Felicidade: é possível alcançar?

Felicidade pode ser um estado de espírito passageiro ou duradouro? Como encontrar? Será que sou feliz e não percebi?

A busca pela felicidade (ilustrativa)

Tanto a filosofia quanto a psicologia afirmam que a felicidade é um dos principais propósitos dos seres humanos. De acordo com as experiências de vida e as suas expectativas, cada pessoa entenderá, de maneiras diferentes, o que seria a felicidade para si. Porém, de um modo geral, a felicidade é um estado emocional não contínuo, ou seja, não é uma condição que acontece o tempo todo sem intervalos.

Publicidade

Por exemplo, a felicidade ligada ao trabalho vem como consequência e não como processo. Enquanto você trabalha, por mais que faça aquilo que gosta, sempre haverá algo de que não gosta que deverá ser feito. Por exemplo, um vendedor pode amar atender os clientes, mas não gosta de arrumar o estoque; ou uma dona de casa que adora cozinhar, mas não gosta de lavar a louça depois; ou um trabalhador de fábrica de autopeças que gosta da sua atividade laboral, mas não gosta de acordar cedo.

Esta é a vida real e na vida real a felicidade não está presente o tempo todo para ninguém, até porque seria extremamente cansativo para o aparelho psíquico estar no modo alegre, entusiasmado e fervilhando de dopamina (conhecido como hormônio da felicidade) o tempo inteiro!

É como se alguém estivesse de férias o tempo todo! À primeira vista, seria maravilhoso, mas não é bem assim. O ser humano precisa se sentir útil, conquistar e produzir. Sentir que possui algo conquistado com seu suor, mas para isso, paga-se o preço de ter que lidar com momentos não tão prazerosos assim.

Sendo assim, acredito que fique mais fácil compreender por que a felicidade ligada ao trabalho, por exemplo, chega a todos nós como consequência e não como processo.

Outro ponto importante sobre a felicidade é você saber que existe a felicidade que você deve se esforçar para alcançar e aquela que vem sem esforço.

A felicidade por esforço é aquela que você trabalha, luta, abre mão de coisas que você gosta durante o processo, sabendo que “lá na frente” colherá frutos ou realizará seu sonho, como uma viagem especial ou a compra da sua casa própria.

A felicidade sem esforço são aqueles flashes de alegria no dia a dia que acontecem por acaso ou que são mais fáceis de você realizar, por exemplo, quando você tem a chance para sair com alguém de você gosta para tomar um sorvete e jogar conversa fora; ou quando você admira um lindo pássaro que pousa na sua janela enquanto você almoça; ou se você, ao dirigir, percebe o horizonte com um lindo por do sol à sua frente e começa a admirar.

Então, além da felicidade ser breve e descontínua, ora conquistada, ora gratuita, há algo dentro de você que determinará o que é felicidade ou não.

Tem pessoas que podem ver mil pássaros e não sentem nada; outras, mesmo comprando uma casa também não conseguem perceber a felicidade implicada nisso porque estão emocionalmente ligadas a outras coisas desprazerosas da sua vida.

Por isso, falar sobre a felicidade sempre será um desafio, pois para que ela exista na sua vida, você também tem que estar receptivo à ela.

A felicidade por si só não existe. É preciso que alguém a sinta.

Psicóloga Flavia Shiroma de Paula

Se você deseja iniciar um processo de psicoterapia, não hesite em entrar em contato. Cuide sempre as sua saúde mental.

WhatsApp - Instagram

Os textos publicados nesta página não refletem necessariamente a opinião do Portal Mie, são de criação e responsabilidade do autor Psicóloga Flavia Shiroma de Paula

Flavia Shiroma de Paula (CRP 14/09688) – Psicóloga graduada pelo Centro Universitário Unigran Capital e pós-graduanda em Psicanálise pelo ESPE. Residiu no Japão por 10 anos. Atualmente realiza palestras para pais, alunos e professores e oferece atendimento clínico nas modalidades presencial
ou online.

Para solicitar informações sobre atendimentos:
Instagram: @psi.flaviadepaula (toque para abrir)
WhatsApp: +55-67-996707381 (toque para conectar)

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Subaru suspende produção nas 3 plantas por causa do acidente fatal com trabalhador

Publicado em 17 de fevereiro de 2024, em Acidentes, Economia

Um trabalhador morreu por causa de um acidente em uma das plantas e a Subaru decidiu suspender a produção para priorizar o atendimento à família enlutada.

Reprodução do logo da Subaru (Wikimedia)

A montadora Subaru paralisou a produção na sexta-feira (16), nas 3 plantas da província de Gunma, por causa do acidente que matou um trabalhador da fábrica de Yajima, na cidade de Ota.

Publicidade

Nessa planta onde ocorreu o acidente fatal no final da tarde de 13 deste mês, são produzidos os carros finalizados. O trabalhador morreu após ser esmagado por um molde que desabou.

A Delegacia de Polícia de Ota anunciou na sexta-feira que foi realizada uma autópsia médico-legal, a qual apontou que a causa da morte do funcionário foi por asfixia. Ele tinha 60 anos e morava na cidade de Ota.

Por causa desse acidente a Subaru decidiu suspender a produção para verificar as instalações, inclusive de outras plantas, e também priorizar o atendimento à família enlutada e aos funcionários.

As plantas com produção suspensa são as da matriz e a de Yajima, ambas em Ota, e também a de Oizumi.

O cronograma de retorno da produção não foi definido, pelo menos até a noite de sexta-feira.

Fontes: NetDenjd, Nikkei, Jomo News e Sankei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!