Hotéis no Japão aumentam preços com retomada de viagens domésticas e internacionais

Valores durante a Golden Week aumentaram mais de 50% em muitos casos.

Retomada de viagens domésticas e internacionais faz hotéis cobrarem mais caro pelas estadas (ilustrativa/banco de imagens)

Os preços de estadas em hotéis no Japão estão subindo com a retomada nas viagens domésticas e turismo estrangeiro, embora a atual escassez de mão de obra do país tenha levantado preocupações com o oferecimento de quartos disponíveis.

Publicidade

O site Asia Nikkei entrevistou 50 hotéis com mais de 100 quartos de hóspedes em 5 principais cidades japonesas: Sapporo, Tóquio, Quioto, Osaka e Fukuoka. Eles foram solicitados a comparar a taxa média diária (ADR) para 29 de abril, o 1º dia do feriado de Golden Week, com aquela de 1 ano atrás.

Cada cidade apresentou um forte aumento nas taxas, e nenhum entrevistado registrou queda. Cerca de 20% dos hotéis reportam aumento de 10% a 40%, com 60% dizendo que a ADR subirá pelo menos 50%.

Uma recuperação no turismo doméstico contribui para a tendência. Uma localidade da rede MyStays Hotel perto da estação de Sapporo disse na pesquisa que ela já está perto da capacidade para a Golden Week, com as famílias sendo a força motriz.

A agência de viagens JTB estima que o número de viajantes domésticos para um período estendido de Golden Week de 25 de abril a 5 de maio aumentará em 2% comparado a 2019, alcançando um recorde.

Uma retomada no turismo estrangeiro também alimenta a maior ocupação e taxas de acomodações.

Um hotel em Tóquio disse que a recuperação no número de visitantes ao Japão, principalmente de países asiáticos, tem sido marcante. No Hotel Yaenomidori na capital, hóspedes estrangeiros no primeiro dia da Golden Week estão contando por 64% das reservas.

Fonte: Asia Nikkei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão aprova primeira pílula abortiva

Publicado em 22 de abril de 2023, em Sociedade

Espera-se que o medicamento ‘Mefeego’ seja uma nova opção que poderia aliviar o estresse físico e mental sobre a mulheres.

O Mifegymso (Mefeego), medicamento desenvolvido pela farmacêutica britânica Linepharma International (NHK)

Um painel do Ministério da Saúde aprovou na sexta-feira (21) a fabricação e comercialização de uma pílula abortiva no Japão pela 1ª vez, abrindo o caminho para sua autorização formal e vendas já nesta primavera.

Publicidade

Visto que abortos nos estágios iniciais de gestações no Japão são atualmente limitados a procedimentos cirúrgicos, espera-se que o medicamento “Mefeego” desenvolvido pela farmacêutica britânica Linepharma International seja uma nova opção que poderia aliviar o estresse físico e mental sobre a mulheres.

O medicamento pode ser usado para encerrar gestações de até 63 dias, ou 9 semanas, e é produzido a partir de uma combinação de mifepristona, que bloqueia um hormônio da gravidez, e misoprostol, que estimula contrações uterinas.

De acordo com um ensaio doméstico com 120 mulheres que optaram pelo aborto, em 93% dos casos o medicamento foi eficaz dentro de 24 horas após ingestão.

Embora 59% das mulheres tenham apresentado sintomas como dores abdominais ou vômito, eles foram leves ou moderados. Houve 4 casos de sintomas graves, como sangramento abdominal e infecção bacteriana.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) inclui o medicamento na lista daqueles essenciais para aborto. Ele está disponível em 80 países, de acordo com a Linepharma.

O Mefeego não será coberto pelo seguro nacional de saúde do Japão.

Fonte: Mainichi, Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!