feira, o acúmulo de neve na região Tohoku deverá ser de 40 a 60cm e em Hokuriku, Niigata, Tokai, Kinki e Chugoku de 20 a 40cm. Em Kanto-Koshin e norte de Kyushu o acúmulo poderá ser de 10 a 20cm.

Nas 24 horas até a noite de quarta-feira, um acúmulo de neve de 70 a 100cm está previsto em Niigata, de 60 a 80cvm nas regiões Tohoku e Hokuriku, e de 50 a 70cm em Kanto-Koshin, Tokai, Kinki e Chugoku. Shikoku e o norte de Kyushu podem ter acúmulo de 20 a 40cm e o sul de Kyushu de 10 a 20cm.

A AMJ diz que ventos vão se intensificar em todos o país e ondas ferozes devem se formar ao largo das costas leste e oeste do Japão, assim como em Okinawa e Amami.

Na manhã de quarta-feira, as temperaturas podem cair para -11 graus em Sapporo (Hokkaido), -8 graus em Nagano, -6 graus em Sendai (Miyagi) e -3 graus em Tóquio.

A agência de meteorologia alerta que tempestades de neve podem interromper serviços de transporte e causar apagões. Encanamentos também podem congelar. Residentes que moram em áreas onde neve pesada está prevista devem evitar sair se possível.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Alphabet, dona do Google, anuncia corte de 12 mil trabalhadores

Publicado em 21 de janeiro de 2023, em Notícias do Mundo

A Alphabet é a mais recente empresa de tecnologia a eliminar pessoal enquanto o auge econômico que a indústria desfrutou durante a pandemia da covid-19 diminuiu.

A Alphabet, dona do Google, disse que empregava cerca de 187 mil pessoas (ilustrativa/banco de imagens)

A Alphabet, dona do Google, está demitindo 12 mil funcionários, ou cerca de 6% de sua força de trabalho, tornando-se a mais recente empresa de tecnologia a eliminar pessoal enquanto o auge econômico que a indústria desfrutou durante a pandemia da covid-19 diminuiu.

Publicidade

O CEO Sundar Pichai informou funcionários na sexta-feira (20) na gigante do Silicon Valley sobre os cortes em um email que também foi publicado no blog de notícias da companhia.

As demissões se acrescentam a dezenas de milhares de outros cortes de empregos recentemente anunciados pela Microsoft, Amazon, a dona do Facebook, Meta, e outras companhias de tecnologia, enquanto elas apertam seus cintos em meio a uma perspectiva obscura para a indústria.

Só neste mês houve pelo menos 48 mil cortes de empregos anunciados por grandes empresas no setor.

Em um registro regulatório no fim do ano passado, a Alphabet disse que empregava cerca de 187 mil pessoas.

Haverá cortes nos EUA e em outros países, de acordo com a carta de Pichai.

No início desta semana, a Microsoft anunciou um corte de 10 mil pessoas, ou cerca de 5% de sua força de trabalho.

A Amazon disse que estava eliminando 18 mil empregos, embora seja apenas uma fração de sua forte força de trabalho de 1,5 milhão.

A Meta, dona do Facebook, está cortando 11 mil posições, ou 13% de seus trabalhadores, enquanto a fabricante de software de negócios Salesforce está demitindo cerca de 8 mil funcionários, ou 10% do total.

Elon Musk, eliminou empregos no Twitter após ele ter adquirido a plataforma de mídia social no outono passado.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros