Polícia do Japão está à procura de pessoa que enviou ameaças de bomba e morte a escolas

As ameaças foram enviadas por fax a escolas do ensino médio e universidades no início desta semana de um número registrado em Tóquio.

Sala de aula (ilustrativa/banco de imagens)

A polícia japonesa está à procura de uma pessoa que enviou ameaças de bomba e morte a centenas de escolas, levando a fechamentos apressados.

Publicidade

As ameaças foram enviadas por fax a escolas do ensino médio e universidades no início desta semana de um número registrado em Tóquio.

Nenhum explosivo foi encontrado em prédios de escolas, de acordo com a polícia, e não houve relatos de ataques contra estudantes e funcionários até agora.

Ameaças de bomba são raras no Japão, que é conhecido por sua baixa taxa de criminalidade.

A primeira onda de mensagens começou na segunda-feira (23), chegando a escolas e universidades em todo o país. Em uma província, Saitama, mais de 170 escolas receberam ameaças de bomba, disseram autoridades.

A mídia local divulgou que uma mensagem afirmava que mais de 330 bombas haviam sido plantadas.

Algumas reportagens disseram que as mensagens exigiam quantias que variavam de ¥300 mil a ¥3 milhões.

Na terça-feira (24), mensagens que ameaçavam matar estudantes e professores com armas de fabricação caseira foram enviadas do mesmo número a escolas do ensino médio em várias províncias incluindo Osaka, Saitama e Ibaraki.

As ameaças viram muitas escolas no Japão fechando as portas como precaução, embora a maioria tenha reaberto nesta quinta-feira (26).

Máquinas de fax ainda são comumente usadas no Japão.

Fonte: BBC

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

JAF: mais de mil atendimentos em Tokai relacionados à neve

Publicado em 26 de janeiro de 2023, em Sociedade

As equipes da JAF trabalharam arduamente para atender os motoristas que tiveram problemas relacionados à neve, seja de encalhe ou derrapagem.

Socorrista da JAF (Nagoya TV)

Uma das piores frentes frias assolou o Japão nos últimos dias, especialmente até quarta-feira (25). Com a nevasca em alguns locais e queda de neve em outros, os números dos veículos que apresentaram problemas foram elevados.

Publicidade

Na província de Fukui, das 16h de terça-feira às 9h de quarta-feira a polícia contabilizou 161 ocorrências de veículos que derraparam na neve e causaram um acidente e outros que caíram nos campos de arroz.

Kei derrapou e caiu no campo de arroz na cidade de Fukui (Fukui Shimbun)

A JAF de Fukui teve que pedir reforço para Aichi, pois não vencia prestar socorro de tantos casos.

Na região Tokai não foi diferente. A central de atendimento da JAF não parou de receber pedidos de socorro. O serviço de socorristas atendeu 1.228 casos até as 17h de quarta-feira.

Um deles, de um homem cujo caminhão ficou atolado e não conseguia sair, o trabalho foi árduo. Inicialmente, o funcionário da JAF teve que pegar uma pá para remover a neve acumulada ao redor do caminhão.

Socorrista da JAF perto do caminhão enterrado na neve (Nagoya TV)

Conectou um cabo para puxá-lo porque continuou atolado. Mas, depois de tanto insistir conseguiu fazer com que o caminhoneiro saísse para trabalhar. A jornada nesse socorro levou uma hora e meia.

Antes de mais nada o funcionário da JAF removeu a neve acumulada (Nagoya TV)

Muitos motoristas chamaram a JAF porque o carro derrapou e caiu nos campos de arroz ou em locais complicados fora da pista. 

O maior número de atendimentos foi em Aichi, de 1.228 casos. Em Mie foram 499 e em Gifu a soma foi de 138 prestações de socorro.

Fontes: Fukui Shimbun e Nagoya TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros