Regaleco é encontrado em uma ilha considerada Patrimônio Mundial

Um homem residente na ilha encontrou um regaleco na foz de um rio, o qual mede 4,1 metros.

Na foz do rio, o residente local mostra o regaleco encontrado (TNC)

De acordo com as informações da Prefeitura de Munakata (Fukuoka), por volta das 16h de 26 de janeiro, um morador descobriu um regaleco, o peixe das águas profundas, perto da foz do rio Shimi, no distrito e ilha de Oshima Miyazaki, pertencente a Munakata.

Publicidade

Essa ilha é considerada Patrimônio da Humanidade, desde 5 de janeiro de 2009, pelos sítios históricos da antiguidade e também pela fauna e flora que só existem ali.

O regaleco encontrado já estava morto, mas ainda bem conservado, com sua barbatana dorsal vermelha e um longo corpo prateado. O tamanho é de 4,1 metros e é considerado adulto.

Segundo o homem que o encontrou, o regaleco estava coberto de areia e havia sangue ao redor. 

A prefeitura informou que o regaleco, raro de ser encontrado na superfície, será descartado. 

Diz a lenda que o surgimento do regaleco na superfície é presságio de terremoto, mas não ocorreu nenhum depois de 26 nas imediações de Fukuoka.

Homem de braços abertos para mostrar o tamanho do regaleco (TNC)

Fonte: TNC

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Centenas de baiacus mortos na praia

Publicado em 30 de janeiro de 2023, em Sociedade

Esses baiacus mortos têm sido vistos em diversas praias do Japão. Saiba da possível causa.

Baiacus mortos na praia em Ishikawa (MRO)

Sob a neve de sexta-feira (27), a reportagem da MRC foi até a praia da cidade de Kahoku (Ishikawa), após ter recebido a informação sobre centenas de baiacus mortos na areia. 

Publicidade

E esse não foi o primeiro caso ocorrido no litoral do Mar do Japão, pois já foram confirmados em Niigata em 13 de janeiro, uma semana depois em Toyama, mas também em Fukui, Akita, Yamagata e outras províncias.

Baiacu, o toado estrelado, encontrado em uma das praias de Niigata (Gov. Niigata)

Nesse local havia pelo menos 500 deles espalhados pela areia. Segundo informações do governo local, foi a primeira vez que se vê esse fenômeno. 

As pessoas compartilharam informações nas redes sociais alertando para não recolher os baiacus e levá-los para casa com a finalidade de prepará-lo para comer, já que têm uma toxina mortal.

O que foi encontrado na costa do Mar do Japão é o toado estrelado (hoshi-fugu) é um baiacu da família Tetraodontidae, que costuma habitar os oceanos subtropicais em todo o mundo. 

Acredita-se que foram trazidos para o Mar do Japão pela Corrente de Tsushima, segundo análise de um especialista do Aquário Uozu.

“Uma coisa que consigo pensar é que o cardume de toado estrelado, essa variedade de baiacu, por alguma razão, veio e enfraqueceu durante este inverno, quando a temperatura da água caiu. Uma coisa que posso supor é que eles não aguentaram o frio e chegaram a morrer”, explicou Tomoharu Kimura, o especialista.

Os pontos pretos na praia sob a neve são os baiacus mortos (MRO)

Fontes: MRO, Gov. Niigata, Tulip TV e MRO

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!