Tufão Haishen: 2 vítimas fatais, quase 100 feridos e 4 desaparecidos

Os levantamentos feitos pelas mídias até a manhã de terça-feira mostram as vítimas pela aproximação do tufão de número 10.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Deslizamento em Miyazaki (NHK)

O 10.º tufão do ano causou danos por onde passou sobre Kyushu. Segundo levantamento da NHK, até 8h de terça-feira (8), são 96 pessoas feridas e 4 ainda estão desaparecidas, pelo deslizamento que engoliu uma casa no vilarejo Shiiba (Miyazaki). As buscas continuam.

Publicidade

Em relação ao número de mortos, a NHK informou que foi uma pessoa de Kagoshima. Os demais veículos da imprensa informaram que foram 2, sendo uma mulher de 77 de Kagoshima e um homem de 53 anos de Saga.

As pessoas feridas, com lesões leves e graves são Kyushu, Chugoku, Shikoku e Kinki.

  • 17 de Fukuoka 
  • 16 de Kumamoto
  • 12 de Kagoshima
  • 8 de  Nagasaki
  • 7 de Miyazaki
  • 6 de Saga
  • 3 de Oita, somando 69 em Kyushu
  • 7 de Yamaguchi
  • 2 de Hiroshima
  • 1 de cada em Okayama e Shimane, somando 11 em Chugoku 
  • 7 de Tokushima
  • 1 de Ehime, somando 8 de Shikoku 
  • 8 em Hyogo, de Kinki

Os danos materiais ainda não foram todos levantados, mas a informação da Kyushu Electric Power é de que no pico foram pelo menos 476 mil pontos com apagão. Ainda uma parte de Kagoshima e Nagasaki está sendo trabalhada para recuperação do fornecimento de energia elétrica.

Fontes: Nishi Nippon, FNN e NHK

 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Governo planeja abrandar regra relacionada ao coronavírus para permitir mais pessoas em eventos

Publicado em 8 de setembro de 2020, em Sociedade

Abrandamento pode ocorrer em meio a sinais de que casos de coronavírus estão diminuindo a nível nacional, disseram fontes do governo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma das entradas do Kyocera Dome, estádio de beisebol em Osaka. O local tem capacidade para cerca de 36 mil pessoas  (banco de imagens PM)

O Japão planeja abrandar uma regra que limita a dimensão de multidões em eventos de esportes profissionais, musicais e outros no fim deste mês em meio a sinais de que casos de coronavírus estão diminuindo a nível nacional, disseram fontes do governo.

Publicidade

Sob a atual regra, locais de eventos têm permissão para manter até 50% de sua capacidade ou até um total de 5 mil pessoas. O governo está considerando descartar o limite de 5 mil pessoas já em 19 de setembro, disseram as fontes.

O plano será discutido quando um painel de especialistas se encontrar na sexta-feira (11).

O abrandamento da regra ocorre como parte dos esforços do governo em reavivar a economia afetada pela pandemia. A medida coincidiria com um feriado de 4 dias no Japão com início em 19 de setembro.

O ministro da revitalização econômica, Yasutoshi Nishimura, disse no mês passado que o governo poderia relaxar a restrição antes do fim de setembro se o número diário de novas infecções diminuir substancialmente.

Operadoras de eventos e espectadores terão que passar por medidas rigorosas para prevenir o ressurgimento do vírus e a propagação da influenza sazonal, disseram as fontes.

Inicialmente, o governo planejou abrandar o limite em 1º de agosto, mas foi posteriormente estendido até o fim do mês e então até o fim de setembro porque o país enfrentou dificuldades para conter o vírus.

Na reunião de sexta-feira, especialistas da saúde também poderão discutir se o governo pode acrescentar viagens de e para Tóquio a sua campanha de subsídio de viagem, de acordo com as fontes.

Tais viagens de e para Tóquio foram excluídas da controversa campanha Go To Travel, lançada em julho para reavivar a indústria turística doméstica, visto que a capital tem registrado o maior número de casos de infecções diárias do que outras partes do país.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades